Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Administração de insulina
Administração de insulina
Administração de insulina

O diabetes é um quadro clínico que se desenvolve devido a concentrações elevadas de glicose na corrente sanguínea. Muitas pessoas com diabetes tomam insulina para manter suas concentrações de glicose no sangue em um nível normal e saudável. Existem diversos métodos de administração da insulina incluindo: seringa, caneta, injetor a jato e bomba.

O tipo mais comum de administração da insulina é através de uma seringa. Uma dose de insulina é removida da ampola para dentro da seringa e injetada diretamente na pele. A seringa deve ser descartada em um recipiente para objetos perfurocortantes à prova de punção concebido para o descarte de resíduos médicos. As canetas de insulina contêm cartuchos pré-carregados com doses variadas que são injetadas diretamente na pele.

Um injetor a jato não usa uma agulha para injetar a insulina. Em vez disso, um mecanismo com ar altamente pressurizado é usado para empurrar um borrifo fino de insulina para dentro da pele.

Cada um destes métodos de administração da insulina pode ser usado para injetar insulina em diversas áreas do corpo, incluindo as coxas, quadris, abdômen e parte superior dos braços. Eles são normalmente usados várias vezes por dia. Contudo, uma bomba de insulina administra insulina continuamente durante o dia e pode ser usada em um cinto ou um bolso. As bombas de insulina permitem que as pessoas possam controlar com mais rigidez suas concentrações de glicose.

Independentemente do método de administração da insulina escolhido, é importante que a pessoa com diabetes ainda verifique seu nível de glicose no sangue três a quatro vezes por dia.