Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Como decifrar termos médicos de fraturas

Como decifrar termos médicos de fraturas

Tipo

Descrição

Angulada

Os pedaços de ossos fraturados não estão em uma linha reta. Um está em ângulo em relação ao outro.

Avulsão

Um pedaço de osso é arrancado da parte principal do osso. Um ligamento pode arrancar um fragmento de osso se a força externa for forte o suficiente, como pode ocorrer em uma queda. Um tendão pode arrancar um fragmento de osso se o músculo preso a ele contrair com força suficiente, como ocorre em atletas jovens.

Fraturas por arrancamento ocorrem geralmente na mão, no pé, no tornozelo, no joelho ou no ombro.

Fechada

A pele sobre o osso fraturado não é lacerada.

Cominutiva

O osso é fraturado em três ou mais fragmentos. Frequentemente, o osso é fraturado em muitos fragmentos bem pequenos.

Essas fraturas são muitas vezes causadas por uma grande força, como ocorre em um acidente de carro. Elas também podem ocorrer em pessoas com osteoporose, que enfraquece o osso.

Existe um colapso do osso.

Essas fraturas ocorrem geralmente em pessoas idosas (principalmente nas que sofrem de osteoporose). Os ossos da coluna (vértebras) são muitas vezes afetados (chamado fraturas por esmagamento vertebral).

Deslocada

Algumas partes ou pedaços do osso quebrado são separadas e não estão alinhadas corretamente.

Ramo verde

O osso sofre fissura e/ou dobramento parcial, mas não é totalmente fraturado.

As fraturas em ramo verde apenas ocorrem nas crianças.

Essas fraturas ocorrem na placa de crescimento, a qual é feita de cartilagem. As placas de crescimento permitem aos ossos se alongar até as crianças atingirem sua altura total. Quando o crescimento está concluído, as placas de crescimento são substituídas por osso. Quando uma placa de crescimento é fraturada, o osso pode parar de crescer ou crescer entortado.

As fraturas da placa de crescimento ocorrem apenas em crianças e adolescentes.

Impactada

Uma extremidade do osso fraturado fica encravada na outra. Consequentemente, o osso parece encurtado.

Articular (intra-articular)

As fraturas podem se estender até a cartilagem nas extremidades dos ossos que formam uma articulação (chamadas superfícies articulares). Normalmente, esta cartilagem reduz a quantidade de fricção que ocorre quando os ossos em uma articulação se atritam. Quando esta cartilagem é fraturada, as pessoas também não conseguem mover a articulação, e é mais provável que se desenvolva osteoartrite na articulação.

Não deslocada

Os fragmentos de osso fraturado continuam no lugar (alinhados normalmente) e não há espaço entre eles.

Oblíqua

O osso é fraturado em uma linha reta diagonalmente ao longo da parte mediana longa (eixo) do osso.

Oculta

É difícil ou impossível visualizar essas pequenas fraturas nas radiografias, mas elas podem ser vistas em outros exames de diagnóstico por imagem, como tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (RM).

Depois de alguns dias ou semanas, ocorrem mudanças no osso novo que se forma à medida que o osso é restaurado. Nesse momento, as fraturas ocultas podem ser vistas nas radiografias.

Algumas fraturas por estresse são ocultas.

Exposta

Há uma ruptura da pele e dos tecidos que revestem o osso fraturado, e este poderá ser visto projetando-se para fora da pele. Sujeira, resíduos ou bactérias podem contaminar a ferida facilmente podendo causar uma infecção no osso fraturado.

Osteoporótica

As fraturas osteoporóticas resultam de osteoporose (perda progressiva da densidade óssea), que enfraquece os ossos e os torna mais suscetíveis a se partirem.

As fraturas osteoporóticas (às vezes chamadas fraturas por fragilidade) ocorrem em pessoas idosas, geralmente nos quadris, pulsos, coluna, ombros ou pélvis.

Patológica

As fraturas patológicas são causadas por um distúrbio que enfraquece o osso, como osteoporose, certas infecções ósseas ou tumores ósseos (incluindo metástases ósseas provenientes de cânceres em outras partes do corpo).

Segmentar

Há duas fraturas separadas em um osso. As fraturas segmentares são um tipo de fratura cominutiva.

Em espiral (torção)

As fraturas em espiral ocorrem quando o osso sofre uma torção. Consequentemente, as extremidades do osso podem ficar afiadas, dentadas e inclinadas.

Uma fratura por estresse ocorre quando uma força é aplicada repetidamente a um osso durante certas atividades, como caminhar com uma carga pesada ou correr. As fraturas por estresse são frequentemente pequenas fissuras no osso (às vezes chamadas fraturas em linha de cabelo).

As fraturas por estresse comumente ocorrem em ossos que suportam peso, como os do pé ou da região inferior da perna.

Tórus

Em vez de fraturar, o osso se enverga.

As fraturas em tórus costumam ocorrer somente em crianças. Os ossos em crianças podem envergar-se em vez de fraturar porque eles são mais flexíveis do que os de adultos.

Transversa

O osso é fraturado transversalmente.