Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Inalação de fumaça

Por

Steven E. Wolf

, MD, University of Texas - Southwestern Medical Center

Última revisão/alteração completa nov 2018| Última modificação do conteúdo nov 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

O fumo pode sufocar as pessoas e, às vezes, pode conter diferentes substâncias químicas tóxicas produzidas pela substância em queima. Alguns desses produtos químicos podem danificar os pulmões ou envenenar o corpo.

Muitas das pessoas queimadas em incêndios também inalam fumaça. Por vezes, as pessoas inalam fumaça sem manifestar queimaduras na pele.

A inalação de pequenas quantidades de fumaça geralmente não causa efeitos sérios e duradouros. No entanto, podem surgir sérios problemas se a fumaça contiver determinados produtos químicos venenosos ou estiver incomumente densa ou se sua inalação for prolongada. Mesmo materiais domésticos comuns, como plásticos e tecidos, podem produzir substâncias químicas venenosas (produtos tóxicos da combustão) quando queimam.

A inalação de fumaça pode causar problemas de várias maneiras:

  • Sufocando o corpo com monóxido de carbono

  • Envenenando o corpo com substâncias químicas tóxicas

  • Danificando a traqueia, as passagens respiratórias e/ou os pulmões devido à presença de substâncias químicas tóxicas

  • Queimação da boca e da garganta por gases quentes

O monóxido de carbono é um gás produzido em muitos incêndios. Quando inalado, o monóxido de carbono impede que o sangue transporte oxigênio, de modo que os tecidos não recebem oxigênio suficiente (consulte também Intoxicação por monóxido de carbono).

Muitas substâncias industriais e domésticas liberam cianeto quando queimadas, e causam envenenamento por cianeto.

A inalação de produtos químicos liberados na fumaça, como ácido clorídrico, fosgênio, dióxido de enxofre, produtos químicos de aldeído tóxicos e amoníaco, pode inchar e danificar a traqueia e os pulmões. Por fim, as pequenas vias respiratórias que transportam o sangue para os pulmões se fecham, causando uma obstrução adicional do fluxo de ar.

Em geral, fumaça quente causa apenas queimaduras da boca e da garganta, e não dos pulmões, porque a fumaça resfria rapidamente. No entanto, uma exceção é o vapor, que carrega muito mais energia de calor do que a fumaça e, assim, também pode queimar as vias aéreas nos pulmões.

Sintomas

Os sintomas de intoxicação por monóxido de carbono incluem dor de cabeça, náusea, sonolência, confusão e coma.

Os danos à traqueia, passagens respiratórias ou pulmões podem causar tosse, sibilos e/ou falta de ar. Esses sintomas podem ocorrer imediatamente ou demorar até 24 horas para aparecer.

As queimaduras da boca e da garganta causam edema, que pode tornar difícil inspirar. As pessoas podem ter fuligem na boca ou no nariz, perder a penugem do nariz ou sofrer queimaduras ao redor da boca.

Diagnóstico

  • Exame médico

  • Muitas vezes, radiografia de tórax e/ou exames de sangue

  • Às vezes, examinar os pulmões com um broncoscópio

Às vezes, um exame médico é tudo o que é necessário para pessoas que têm poucos ou nenhum sintoma e tiveram somente uma breve exposição à fumaça.

As pessoas com sintomas geralmente precisam de alguns exames, como exames de sangue para medir o oxigênio e os níveis de monóxido de carbono e uma radiografia do tórax. Para avaliar a extensão de uma lesão devido à inalação de fumaça em pessoas com sintomas significativos, o médico pode introduzir pela traqueia um tubo flexível de visualização (broncoscópio).

Tratamento

  • Para simples inalação de fumaça, oxigênio

  • Para queimaduras traqueais, um tubo de respiração

  • Para dificuldade para respirar, às vezes, medicamentos e/ou um ventilador

É administrado oxigênio a uma pessoa que inalou fumaça por meio de uma máscara facial. Caso se suspeite da existência de uma queimadura na traqueia, deve-se introduzir um tubo de ventilação pelo nariz ou pela boca do indivíduo caso a traqueia inflame ou obstrua o fluxo de ar posteriormente. Se a pessoa tiver sibilos, podem ser administrados medicamentos como albuterol, que abrem as pequenas vias respiratórias, aplicados geralmente como uma vaporização combinada com oxigênio e inalados através de uma máscara facial. Se os danos pulmonares causarem falta de ar persistente, apesar da utilização da máscara facial e do albuterol, pode ser necessário utilizar um ventilador (máquina de respiração).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Lesão de menisco medial
Vídeo
Lesão de menisco medial
A articulação do joelho é composta por três ossos principais: o fêmur, ou osso da coxa; a...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Abrasão corneana
Modelo 3D
Abrasão corneana

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS