Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Descolamento da retina causado por lesão ocular

Por

Ann P. Murchison

, MD, MPH, Wills Eye Emergency Department, Wills Eye Hospital

Última revisão/alteração completa ago 2019| Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A retina é a estrutura sensível à luz localizada na parte posterior do olho. Uma lesão por impacto pode fazer com que uma parte ou toda a retina seja rasgada ou separada (descolada) de sua superfície subjacente na parte posterior do globo ocular.

Geralmente, apenas parte da retina se descola (frequentemente, a sua extremidade externa ou parte periférica), mas se esta lesão não for tratada logo após a lesão, outras partes da retina podem descolar. Quando ocorre o descolamento, a retina separa-se de uma parte do seu fornecimento sanguíneo. A menos que a retina volte a aderir logo, a lesão pode ser permanente devido à falta de sangue.

O interior do olho

O interior do olho

Sintomas

O descolamento da retina é indolor e pode ser assintomático inicialmente ou quando há um pequeno descolamento. As pessoas geralmente apresentam os seguintes sintomas, que pioram quanto mais a retina se descola:

  • Ver uma quantidade aumentada de formas flutuantes (moscas volantes – manchas/linhas que parecem se mover pelo campo de visão da pessoa)

  • Ver muitos pontos de luz intensa, que duram menos de um segundo (fotopsias)

  • Visão embaçada

  • Ter uma área cega na visão (corte do campo visual)

Primeiro há perda de visão periférica, e a perda da visão piora com o nível do descolamento. A perda de visão faz com que o campo de visão fique acinzentado ou é semelhante a uma cortina ou um véu que desce sobre a linha de visão. Pode haver sangue no humor vítreo gelatinoso próximo à parte posterior do olho (hemorragia vítrea). Se a mácula se descolar, a visão piora rapidamente e fica totalmente turva. Uma pessoa com qualquer desses sintomas deve consultar um médico o mais rápido possível.

Diagnóstico

  • Um exame médico dos olhos

  • Algumas vezes, ultrassonografia

Um oftalmologista (médico especialista na avaliação e tratamento, cirúrgico e não cirúrgico, de distúrbios oftalmológicos) examina a parte posterior do olho com uma luz forte (oftalmoscópio) depois de aplicar um colírio para dilatar a pupila. Por vezes, é realizado um exame de ultrassom.

Tratamento

  • Cirurgia

A maioria dos descolamentos de retina pode ser solucionada. O cirurgião sela os rasgos na retina com cirurgia a laser ou terapia de congelamento (crioterapia). Para descolamentos de retina maiores, o cirurgião pode juntar a retina e a parede do olho ao colocar uma bandagem de silicone em torno do olho (chamada introflexão escleral) ou por remoção do gel vítreo atrás do cristalino e na frente da retina, em uma cirurgia chamada vitrectomia. É comum ser usada uma bolha de gás para aplanar a retina e mantê-la no lugar. Para descolamentos menores, a retina pode ser recolocada por meio de cirurgia a laser, ou crioterapia mais bolha de gás (chamada de retinopexia pneumática). O tratamento deve ser concluído logo após o descolamento para permitir a melhor visão possível.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Doença por radiação
Vídeo
Doença por radiação
Elementos radioativos, como urânio e bário, liberam o excesso de energia na forma de partículas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Tórax
Modelo 3D
Tórax

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS