Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Intoxicação por plantas e arbusto

Por

Gerald F. O’Malley

, DO, Grand Strand Regional Medical Center;


Rika O’Malley

, MD, Albert Einstein Medical Center

Última revisão/alteração completa fev 2019| Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Algumas plantas comumente plantadas são venenosas. Geralmente, a intoxicação é improvável, a menos que sejam ingeridas grandes quantidades (por exemplo, se as folhas e outros componentes estiverem concentrados em uma massa ou preparados em um chá) ou se a planta for altamente tóxica. Plantas potencialmente fatais e altamente tóxicas incluem bagas de rícino, bagas de ervilha do rosário, cicuta venenosa e cicuta de água, bem como oleandro e dedaleira, que contêm glicosídeos de digitalis. Poucas intoxicações por plantas podem ser curadas com antídotos específicos. (Consulte também Considerações gerais sobre o envenenamento).

Muitas outras plantas causam efeitos tóxicos menos sérios ( Plantas moderadamente venenosas).

Bagas de rícino e ervilha do rosário

As bagas de rícino contêm ricina, um veneno extremamente concentrado. A ricina já foi usado em tentativas de assassinato e como uma arma de destruição em massa. As sementes das bagas de rícino possuem um revestimento bastante duro, portanto as bagas devem ser mastigadas para liberar o veneno.

As bagas de ervilha do rosário contêm abrin, uma toxina relacionada e mais potente. Podem provocar morte após serem ingeridas. As crianças podem morrer após mastigarem uma única baga.

A intoxicação por bagas de rícino ou bagas de ervilha do rosário pode causar vômitos e diarreia intensos (geralmente sanguinolentos) após um período atrasado. Posteriormente, as pessoas têm delírios e convulsões. Podem entrar em estado de coma e morrer. Por vezes, os médicos tentam eliminar as bagas do estômago e dos intestinos antes de serem absorvidas.

Cicuta

A intoxicação por cicuta pode causar sintomas em 15 minutos. As pessoas apresentam boca seca e, posteriormente, batimentos cardíacos rápidos, tremores, sudorese, convulsões e fraqueza muscular. A cicuta de água por causar vômitos e diarreia, delírios, convulsões e coma.

Oleandro, dedaleira e lírio

Oleandro, dedaleira e o lírio, semelhante, mas menos tóxico, podem causar vômitos e diarreia, confusão, batimentos cardíacos irregulares e níveis elevados de potássio na corrente sanguínea. Essas plantas contêm uma substância muito semelhante ao medicamento para o coração digoxina. Por vezes, os médicos tratam as pessoas envenenadas por essas plantas com um medicamento usado para tratar superdosagem de digoxina.

Tabela
icon

Plantas moderadamente venenosas

Planta

Sintomas

Tratamento

Aloe e plantas relacionadas

Gastroenterite, inflamação renal e irritação da pele

Cuidados médicos* se a planta for ingerida e rubor (irrigação) com sabão e água se a pele estiver irritada

Alperce, cereja selvagem e caroços de pêssego e maçã e outras sementes (espécies Prunus e Malus), geralmente apenas se forem mastigadas e ingeridas várias sementes

Sintomas de privação de oxigênio, como enjoo, tontura, dificuldade de concentração, dor de cabeça, vômitos, sonolência e falta de coordenação (semelhantes aos da intoxicação por monóxido de carbono)

No caso de envenenamento sério, hidroxocobalamina administrada por veia e uso de um kit de antídoto de cianeto (incluindo nitrito de amila administrado por inalação e nitrito de sódio e tiossulfato de sódio administrado por via intravenosa)

Aristolochia (também denominada papo de peru ou pipevines)

Formação de tecido com cicatriz nos rins

Cuidados médicos*

Azálea

Sintomas colinérgicos

Cuidados médicos* e atropina

Caladium (também denominada orelha de elefante ou asas de anjo) e plantas relacionadas

Irritação da boca devido a cristais de oxalato de cálcio nas folhas

Cuidados médicos* e uso de leite ou gelado para ajudar a dissolver o agente irritante

Capsicum e plantas relacionadas (pimentas)

Irritação da pele e das membranas mucosas

Cuidados médicos* e imersão da área afetada em água para eliminar a substância (irrigação)

Colchicina (açafrão-do-outono, açafrão-do-prado ou gloriosa)

Gastroenterite atrasada e funcionamento incorreto (falha) de vários sistemas de órgão.

