Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Analgésicos opioides

Analgésicos opioides

Medicamento

Duração da eficácia

Comentários

Morfina

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 3 a 4 horas

Apresentação de liberação imediata por via oral: 3 a 6 horas

Apresentações de liberação controlada e prolongada por via oral: 8 a 24 horas

A morfina age rapidamente. A forma oral pode ser muito eficaz para a dor crônica. Tem maior probabilidade de causar coceira do que outros opioides.

Buprenorfina

Por injeção: 2 a 3 horas

Por adesivo: Cerca de 26 horas

Entre a gengiva e a bochecha: 12 horas

A buprenorfina tem alguns dos efeitos dos opioides, mas também bloqueia alguns dos efeitos dos opioides. Ela é ocasionalmente usada para aliviar a dor crônica e pode ser substituída por um opioide mais forte para ajudar pessoas que são viciadas em opioides a parar de tomá-los. No entanto, a buprenorfina pode causar sintomas de abstinência quando administrada a pessoas que têm opioides em seu sistema.

Codeína

Por via oral: 4 a 6 horas

A codeína é menos potente do que a morfina. É geralmente administrada com aspirina ou paracetamol.

Fentanila

Como pastilhas ou comprimidos dissolúveis: de 1 a 3 horas

Vaporizado no nariz ou sob a língua: 1 hora ou menos

Por adesivo: até 72 horas

Pastilhas e comprimidos dissolúveis de fentanila podem ser usados para tratar a dor episódica (um breve surto de dor, muitas vezes intenso, que pode ocorrer durante o tratamento da dor crônica).

Pastilhas de fentanila também podem ser usadas para aliviar a dor e sedar (antes de procedimentos doloridos) crianças.

Um adesivo de fentanila pode ser usado para tratar a dor crônica.

Hidrocodona

Por via oral: 4 a 8 horas

A hidrocodona tem eficácia semelhante à codeína.

Hidromorfona

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 3 a 4 horas

Por via oral: 3 a 6 horas

Por supositório retal: 6 a 8 horas

Apresentação de liberação prolongada: 24 horas

A hidromorfona começa a agir rapidamente. Pode ser usada em vez da morfina e é útil para a dor crônica.

O supositório retal é utilizado na hora de dormir.

Levorfanol

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 4 a 8 horas

Via oral: Cerca de 4 a 8 horas

A forma oral é forte. Pode ser usada em vez da morfina.

Meperidina

Por via intravenosa ou injeções intramusculares: Cerca de 3 a 4 horas

Via oral: Não muito eficaz

A meperidina pode ser eficaz para o uso de curto prazo. Mas o uso de longo prazo não é recomendado uma vez que a meperidina apresenta efeitos colaterais, como espasmos musculares, tremores, convulsões e confusão ou delírio (especialmente em pessoas idosas). Alguns profissionais de saúde preferem não usá-la.

Metadona

Por via oral: 6 a 8 horas, às vezes mais

Por injeção: 3 a 8 horas

A metadona é usada para tratar a dependência de heroína e outros opioides. Também pode ser usada para tratar a dor crônica.

A metadona pode apresentar efeitos colaterais sérios, especialmente quando é iniciada pela primeira vez. Por exemplo, pode fazer com que a respiração fique perigosamente lenta ou pare alguns dias após a pessoa iniciar seu uso, mesmo sem um aumento da dose tomada. Para evitar efeitos colaterais sérios, as pessoas devem ter o cuidado de tomar o medicamento conforme recomendado.

Oxicodona

Apresentação de ação curta por via oral: 3 a 6 horas

Apresentação de ação prolongada, de liberação controlada por via oral: 8 a 12 horas

A oxicodona pode ser usada em vez da morfina para tratar a dor crônica. A formulação de ação curta é geralmente administrada com aspirina ou paracetamol.

Oximorfona

Por via oral: 4 a 6 horas

Apresentação de liberação controlada por via oral: 12 horas

Por injeções intravenosas ou intramusculares: 3 a 6 horas

Por supositório retal: 4 a 6 horas

A oximorfona pode ser usada em vez da morfina para tratar a dor crônica.

Pentazocina

Por via oral: até 4 horas

Por injeção: 3 a 4 horas

A pentazocina pode bloquear a ação analgésica de outros opioides. É quase tão forte como a codeína. A utilidade da pentazocina é limitada porque as doses mais altas não oferecem mais alívio da dor e porque o medicamento pode causar ansiedade e confusão, especialmente em pessoas idosas. Não é uma boa escolha para idosos.

Tapentadol

Apresentação de ação curta por via oral: 3 a 6 horas

Apresentação de ação prolongada por via oral: 12 horas

O tapentadol é utilizado para tratar a dor neuropática causada pelo diabetes, assim como a dor aguda moderada a intensa e a dor crônica moderada a intensa.

Tramadol

Apresentação de ação curta por via oral: 4 a 11 horas

Apresentação de ação prolongada por via oral: 12 a 24 horas

Com tramadol, o potencial para abuso é menor em relação a outros opioides. Ela não é tão potente como outros analgésicos opioides.