honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

The Changing Structures of Families

The Changing Structures of Families

Embora a maioria das pessoas pense uma família tradicional como sendo um homem e uma mulher casados e suas crianças biológicas, este não tem sido o caso há muitos anos. Por exemplo, uma família pode ser formada por uma mãe ou pai solteiros, um casal gay ou adultos não relacionados que vivem e criam crianças juntos.

O divórcio força muitas crianças a viver em famílias com mães ou pais solteiros, famílias mistas criadas por adultos que vivem juntos ou casaram novamente. Aproximadamente 33% das crianças nascem de mães solteiras, e cerca de 10% das crianças nascem de mães adolescentes. Muitas crianças são criadas por avós ou outros familiares. Mais de um milhão de crianças vivem com pais adotivos (consulte Adoção).

Até as famílias tradicionais mudaram. Muitas vezes, ambos os pais trabalham fora de casa, o que exige que muitas crianças recebam cuidados regulares fora do contexto familiar (consulte Cuidados infantis). Devido a obrigações acadêmicas e profissionais, muitos casais adiam o nascimento de um filho até após os 30 ou 40 anos de idade. A mudança das expectativas culturais resultou em pais que passam cada vez mais tempo criando seus filhos.

Conflitos surgem em todas as famílias, mas famílias saudáveis têm força suficiente para resolver os seus conflitos ou prosperar apesar deles. Qualquer que seja a sua composição, famílias saudáveis proporcionam às crianças uma sensação de pertencimento e satisfazem suas necessidades físicas, emocionais, de desenvolvimento e espirituais. Membros de famílias saudáveis expressam emoções e apoio mútuo de maneiras consistentes com sua própria cultura e suas próprias tradições familiares.