Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Fraturas do pé

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

As fraturas do pé incluem fraturas nos dedos e fraturas nos ossos medianos do pé (fraturas metatársicas), nos dois ossos redondos pequenos na base do dedão (fraturas sesamoides) ou nos ossos da parte posterior do pé, incluindo fraturas do osso do calcanhar (calcâneo).

  • As fraturas do pé podem ser causadas por quedas, torções ou pelo impacto direto de um pé contra um objeto duro.

  • Elas causam dor considerável, que é geralmente agravada ao se exercer peso no pé.

  • Os médicos geralmente precisam fazer radiografias para diagnosticar fraturas do pé.

  • O tratamento depende do osso fraturado e do tipo de fratura, mas geralmente envolve uma tala ou sapato ou bota projetados especialmente para proteger o pé.

As fraturas dos pés são comuns. Elas podem ser causadas por quedas, torções ou pelo impacto direto de um pé contra um objeto duro.

As fraturas do pé causam dor considerável, que piora, quase sempre, ao se tentar andar ou ao colocar peso sobre o pé.

Onde ocorrem fraturas dos pés

As fraturas dos pés são comuns. Elas podem ocorrer nos

  • Dedos dos pés (falanges), principalmente no dedão (hálux), mostrado abaixo

  • Ossos médios do pé (metatarsos)

  • Dois ossos redondos pequenos na base do dedão (sesamoides)

  • Ossos na parte posterior do pé: cuneiforme, navicular, cuboide, talo e osso do calcanhar (calcâneo)

Onde ocorrem fraturas dos pés

Diagnóstico

  • Geralmente radiografias

(Consulte também Diagnóstico de fraturas.)

O diagnóstico de fraturas do pé geralmente requer radiografias, exceto para determinadas fraturas dos dedos do pé. Em casos raros, é necessário realizar tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (RM).

Tratamento

  • Uma tala (e, às vezes, gesso) ou um sapato ou bota especialmente projetados

  • Muitas vezes, instruções para não colocar peso no pé durante algum tempo

  • Fisioterapia

O tratamento das fraturas do pé depende do osso fraturado e do tipo de fratura, mas geralmente envolve colocar o pé e o tornozelo em uma tala (e, às vezes, em um molde de gesso) ou em um calçado ou bota especialmente projetados, com os dedos do pé expostos, prendedores de Velcro e uma sola rígida para proteger o pé de mais lesões.

Muitas vezes as pessoas são instruídas a não colocar nenhum peso no pé por um período. O tempo que é necessário aguardar depende da lesão e pode levar até várias semanas. Muitas vezes, os médicos incentivam as pessoas a mover o pé e o tornozelo assim que isso não for mais muito doloroso.

Muitas vezes, é necessário fazer fisioterapia. Ela consiste em exercícios específicos para melhorar a flexibilidade e o movimento do pé afetado e para fortalecer os músculos de apoio.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Lesão de menisco medial
Vídeo
Lesão de menisco medial
A articulação do joelho é composta por três ossos principais: o fêmur, ou osso da coxa; a...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Abrasão corneana
Modelo 3D
Abrasão corneana

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS