Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Vacinas para viagens internacionais*,†

Vacinas para viagens internacionais*,†

Infecção

Regiões em que a vacina é recomendada

Comentários

Todos os países de renda baixa e média

Duas doses são administradas com um intervalo de, no mínimo, seis meses entre elas.‡

Consulte também Vacina contra a hepatite A.

Todos os países de renda baixa e média (a hepatite B é particularmente comum na China)

Essa vacina é recomendada para os viajantes que permanecem por longos períodos e para todos os profissionais de saúde.‡

Consulte também Vacina contra a hepatite B.

Encefalite japonesa

Áreas rurais na maior parte da Ásia e do Sul da Ásia, particularmente em áreas de cultivo de arroz e criação de porcos

Duas doses são administradas com um intervalo de 28 dias entre elas. Adultos com 18 a 65 anos de idade podem receber uma segunda dose já depois de sete dias após a primeira dose. A última dose deve ser administrada pelo menos uma semana antes da viagem.

Essa vacina não é recomendada para gestantes.

Essa vacina, em geral, não é aconselhada para aqueles de vão passar menos de um mês em uma área endêmica.

Norte da África subsaariana, de Mali à Etiópia (o cinturão da meningite)

No mundo todo, especialmente em situações em que as pessoas vivem com muitas outras (como dormitórios)

Uma única dose da vacina quadrivalente é eficaz.

O risco de infecção no cinturão da meningite é mais alto durante a temporada de seca (de dezembro a junho).

Essa vacina é obrigatória para entrada na Arábia Saudita durante o Hajj ou o Umrah.

Consulte também Vacina meningocócica.

Todos os países, incluindo os Estados Unidos

Essa vacina é recomendada para os viajantes com risco de mordidas de animais, incluindo quem vai acampar em áreas rurais, veterinários, pessoas que vivem em áreas remotas e trabalhadores do campo.

Ela não elimina a necessidade de vacinas adicionais depois de uma mordida de animal (para maior proteção).

Essa vacina é administrada durante a gestação somente se o risco de infecção for alto.

Consulte também Prevenção contra a raiva.

Todos os países de baixa renda, especialmente no sul da Ásia (incluindo a Índia)

A vacina está disponível em duas apresentações.

Apresentação por injeção única: protege por dois anos e acredita-se ser mais segura para gestantes que a forma em comprimido da vacina.

Apresentação em comprimido: um comprimido é ingerido um dia sim um dia não, formando um total de quatro comprimidos. Essa forma protege por cinco anos e não é segura para gestantes.

América do Sul tropical e África tropical

A doença é rara, mas muitos países exigem comprovante de vacina para entrada.§

Essa vacina não é segura para gestantes.

Essa vacina tem um risco elevado de causar efeitos colaterais em idosos.§

Uma dose oferece proteção vitalícia para a maioria dos viajantes.

* Além das vacinas elencadas, os viajantes devem estar em dia com a vacinação de rotina, incluindo a vacina contra a gripe, sarampo, caxumba, rubéola, tétano, difteria, poliomielite, doença pneumocócica e varicela.

† Todas as recomendações estão sujeitas a modificações. Para ver as recomendações mais recentes, consulte os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (www.cdc.gov ou 800-CDC-INFO [800-232-4636]). Considerações gerais sobre a imunização.

‡ Existe também uma combinação de vacina contra a hepatite A e a hepatite B disponível que os médicos administram seguindo um esquema de três ou quatro doses (consulte Vacina contra hepatite A e Vacina contra hepatite B).

§ No caso de viajantes com mais de 60 anos de idade, é possível que o médico cogite preencher a seção de isenção do cartão amarelo (Certificado Internacional de Vacinação), em vez de administrar a vacina contra a febre amarela. Esses viajantes devem, então, ser bastante diligentes em relação ao cumprimento de medidas de proteção pessoal contra insetos.