Interferência na capacidade da medula óssea de produzir células sanguíneas e plaquetas, causando possivelmente anemia, infecção e/ou sangramento

Cuidados médicos*

Erva moura mortal

Sintomas anticolinérgicos, uma temperatura corporal elevada, convulsões e alucinações

Cuidados médicos*

No caso de temperatura corporal muito alta ou convulsões, possivelmente fisostigmina

Diefenbáquia

Danos na boca devido a cristais de oxalato de cálcio nas folhas

Cuidados médicos* e uso de leite ou gelado para ajudar a dissolver os cristais

Favas

No caso de pessoas com deficiência da enzima G6PD (que protege os glóbulos vermelhos), gastroenterite, febre, dor de cabeça e anemia hemolítica

Cuidados médicos*

No caso de anemia grave e envenenamento, remoção gradual e reposição de sangue com volumes iguais de sangue de doador fresco (troca de transfusão) consideradas

Batatas verdes e brotos de batata

Gastroenterite, alucinações e delírio

Cuidados médicos*

Bagas de azevinho

Gastroenterite

Cuidados médicos*

Trombeteira

Sintomas anticolinérgicos, uma temperatura corporal elevada, convulsões e alucinações

Cuidados médicos*

No caso de temperatura corporal muito alta ou convulsões, possivelmente fisostigmina

Alcaçuz (matéria-prima vegetal)

Níveis demasiado baixos de potássio no sangue, hipertensão arterial e inchaço devido a retenção de líquidos (edema)

Cuidados médicos*

Lírio

Níveis demasiado altos de potássio no sangue e ritmos cardíacos anormais (arritmias)

Cuidados médicos* e anticorpos contra digitalis

Visco

Gastroenterite

Cuidados médicos*

Aconitum

Uma frequência cardíaca baixa, ritmos cardíacos anormais, dormência e formigamento e fraqueza

Cuidados médicos*

Por vezes, bicarbonato de sódio administrado por via intravenosa

Urtiga

Ardor e queimadura da pele

Cuidados médicos*

Erva moura, comum ou arborizada

Gastroenterite, alucinações e delírio

Cuidados médicos*

Erva moura, mortal

Sintomas anticolinérgicos, uma temperatura corporal elevada, convulsões e alucinações

Cuidados médicos*

No caso de temperatura corporal muito alta ou convulsões, possivelmente fisostigmina

Poejo

Danos no fígado (quando são graves, causam icterícia, confusão e tendência para sangrar)

Acetilcisteína

Filodendro e plantas relacionadas

Danos na boca devido a cristais de oxalato de cálcio nas folhas

Cuidados médicos* e uso de leite ou gelado para ajudar a dissolver os cristais

Poinsétia

Irritação leve se tocar nas membranas mucosas da boca, passagens nasais, vagina ou uretra

Desnecessário

Hera venenosa

Inflamação da pele (dermatite) ou das membranas mucosas

Evitar irritantes conhecidos; tratamento de sintomas específicos

Uva-de-rato

Gastroenterite

Irritação se tocar nas membranas mucosas da boca, passagens nasais, vagina ou uretra

Cuidados médicos*

Pothos

Danos na boca devido a cristais de oxalato de cálcio nas folhas

Cuidados médicos* e uso de leite ou gelado para ajudar a dissolver os cristais

Teixo

Gastroenterite

Raramente, convulsões, ritmos cardíacos anormais e coma

Cuidados médicos*

*Os cuidados médicos podem incluir a administração de líquidos por via venosa (intravenosa), tratamentos para manter as funções orgânicas (como medicamentos para baixar a febre), medicamentos para aumentar a pressão arterial se descer e um ventilador.

Os sintomas colinérgicos incluem uma frequência cardíaca baixa, contração do coração enfraquecida, pressão arterial baixa perigosa, dificuldade ao respirar (devido à constrição das vias respiratórias), rubor, cólicas abdominais, diarreia, aumento da micção e salivação, olhos lacrimejantes, aumento da sudorese e cãibras musculares.

Os sintomas anticolinérgicos incluem confusão, visão turva, constipação, boca seca, sensação de desmaio iminente, dificuldade em iniciar e continuar a micção e perda de controle da bexiga.

G6PD = glicose-6-fosfato desidrogenase.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Terapia de células-tronco alogênicas
Vídeo
Terapia de células-tronco alogênicas
Células-tronco são células ímpares localizadas na medula óssea ou no sangue periférico capazes...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Abrasão corneana
Modelo 3D
Abrasão corneana

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS