honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Gravidez ectópica
Gravidez ectópica
Gravidez ectópica

Durante a ovulação, um óvulo é lançado de um ovário da mulher a cada mês. Fímbrias, pequenas projeções semelhantes a dedos no final da trompa uterina, capturam o óvulo e o direcionam para dentro. É aqui, dentro da trompa de falópio, que a concepção costuma ocorrer.

O espermatozoide viaja através do sistema reprodutivo entrando na trompa de falópio na qual ele, eventualmente, se junta ao óvulo. Apenas um espermatozoide é capaz de fertilizar o óvulo.

Em seguida o óvulo, recentemente fertilizado, migra pela trompa de falópio em direção ao útero, onde ele pode se implantar e se desenvolver até o nascimento. Em alguns casos, contudo, complicações podem causar a implantação do óvulo em áreas fora da parte interna do útero. Uma ocorrência desse tipo é chamada gravidez ectópica ou extrauterina.

Embora a maioria das gestações ectópicas ocorram na trompa de falópio, elas também podem se desenvolver no abdômen, ovários ou colo uterino.

Se a gravidez continuar sem uma intervenção, isso poderia causar a ruptura das trompas de falópio, resultando em sangramento intrabdominal com risco à vida. Devido a este risco, uma gravidez ectópica é considerada uma emergência médica, sendo necessário atenção médica imediata.