Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Algumas causas e características da hemorragia gastrointestinal

Algumas causas e características da hemorragia gastrointestinal

Causa*

Características comuns†

Exames

Trato digestivo superior (indicado por vômito de sangue ou material marrom escuro)

Úlceras ou erosões do esôfago, estômago ou da primeira parte do intestino delgado (duodeno)

Dor que

  • É constante e leve ou moderadamente grave

  • Está normalmente localizada logo abaixo do esterno

  • Pode despertar a pessoa durante a noite e/ou melhorar fazendo-se uma refeição

Úlceras não dolorosas também podem causar hemorragia

Endoscopia digestiva alta (exame do esôfago, estômago e duodeno no qual se utiliza um tubo flexível para visualização chamado endoscópio)

Varizes esofágicas (veias expandidas no esôfago)

Normalmente, hemorragia muito intensa

Geralmente, em pessoas com diagnóstico de doença hepática crônica como, por exemplo, a cirrose

Às vezes, sinais de doença hepática crônica, como abdômen distendido e amarelamento da pele e da parte branca dos olhos (icterícia)

Endoscopia digestiva alta

Laceração de Mallory-Weiss (uma laceração no esôfago causada por vômitos)

Em pessoas que vomitaram uma ou mais vezes antes de começarem a vomitar sangue

Às vezes, dor na parte inferior do tórax durante vômito

Endoscopia digestiva alta

Ligações anormais entre as artérias e as veias (malformações arteriovenosas) no intestino

Geralmente, nenhum outro sintoma

Endoscopia digestiva alta

Trato digestivo inferior (indicado pela presença de sangue nas fezes)

Sangue vermelho vivo apenas no papel higiênico, pingando no vaso sanitário ou na superfície de fezes formadas

Anuscopia (exame do ânus e do reto com um tubo curto e rígido) ou sigmoidoscopia

Dor ao defecar

Sangue vermelho vivo apenas no papel higiênico ou na superfície de fezes formadas

Fissura identificada durante o exame médico

Exame médico

Vasos sanguíneos anormais (angiodisplasia) no intestino

Evacuação indolor de sangue vermelho vivo pelo reto (hematoquezia)

Geralmente em pessoas com mais de 60 anos de idade (a causa mais comum de sangramento no intestino grosso nesta faixa etária)

Colonoscopia (exame de todo o intestino grosso, reto e ânus através de um endoscópio)

Inflamação do intestino grosso devido a radioterapia, infecção ou interrupção do fluxo sanguíneo (como ocorre na colite isquêmica)

Diarreia sanguinolenta, febre e dor abdominal

Colonoscopia

Exames de fezes para procurar organismos infecciosos

Algumas vezes, TC

Às vezes, fadiga, fraqueza e/ou sensação de inchaço

Geralmente, em pessoas de meia-idade ou idosas

Colonoscopia e biópsia (exame de amostras de tecido retiradas do revestimento do intestino)

Frequentemente, nenhum outro sintoma

Colonoscopia

Doença diverticular (como, por exemplo, a diverticulose)

Hematoquezia indolor

Às vezes, em pessoas com diagnóstico de doença diverticular

Colonoscopia

Algumas vezes, TC ou angio-TC

Em casos raros, uma angiografia (uma radiografia tirada depois que um meio de contraste foi injetado na artéria através de um cateter)

Doença inflamatória intestinal (como, por exemplo, proctite ulcerativa, colite ulcerativa ou doença de Crohn)

Diarreia sanguinolenta, febre, dor abdominal e cólica

Às vezes, em pessoas que tiveram vários episódios de hemorragia originada no reto

Colonoscopia e biópsia

* As causas estão listadas em ordem decrescente de frequência.

† As características incluem os sintomas e os resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

TC = tomografia computadorizada; GI = gastrointestinal.