honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Thanks for the Memories

Thanks for the Memories

A amnésia é um tema popular de muitos filmes e programas de televisão. Os personagens muitas vezes aparecem sem identidade e sem memórias do passado. Eles, essencialmente, iniciam novamente suas vidas, mas, em sua maior parte, estão mentalmente capazes de fazê-lo. No entanto, esse retrato cinematográfico tem pouco em comum com a realidade da amnésia.

Nos filmes: a amnésia pode ser alheia a qualquer anomalia ou lesão do cérebro. As pessoas simplesmente esquecem das coisas. A razão pode ser incerta. Às vezes, o sono parece varrer a memória de eventos de um cenário improvável do dia anterior, mas cheio de possibilidades cômicas. Ou a causa pode ser um golpe na cabeça, uma lesão na cabeça em um acidente de algum tipo, ou um trauma psicológico, como testemunhar um assassinato ou ser estuprada. Ou memórias podem ser removidas por um dispositivo especial de eliminação, conforme usado em Homens de Preto ou Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças.

Na realidade: a amnésia geralmente tem causas menos deslumbrantes, como uma infecção cerebral, alcoolismo, um acidente vascular cerebral, drogas, um tumor cerebral ou uma lesão devido a uma cirurgia no cérebro. O trauma psicológico ocasionalmente provoca a amnésia - um quadro chamado amnésia dissociativa. Contudo, o trauma psicológico muitas vezes tem o efeito contrário sobre a perda de memória. As pessoas não podem esquecer o que aconteceu com elas. Frequentemente repetem e revivem o evento traumático, mesmo que prefiram esquecê-lo.

Nos filmes: os indivíduos com amnésia têm poucos ou nenhum problema com suas atividades diárias. Podem facilmente obter um novo emprego e fazer novos (ou novos-velhos) amigos.

Na realidade: a maioria das pessoas têm grande dificuldade em aprender e reter novas informações (devido ao fato de o cérebro ter sido lesionado). Como resultado, lutam com as atividades diárias. As pessoas têm dificuldade em lembrar nomes, para onde estão indo e o porquê. Esses problemas causam frustração, e as pessoas com amnésia frequentemente se sentem muito confusas e perdidas.

Nos filmes: muitas vezes as pessoas passam por uma mudança de personalidade completa. Os valores e comportamentos são transformados. Pessoas ruins ficam boas.

Na realidade: raramente a amnésia afeta a personalidade ou a identidade, apenas quando existe uma disfunção das áreas específicas do cérebro que controlam estas funções.

Nos filmes: pessoas com amnésia devido a trauma armazenam memórias do trauma, intactas e precisas, no fundo de seu inconsciente. Com a forma correta de acionamento, podem reproduzir as memórias do trauma, como uma câmera de vídeo.

Na realidade: a forma como o cérebro relembra as memórias é dinâmica. Quando o indivíduo se lembra de um evento, o reconstrói, pegando pequenas partes de diferentes lugares no cérebro. Nenhuma memória, trauma ou qualquer outro evento está, para sempre, congelado e imune a reconstrução ao longo do tempo.

Nos filmes: a amnésia pode ser curada mecanicamente. Ou seja, a amnésia causada por uma pancada na cabeça pode, muitas vezes, ser revertida por um outro golpe. Ou a amnésia, independentemente da sua causa, pode ser curada ao olhar para um objeto familiar ou ao ser hipnotizado.

Na realidade: a maioria dessas curas são duvidosas. Um segundo golpe na cabeça é mais suscetível a causar outras lesões. A hipnose é útil apenas quando a causa da amnésia é um evento perturbador. Então, quando realizada de forma gentil e cuidadosa, muitas vezes é bem-sucedida. O tratamento e suas chances de sucesso dependem da causa.

Nos filmes: as memórias não são realmente perdidas, ficam apenas temporariamente inacessíveis.

Na realidade: a recuperação das memórias depende da gravidade e da causa da lesão. Muitas vezes a lesão não é grave, ou a causa é temporária. Nesses casos, a amnésia muitas vezes tem a duração de apenas alguns minutos ou algumas horas, e a maioria das pessoas recupera sua memória sem tratamento. No entanto, quando o dano é considerável, muitas vezes, não é possível recuperar a memória.