honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Corticosteroids: Uses and Side Effects

Corticosteroids: Uses and Side Effects

Os corticosteroides são os medicamentos mais fortes disponíveis para reduzir a inflamação no corpo. Eles são úteis em qualquer quadro clínico no qual ocorre a inflamação, incluindo artrite reumatoide e outras doenças do tecido conjuntivo, esclerose múltipla, em situações de emergência, como em caso de edema cerebral devido a câncer, asma e reações alérgicas graves. Quando a inflamação é grave, o uso desses medicamentos geralmente salva vidas.

Os corticosteroides podem ser

  • Administrados na veia (via intravenosa – especialmente em situações de emergência)

  • Tomados pela boca (via oral)

  • Aplicados diretamente sobre a área inflamada (uso tópico; por exemplo, como colírios ou como cremes para a pele)

  • Inalados (como nas versões inalatórias para os pulmões, usados para tratar distúrbios como a asma e DPOC)

  • Injetados em um músculo (via intramuscular)

  • Injetados em uma articulação

Por exemplo, os corticosteroides podem ser utilizados como uma preparação inalável para o tratamento de asma. Eles podem ser usados como spray nasal para o tratamento da febre do feno (rinite alérgica). Eles podem ser usados como colírio para o tratamento de inflamação ocular (uveíte). Eles podem ser aplicados diretamente em uma área afetada para o tratamento de certas doenças da pele, como eczema e psoríase. Eles podem ser injetados nas articulações inflamadas pela artrite reumatoide ou um outro distúrbio.

Os corticosteroides são preparados sinteticamente para terem a mesma ação que o cortisol (ou cortisona), um hormônio esteroide produzido pela camada externa (córtex) das glândulas suprarrenais — daí o nome “corticosteroide”. Muitos corticosteroides sintéticos são, contudo, mais potentes do que o cortisol e a maioria deles são de ação prolongada. Os corticosteroides são quimicamente relacionados, mas têm efeitos diferentes dos esteroides anabólicos (como a testosterona), que são produzidos pelo organismo e, algumas vezes, utilizados abusivamente por atletas.

Exemplos de corticosteroides são prednisona, dexametasona, triancinolona, ​​betametasona, beclometasona, flunisolida e fluticasona. Todos esses medicamentos são muito potentes (embora a potência dependa da dose utilizada). A hidrocortisona é um corticosteroide mais leve que está disponível em cremes de venda livre para a pele.

Os corticosteroides reduzem a capacidade do corpo em combater infecções reduzindo a inflamação, normalmente quando são tomados por via oral ou administrados na veia. Devido a esse efeito colateral, eles são usados ​​com extremo cuidado quando infecções estão presentes. O uso oral e intravenoso pode causar ou piorar a hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, diabetes, úlceras pépticas e osteoporose. Portanto, os corticosteroides são usados ​​em tais doenças apenas quando é provável que seu benefício ultrapasse seu risco.

Quando são tomados por via oral ou por injeção por mais de duas semanas, os corticosteroides não devem ser interrompidos abruptamente. Isso se deve ao fato de os corticosteroides inibirem a produção de cortisol pelas glândulas suprarrenais e essa produção leva tempo para se recuperar. Assim, no final de um curso de corticosteroides, a dose é reduzida gradualmente. É importante para uma pessoa que toma corticosteroides seguir as instruções do médico sobre a dosagem muito cuidadosamente.

O uso de corticosteroides em longo prazo, particularmente em doses elevadas e, em particular, quando administrados por via oral ou intravenosa, invariavelmente provoca vários efeitos colaterais envolvendo quase todos os órgãos no corpo. Os efeitos colaterais comuns incluem adelgaçamento da pele com estrias e equimose, hipertensão arterial, níveis elevados de açúcar no sangue, catarata, inchaço no rosto (rosto em forma de lua cheia) e abdômen, afinamento dos braços e pernas, má cicatrização de feridas, crescimento retardado em crianças, perda de cálcio nos ossos (o que pode levar à osteoporose), fome, ganho de peso e alterações de humor. Corticosteroides inalados e aqueles aplicados diretamente sobre a pele provocam muito menos efeitos colaterais do que os corticosteroides administrados por via oral, intravenosa ou por injeção.