Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Giardíase

Por

Richard D. Pearson

, MD, University of Virginia School of Medicine

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A giardíase é uma infecção do intestino delgado causada pelo parasita Giardia, um protozoário unicelular. Os principais sintomas são cólicas abdominais e diarreia.

  • As pessoas podem ter cólicas abdominais, gases, eructação, diarreia, enjoo e sentir-se cansadas.

  • As pessoas adquirem a infecção ao beber água ou ingerir alimentos contaminados com fezes contendo Giardia ou ao entrar em contato com fezes de uma pessoa infectada.

  • Os médicos diagnosticam a infecção ao testar ou examinar uma amostra de fezes.

  • Ferver a água mata o protozoário Giardia e é a maneira mais segura de os caminhantes assegurarem que a água de correntes e lagos é segura para se beber.

  • As pessoas infectadas são tratadas com medicamentos antiparasitários, como tinidazol, metronidazol ou nitazoxanida.

A giardíase é uma infecção por protozoários que ocorre no mundo todo e é a infecção parasitária do intestino mais comum nos Estados Unidos. Os protozoários Giardia podem formar um invólucro externo (chamado um cisto). Ele permite que eles sobrevivam fora do corpo por longos períodos (por exemplo, em lagos e córregos) e faz com que fiquem menos sujeitos a serem mortos pelo cloro (por exemplo, em piscinas). Os cistos são eliminados nas fezes e podem causar infecção.

O protozoário Giardia é um contaminante comum de águas doces, incluindo muitos lagos e córregos, até mesmo os que parecem limpos. Sistemas de abastecimento de água municipal mal filtrada contribuem para alguns surtos. A maioria das pessoas contrai a infecção ao beber água contaminada. Mas as pessoas podem contrair a infecção se comerem alimentos contaminados ou tiverem contato com fezes de uma pessoa infectada, o que pode ocorrer entre crianças ou parceiros sexuais.

A giardíase é mais comum entre

  • Crianças em creches

  • Pessoas que praticam sexo oral-anal

  • Pessoas que viajaram para países em desenvolvimento

  • Mochileiros e excursionistas que bebem água não tratada de córregos e lagos

  • Pessoas que nadam em piscinas ou lagos contaminados

A Giardia pode viver em animais selvagens.

Você sabia que...

  • A giardíase é a infecção parasitária do intestino mais comum nos Estados Unidos.

Sintomas

Algumas pessoas infectadas não apresentem nenhum sintoma; porém, essas pessoas podem liberar cistos de Giardia nas fezes e, dessa forma, infectar outras. Os sintomas, quando ocorrem, surgem em cerca de uma a duas semanas após a infecção.

Os sintomas de giardíase geralmente incluem cólicas abdominais, gases (flatulência), eructação e diarreia aquosa de odor fétido. O enjoo pode surgir e desaparecer. As pessoas podem se sentir cansadas e vagamente desconfortáveis, e perder o apetite. Se não receber tratamento, a diarreia pode persistir durante semanas.

Algumas pessoas desenvolvem diarreia que persiste por mais tempo. Essas pessoas podem não absorver uma quantidade suficiente de nutrientes dos alimentos (chamado má absorção), resultando em perda de peso significativa.

Às vezes, a giardíase crônica impede que crianças cresçam conforme se espera (um quadro clínico chamado deficiência do desenvolvimento).

Diagnóstico

  • Exames de fezes

Os sintomas muitas vezes sugerem giardíase.

A maneira mais fácil de fazer o diagnóstico de giardíase é examinar as fezes para detectar proteínas (antígenos) liberadas pela Giardia lamblia ou seu DNA.

O exame das amostras das fezes ao microscópio também pode detectar o parasita. Porém, como as pessoas que estiveram infectadas durante muito tempo tendem a expelir os parasitas em intervalos imprevisíveis, pode ser necessário repetir os exames das fezes.

Se esses testes não identificarem o que está causando os sintomas intestinais, os médicos podem utilizar um tubo de visualização flexível (endoscópio) para examinar a parte superior do trato digestivo, incluindo a primeira porção do intestino delgado (duodeno). Os médicos podem usar este procedimento para obter uma amostra do conteúdo do intestino delgado para exame.

Prevenção

A prevenção da giardíase requer

  • Tratamento adequado de águas de uso público (incluindo água potável e água de piscinas)

  • Uso boas práticas de higiene ao preparar alimentos

  • Boa higiene pessoal (por exemplo, lavar muito bem as mãos após usar o vaso sanitário)

  • Evitar contato com fezes durante as relações sexuais

Ferver a água mata o parasita e é a maneira mais segura de os caminhantes assegurarem que a água de correntes e lagos é segura para se beber.

A água de correntes e lagos pode ser às vezes desinfetada usando iodo. Esse método é menos confiável porque sua eficácia varia dependendo do quanto a água está turva ou barrenta (turvação), qual é a temperatura da água e como a água é desinfetada. A quantidade de cloro usada rotineiramente na água de beber pode ser insuficiente para matar os cistos.

Os filtros de água que usam osmose inversa, ou que tenham as palavras “analisado e certificado pelas normas de NSF/ANSI n.º 53 ou n.º 58 para eliminação/redução de cistos”, podem remover cistos de Giardia e outros protozoários bem como bactérias da água, mas outros sistemas de filtração podem não ser eficazes.

Tratamento

  • Tinidazol, metronidazol ou nitazoxanida

Pessoas infectadas que têm sintomas podem ser tratadas com tinidazol, metronidazol ou nitazoxanida, tomados por via oral. Tratar pessoas infectadas que não têm sintomas pode ajudar a reduzir a propagação da infecção, mas não é prático e é custoso.

O tinidazol, tomado em uma dose única, tem menos efeitos colaterais do que o metronidazol, que é tomado três vezes por dia durante cinco a sete dias. Beber álcool dentro de poucos dias após a ingestão de tinidazol ou metronidazol pode causar enjoo, vômito, rubor e dores de cabeça. A nitazoxanida encontra-se disponível em forma líquida, que é útil para crianças, e em comprimidos. Ela é tomada duas vezes ao dia por três dias. Possui efeitos colaterais.

Mulheres grávidas não devem tomar metronidazol nem tinidazol. A segurança de nitazoxanida durante a gravidez não foi avaliada. Consequentemente, o tratamento de mulheres grávidas é postergado se possível até depois da gravidez. Se os sintomas forem graves e o tratamento não puder ser postergado, pode ser usada paromomina.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Medicamentos antivirais
Vídeo
Medicamentos antivirais
Os vírus são agentes infecciosos que entram e se replicam em células saudáveis. Para que os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Catapora
Modelo 3D
Catapora

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS