Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Infecções dos pulmões por trematódeos

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa mar 2020| Última modificação do conteúdo mar 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Certas espécies de trematódeos do gênero Paragonimus causam infecções dos pulmões.

  • As pessoas são infectadas ao engolir cistos contendo larvas de trematódeos em caranguejos ou lagostins de água doce crus, mal cozidos ou em conserva.

  • As pessoas infectadas podem manifestar diarreia, dor abdominal, febre, tosse, coceira e, posteriormente, sintomas devido à lesão nos pulmões e em outros órgãos.

  • Os médicos diagnosticam a infecção ao verem ovos no escarro ou ovos de escarro engolidos nas fezes de uma pessoa.

  • É administrado praziquantel ou outro medicamento para eliminar os trematódeos do organismo.

Os trematódeos são vermes planos parasitários. Há muitas espécies de trematódeos. Espécies diferentes tendem a infectar diferentes partes do corpo. Há mais de trinta espécies de Paragonimus, das quais dez espécies podem infectar as pessoas causando paragonimíase. No entanto, a maioria dos casos de paragonimíase é causada por

  • Paragonimus westermani

As pessoas contraem infecções no pulmão por trematódeos ao engolir cistos contendo trematódeos imaturos (larvas) em caranguejos ou lagostins de água doce crus, mal cozidos ou em conserva. Essas infecções ocorrem, em sua maioria, na Ásia. (Consulte também Considerações gerais sobre infecções parasitárias.) Outras espécies de Paragonimus causam paragonimíase na África, América Central e América do Sul e, raramente, na América do Norte.

Depois que os cistos são engolidos, as larvas saem do cisto, penetram na parede do intestino e entram na cavidade abdominal. Depois eles passam pelo diafragma e invadem os pulmões. Lá, desenvolvem-se em adultos e produzem ovos. Os adultos podem viver vinte anos se a infecção não for tratada.

Os trematódeos também podem deslocar-se até o cérebro, o fígado, os linfonodos, a pele ou a medula espinhal onde formam cistos e produzem ovos. No entanto, o ciclo de vida não pode ser concluído nesses órgãos, pois os ovos não têm como sair do corpo.

Nos pulmões, os ovos são eliminados no escarro que é expectorado e expelidos ou engolidos e eliminados nas fezes. Se os ovos entrarem na água doce, eles eclodirão em larvas que são ingeridas por caramujos. Dentro do caramujo, as larvas se desenvolvem em uma forma (chamada cercária) que pode nadar. As cercárias liberadas de caramujos infectados passam a infectar caranguejos ou lagostins e formar cistos (chamados metacercárias).

Sintomas

Logo depois que as pessoas contraem uma infecção por trematódeos, elas podem manifestar diarreia, dor abdominal, febre, tosse e coceira.

Mais tarde, a infecção danifica principalmente os pulmões, mas pode afetar outros órgãos, incluindo a pele. As pessoas lentamente desenvolvem sintomas como tosse crônica, dor no peito e dificuldade para respirar. Elas podem tossir sangue. Podem formar-se caroços na pele.

Se o cérebro for afetado, as pessoas podem ter convulsões, dificuldade de usar ou entender a linguagem ou problemas de visão. Elas podem ficar paralisadas.

Diagnóstico

  • Exame de uma amostra de escarro ou de fezes

  • Às vezes, exames de sangue para detectar anticorpos ao parasita

  • Exames de imagem dos pulmões

Os médicos diagnosticam infecções dos pulmões por trematódeos ao verem ovos no escarro ou nas fezes de uma pessoa. Às vezes, uma amostra de líquido é retirada dos pulmões e analisada para verificar se há ovos. Pode ser difícil encontrar os ovos, pois somente uns poucos são liberados a cada vez e eles não são liberados regularmente. Os laboratórios podem usar técnicas de concentração especiais para ajudar a identificar os ovos.

Exames de sangue para detectar anticorpos ao parasita podem ser úteis. (Anticorpos são proteínas produzidas pelo sistema imunológico para ajudar a defender o corpo contra ataques, incluindo os de parasitas).

Podem ser feitos outros exames, como uma radiografia ou tomografia computadorizada (TC) do tórax, para verificar se há danos nos pulmões ou em outros órgãos.

Prevenção

Para pessoas que viajam para áreas em que ocorrem infecções do pulmão por trematódeos, a prevenção envolve não comer caranguejos ou lagostins de água doce crus ou mal cozidos.

Tratamento

  • Um medicamento para eliminar os trematódeos do corpo

  • Às vezes, cirurgia

As infecções do pulmão por trematódeos são tratadas com praziquantel, um medicamento usado para eliminar trematódeos do corpo (chamado um medicamento anti-hemíntico). Uma alternativa é o triclabendazol.

Se o cérebro for infectado, também podem ser administrados corticosteroides. Eles ajudam a controlar a inflamação que se desenvolve quando o medicamento mata os trematódeos. São utilizados medicamentos anticonvulsivantes para controlar as convulsões.

Às vezes, é necessária uma cirurgia para retirar protuberâncias na pele ou, raramente, cistos no cérebro.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS