Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Proteção de adultos por meio de vacinas

Proteção de adultos por meio de vacinas

Doença*

Quem deve ser vacinado

Pessoas que foram expostas ao carbúnculo

As pessoas que podem ter sido expostas ao carbúnculo (antraz), como as seguintes:

  • Alguns militares

  • Alguns funcionários de laboratório

  • Veterinários

Catapora (varicela)

Todos os adultos que não receberam a vacina ou não tiveram catapora

Todos os adultos (geralmente como uma vacina combinada contra tétano, como Td ou também contra coqueluche, como Tdap) se já não tiverem sido vacinados

As mulheres grávidas devem receber Tdap durante cada gravidez

Infecções por Haemophilus influenzae tipo b (como meningite)

Adultos que não foram vacinados e que estão sob risco maior, como os seguintes:

  • Pessoas que não têm o baço em funcionamento

  • Pessoas que possuem um sistema imunológico debilitado (como as que têm AIDS)

  • Pessoas que receberam quimioterapia para câncer

  • Pessoas que receberam transplante de células-tronco

Adultos que não foram vacinados e que estão sob risco maior, como os seguintes:

  • Pessoas que viajam para áreas onde a infecção é comum ou que trabalham nessas áreas

  • Pessoas que usam drogas ilícitas (como a metanfetamina)

  • Pessoas que praticam sexo anal

  • Pessoas que têm uma doença hepática crônica ou altos níveis de certas enzimas hepáticas no sangue

  • Adultos saudáveis com até 40 anos de idade, que foram recentemente expostos ao vírus da hepatite A

  • Pessoas que preveem contato próximo com uma criança adotada durante os primeiros sessenta dias depois de a criança chegar aos Estados Unidos de uma área onde a hepatite A seja comum

  • Pessoas em situação de rua

  • Mulheres grávidas identificadas como estando em risco de contrair a infecção pelo vírus da hepatite A durante a gravidez (como mulheres que são viajantes internacionais, que usam drogas ilícitas [injetáveis ou não], que podem ficar expostas no trabalho, que preveem contato pessoal próximo com uma criança adotada internacionalmente ou que estão em situação de rua) ou que estão em risco de ficar muito doentes ou morrer por infecção pelo vírus da hepatite A (como mulheres que têm doença hepática crônica ou infecção por HIV)

Adultos que não foram vacinados e que estão sob risco maior, como os seguintes:

  • Trabalhadores que atuam na assistência à saúde, limpeza ou segurança pública

  • Viajantes para áreas onde a infecção é comum

  • Pessoas com uma doença hepática crônica ou altos níveis de certas enzimas hepáticas no sangue

  • Pessoas com insuficiência renal, incluindo as que necessitam de diálise

  • Pessoas que injetam drogas ilícitas

  • Pessoas que têm vários parceiros sexuais

  • Pessoas que precisam ser avaliadas ou tratadas para uma doença sexualmente transmissível

  • Pessoas que praticam sexo anal

  • Parceiros sexuais e contatos domésticos de pessoas portadoras da hepatite B

  • Pessoas com infecção por HIV

  • Pessoas com menos de 60 anos e que têm diabetes e, às vezes, pessoas com 60 anos de idade ou mais que têm diabetes

  • Pessoas que passaram um período (como pacientes, residentes ou funcionários) em instalações correcionais ou em instalações que prestam serviços para pessoas em alto risco de hepatite B (como centros de tratamento abuso de drogas, locais para uso de drogas injetáveis, centros de hemodiálise, instituições para pessoas com deficiência de desenvolvimento e locais onde pessoas com doenças sexualmente transmissíveis ou infecção por HIV são avaliadas e tratadas)

  • Mulheres grávidas, se estiverem em risco de contrair a infecção ou de ficarem muito doentes ou morrer em decorrência de infecção por hepatite B (como mulheres que têm doença hepática crônica ou infecção por HIV)

Todas as pessoas do sexo masculino e feminino que não foram previamente vacinadas (normalmente com 11 ou 12 anos de idade) até 26 anos de idade

Todos os adultos de 27 a 45 anos de idade devem conversar com seu médico e perguntar se devem ser vacinados

Todas as pessoas acima de 6 meses de idade

Todos os adultos nascidos a partir de 1957, a menos que tenham documentação de vacinação com uma ou mais doses da vacina contra sarampo, caxumba e rubéola (Tríplice viral) ou exames laboratoriais detectarem evidência de imunidade a sarampo

Sempre administrada na forma de uma vacina combinada com caxumba e rubéola (não está disponível como uma vacina única)

Certas pessoas com mais de 55 anos de idade

Pessoas de 16 a 23 anos de idade que desejam tomar a vacina

Pessoas sob risco maior, como as seguintes:

  • Pessoas que não têm o baço em funcionamento (incluindo aquelas com doença falciforme)

  • Pessoas com infecção por HIV

  • Pessoas com determinadas doenças decorrentes de imunodeficiência

  • Pessoas que tomam eculizumabe ou ravulizumabe (medicamentos que bloqueiam o sistema do complemento)

  • Microbiólogos que ficam rotineiramente expostos à bactéria

  • Adolescentes, se ainda não tiverem sido vacinados

  • Calouros universitários que vivem em dormitórios, têm 21 anos ou menos e não receberam uma dose da vacina a partir de seu 16º aniversário

  • Recrutas militares

  • Viajantes para regiões onde a infecção é comum ou residentes dessas regiões

  • Pessoas que foram expostas durante um surto de meningite

Todos os adultos nascidos a partir de 1957, a menos que tenham documentação de vacinação com uma ou mais doses da vacina Tríplice viral ou exames laboratoriais detectarem evidência de imunidade a caxumba

Sempre administrada como uma vacina combinada com sarampo e rubéola (não está disponível como uma vacina única)

Coqueluche (tosse comprida)

Todos os adultos (geralmente administrada como uma vacina combinada com tétano e difteria como Tdap) se já não tiverem sido vacinados

Mulheres grávidas durante cada gravidez

Infecções pneumocócicas (como meningite e pneumonia)

Todas as pessoas a partir de 65 anos de idade

Adultos sob risco maior, como os seguintes:

  • Pessoas com um distúrbio cardíaco, pulmonar (incluindo asma e enfisema), renal ou hepático crônico

  • Pessoas com diabetes

  • Pessoas com vazamento de líquido cefalorraquidiano

  • Pessoas com o sistema imunológico debilitado (incluindo aquelas com infecção por HIV, leucemia, linfoma ou câncer, aquelas que tomam medicamentos que suprimem o sistema imunológico [imunossupressores] e aquelas que foram submetidas a certos transplantes de órgãos)

  • Pessoas que não têm o baço em funcionamento (incluindo aquelas com doença falciforme)

  • Pessoas que têm um implante coclear

  • Pessoas que têm um transtorno relacionado ao uso de álcool

  • Adultos que fumam cigarros

Adultos sob risco maior, como

  • Viajantes para áreas onde a poliomielite é comum

  • Funcionários de laboratório que trabalham com o vírus da poliomielite

  • Pessoas que tratam pessoas que possam ter poliomielite

Pessoas que foram mordidas por certos animais

Pessoas que podem estar em maior risco de exposição a animais infectados, como

  • Veterinários e tratadores de animais

  • Funcionários de laboratório que manipulam animais que possam ter raiva

  • Pessoas que exploram grutas de morcegos

  • Pessoas que residem ou permanecem mais de 30 dias em países onde a raiva canina está difundida

Rubéola (sarampo alemão)

Todos os adultos nascidos a partir de 1957, a menos que tenham documentação de vacinação com uma ou mais doses da vacina Tríplice viral ou exames laboratoriais detectarem evidência de imunidade a rubéola

Mulheres que estiverem planejando engravidar e não tiverem imunidade à rubéola

Sempre administrada como uma vacina combinada com sarampo e caxumba (não está disponível como uma vacina única)

Cobreiro (herpes zóster)

Pessoas a partir de 50 anos de idade

Atualmente não é recomendada, exceto para pessoas em alto risco de ficarem expostas ao vírus da varíola, como técnicos de laboratório que lidam diretamente com o vírus e materiais relacionados

Todos os adultos a cada 10 anos (geralmente como uma vacina combinada contra tétano e difteria, como Td ou também contra coqueluche, como Tdap) se já não tiverem sido vacinados

As mulheres grávidas devem receber Tdap durante cada gravidez

Pessoas que viajam para áreas onde a infecção é comum

Pessoas que têm contato próximo com um portador de tifo

Funcionários de laboratório que trabalham com a bactéria que causa febre tifoide

Pessoas que viajam para certas partes da África e América do Sul, onde a infecção é comum

* Estão disponíveis vacinas para essas infecções nos Estados Unidos.

HIV = vírus da imunodeficiência humana; Td = tétano e difteria; Tdap = vacina contra tétano-difteria-coqueluche.