Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Lesões uretrais

Por

Noel A. Armenakas

, MD, Weill Cornell Medical School

Última revisão/alteração completa dez 2020| Última modificação do conteúdo dez 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A uretra é um tubo que conduz a urina da bexiga para o exterior do corpo. Em homens, a uretra percorre o meio do pênis.

A maioria das lesões da uretra ocorre em homens. As causas comuns incluem fraturas pélvicas e lesões traumáticas no períneo. O períneo é a área situada entre o ânus e o escroto (ou em mulheres entre o ânus e a vulva). (Consulte também Considerações gerais sobre lesões no trato urinário e nos genitais).

A uretra também pode sofrer lesões acidentais durante procedimentos cirúrgicos realizados diretamente nela ou durante procedimentos em que se introduzem instrumentos por ela, como cateterismo ou cistoscopia da bexiga (passagem de um tubo flexível de visualização pela uretra até a bexiga). As lesões podem também resultar de feridas provocadas por disparos. Raramente, as lesões da uretra podem ser autoinfligidas, quando uma pessoa insere um objeto estranho diretamente na uretra, ou elas podem ocorrer por fratura peniana.

Algumas lesões na uretra limitam-se a hematomas. Uma lesão na uretra pode também perfurar o seu revestimento, provocando perdas de urina para dentro do pênis, do escroto, da parede abdominal ou do períneo.

As complicações que podem resultar de lesões da uretra incluem infecção, sangramento, estreitamento permanente (estenose), disfunção erétil e perda incontrolável de urina (incontinência urinária).

Sintomas

Os sintomas mais frequentes de lesões uretrais incluem sangue na extremidade do pênis (nos homens) ou na abertura uretral (nas mulheres), sangue na urina, incapacidade de urinar e dor durante a micção. Hematomas poderão ser visíveis entre as pernas ou nos genitais. Podem surgir outros sintomas quando surgem complicações. Por exemplo, se a urina passar para os tecidos circundantes, poderá surgir uma infecção. Além disso, a lesão pode fazer com que a uretra se estreite (estenose) próximo da lesão ou no local onde ela se encontra. Os homens também podem apresentar piora da capacidade de ter uma ereção (disfunção erétil), provocada por danos nos nervos ou no fornecimento de sangue ao pênis.

Diagnóstico

  • Uretrografia retrógrada

Nos homens, o diagnóstico de uma lesão da uretra confirma-se, geralmente, através de uretrografia retrógrada, uma radiografia tirada após instilação de um meio de contraste radiopaco, um líquido visível nas radiografias, na extremidade da uretra. A uretrografia retrógrada é realizada antes de ser introduzido um cateter pela uretra até à bexiga. Nas mulheres, é usado um endoscópio flexível para examinar o revestimento da bexiga e a uretra (cistoscopia).

Tratamento

  • Tubo de drenagem da bexiga

  • Às vezes, cirurgia (para reparo de lacerações uretrais)

Nas lesões uretrais que não provocam perdas de urina, o médico pode introduzir um cateter pela uretra até o interior da bexiga durante vários dias para drenar a urina enquanto a uretra se cura por si.

Nas separações uretrais, deve evitar-se a passagem de urina pela uretra através da introdução de um cateter colocado diretamente na bexiga através da pele que reveste a parte inferior do abdômen. A uretra é reparada cirurgicamente após se terem curado todas as outras lesões ou após 8 a 12 semanas (quando a inflamação tiver desaparecido). Raramente os rasgões da uretra se curam sem cirurgia.

O tratamento ajuda a prevenir algumas complicações das lesões uretrais. Complicações que não podem ser prevenidas são tratadas de forma adequada.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS