Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Amamentação
Amamentação
Amamentação

O seio externo é formado pelo mamilo e pela aréola. A ponta do mamilo contém diversos orifícios que permitem a passagem do leite durante o aleitamento. A aréola é a área pigmentada ao redor do mamilo. Ela é coberta pelas glândulas de Montgomery que excretam óleo para lubrificar o mamilo e a aréola.

A função principal do seio feminino é produzir leite para alimentar um bebê, um processo denominado aleitamento.

Os seios, que são essencialmente formados por tecido adiposo, também contêm glândulas que produzem leite denominadas lóbulos. Os lóbulos são conectados ao mamilo por uma rede de tubos denominados dutos de leite. Os seios produzem leite a partir de água e nutrientes removidos da corrente sanguínea. O leite é armazenado nos lóbulos até que o hormônio oxitocina dá um sinal que faz com que os músculos diminutos nos lóbulos se contraiam e empurrem o leite através dos dutos. Este processo é denominado reflexo de ejeção ou “descida do leite”.

Apesar de os bebês já nascerem com um reflexo natural de sucção, mesmo assim eles precisam aprender a mamar. Durante a amamentação, é importante que o bebê mantenha uma posição adequada da boca em relação ao mamilo; isso garante que o bebê esteja recebendo a quantidade de leite adequada e que a experiência da amamentação seja bem-sucedida. A posição de amamentação adequada é quando o mamilo está situado no fundo da boca do bebê, quase no ponto onde o palato duro se une ao palato mole. Se o bebê apenas sugar a ponta do mamilo ou não tiver uma quantidade suficiente de tecido mamário dentro da boca, isso pode causar dores ou rachaduras nos mamilos da mãe.