Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Câncer de esôfago
Câncer de esôfago
Câncer de esôfago

Alimentos e líquidos passam da boca ao estômago por um tubo muscular chamado esôfago. Algumas vezes, as células do esôfago se tornam cancerosas. Quando as células do esôfago se dividem sem uma ordem ou controle, é chamado câncer esofágico. Há dois tipos de câncer esofágico: câncer de células escamosas e adenocarcinoma.

O revestimento do esôfago é feito por células finas e planas chamadas células escamosas. O câncer de células escamosas se desenvolve na parte superior e mediana do esôfago.

Além das células escamosas, o esôfago contém células glandulares. As células glandulares produzem e liberam muco e outros líquidos que ajudam na digestão. Se os ácidos gástricos retornarem à parte inferior do esôfago, os mesmos podem irritar as células glandulares fazendo com que se modifiquem. Essas alterações podem levar ao câncer nas células glandulares, chamado adenocarcinoma.

Os sintomas de câncer esofágico incluem dificuldade em deglutir, intensa perda de peso, dor na garganta, nas costas ou atrás do esterno, vômito e rouquidão. O câncer esofágico pode se espalhar (sofrer metástase) para outros órgãos no corpo.

A cirurgia é o tratamento mais comum para ambos os tipos de câncer esofágico. Radiação e quimioterapia também podem ser utilizadas. Novos tipos de tratamento, como terapia a laser e fotodinâmica, podem ser utilizados para aliviar os sintomas.

Nesses tópicos
Câncer de esôfago