Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Algumas causas e características da vermelhidão no olho

Algumas causas e características da vermelhidão no olho

Causa

Características comuns*

Diagnóstico†

Doenças da conjuntiva e episclerite‡

Conjuntivite alérgica ou sazonal (inflamação da conjuntiva - membrana que reveste a pálpebra e cobre a parte frontal do olho)

Afeta os dois olhos

Coceira ou irritação e lacrimejamento

Em pessoas com alergias conhecidas ou outras características de alergias (como coriza que reaparece em algumas épocas do ano)

Algumas vezes em pessoas que usam colírios (principalmente neomicina)

Exame médico

Conjuntivite química (irritante)

Coceira ou irritação e lacrimejamento

Exposição a irritantes potenciais (como poeira, fumaça, amônia ou cloro)

Exame médico

Episclerite (inflamação do tecido entre a esclera - o branco do olho - e a conjuntiva sobrejacente)

Afeta apenas um olho

Uma mancha vermelha no branco do olho

Irritação branda do olho

Exame médico

Conjuntivite infecciosa (olho vermelho)

Coceira ou irritação, lacrimejamento e sensibilidade à luz

Às vezes secreção do olho e edema da pálpebra

Às vezes linfonodos inchados na frente dos ouvidos

Exame médico

Hemorragia subconjuntival (sangramento sob a conjuntiva)

Afeta apenas um olho

Uma mancha vermelha ou grande área de vermelhidão (que se parece com sangue ou ketchup)

Sem lacrimejamento, irritação, coceira, alteração da visão, dor ou secreção no olho

Algumas vezes em pessoas que tiveram uma lesão no olho, espirraram de modo violento ou tentaram exalar sem deixar o ar sair, como pode ocorrer durante um movimento intestinal ou quando ao levantar um peso muito grande (conhecido como manobra de Valsalva)

Quase sempre em pessoas que usam medicamentos que ajudam a evitar a coagulação do sangue (como aspirina ou varfarina)

Exame médico

Doenças da córnea§

Ceratite por lente de contato (inflamação da córnea — a camada transparente na frente da íris e da pupila)

Dor no olho, vermelhidão, olhos lacrimejantes e sensibilidade à luz

Em pessoas que usaram lentes de contato por demasiado tempo

Exame médico

Arranhão da córnea (abrasão) ou objeto estranho (corpo)

Sintomas que surgem após uma lesão no olho (que pode não ser notada em bebês e crianças)

Dor ao piscar e sensação de corpo estranho no olho

Exame médico

Algumas vezes uma mancha acinzentada na córnea que depois se torna uma ferida aberta e dolorosa

Pode ocorrer em pessoas que tiveram uma lesão no olho ou que dormiram com a lente de contato

Exame médico

Cultura de uma amostra da úlcera (retirada por um oftalmologista)

Ceratoconjuntivite epidêmica (olho vermelho — inflamação da conjuntiva, a membrana que reveste a pálpebra e cobre a frente do olho, e da córnea, causada por um adenovírus)

Secreção aquosa

Edema das pálpebras, linfonodos aumentados e saliência da conjuntiva

Algumas vezes perda temporária de visão

Exame médico

Ceratite por herpes simples (infecção da córnea causada pelo vírus do herpes simples)

Afeta apenas um olho

Inicial: Bolhas na pálpebra e/ou crostas

Tardia ou recorrente: Olhos vermelhos e lacrimejantes, dor no olho, visão prejudicada e sensibilidade à luz

Normalmente somente um exame realizado pelo médico

Às vezes, pesquisa do vírus em raspagens obtidas da superfície da córnea ou de bolhas ao redor do olho

Herpes zoster oftálmico (vesículas que afetam o rosto e o olho provocadas pelo vírus da varicela zoster)

Afeta apenas um olho

Inicial: Erupção cutânea com bolhas e/ou crostas em um lado do rosto, em torno do olho, na testa e algumas vezes na ponta do nariz, podendo haver dor

Olho vermelho, lacrimejamento e edema de pálpebra

Tardia: Olho vermelho, geralmente com sensibilidade à luz e também com dor intensa

Normalmente somente um exame realizado pelo médico

Às vezes, pesquisa do vírus em raspagens obtidas de bolhas em volta do olho

Outras doenças

Dor no olho intensa e vermelhidão

Dor de cabeça, náusea, vômito e dor com exposição à luz

Perturbações como a visão de halos em torno das luzes e/ou declínio da visão

Medida da pressão intraocular (tonometria) e exame dos canais de drenagem do olho com lentes especiais (gonioscópio), realizado por um oftalmologista

Uveíte anterior (inflamação da câmara anterior — o espaço cheio de líquido entre a íris e a córnea)

Dor no olho e sensibilidade à luz

Vermelhidão no olho (principalmente em volta da córnea)

Visão embaçada ou perda de visão

Quase sempre em pessoas que tiveram doença autoimune ou que tiveram recente lesão ocular

Exame médico

Esclerite (inflamação do branco do olho chamado esclera)

Dor, em geral descrita como incômoda e intensa o bastante para acordar a pessoa de um sono profundo

Sensibilidade à luz

Lacrimejamento

Manchas vermelhas ou roxas no branco do olho

Quase sempre em pessoas que tiveram doença autoimune

Normalmente somente um exame realizado pelo médico

Às vezes, ultrassom ou TC

Raramente, biópsia

* As características incluem os sintomas e os resultados do exame médico. As características mencionadas são típicas, mas nem sempre estão presentes.

† Embora sempre se faça um exame médico ou um exame oftalmológico, ele só é mencionado nesta coluna se o diagnóstico às vezes puder ser feito exclusivamente pelo exame médico, sem nenhum outro exame. Em outras palavras, exames adicionais podem não ser necessários.

‡ Doenças da conjuntiva costumam causar coceira ou uma sensação de irritação, lacrimejamento, vermelhidão disseminada e, frequentemente, sensibilidade à luz. Essas doenças em geral não causam dor nem alterações à visão.

§ As doenças da córnea geralmente causam dor (em especial quando os olhos são expostos à luz), lacrimejamento e, às vezes, a visão pode ficar prejudicada.