Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Nocardiose

(Nocardia)

Por

Larry M. Bush

, MD, FACP, Charles E. Schmidt College of Medicine, Florida Atlantic University

Última revisão/alteração completa mar 2021| Última modificação do conteúdo mar 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
  • A bactéria Nocardia pode infectar os pulmões quando é inalada e pode infectar a pele quando penetra na pele através de um corte ou arranhão.

  • Os sintomas dependem de as bactérias infectarem os pulmões (causando, normalmente, tosse, febre, calafrios, dor no peito, fraqueza e perda de apetite) ou a pele (abscessos, que podem drenar para a superfície da pele).

  • Para diagnosticar nocardiose, os médicos examinam uma amostra de tecido infectado ao microscópio ou enviam a amostra a um laboratório para cultura.

  • A nocardiose é tratada com um ou mais antibióticos.

Diversas espécies de Nocardia infectam pessoas. A Nocardia asteroides geralmente causa infecções pulmonares e generalizadas. Outras espécies geralmente causam infecções cutâneas, principalmente em pessoas que vivem em climas tropicais.

As pessoas são infectadas quando

  • Inalam poeira contendo a bactéria Nocardia, o que resulta em uma infecção pulmonar.

  • O solo ou água contendo a bactéria penetra na pele através de um corte ou arranhão, o que resulta em uma infecção cutânea.

A nocardiose raramente é transmitida de pessoa a pessoa.

A bactéria Nocardia pode disseminar-se para o tecido adjacente ou pela corrente sanguínea para infectar qualquer órgão. Mais comumente ela infecta o cérebro, a pele, os rins, os ossos ou os músculos. Podem formar-se abscessos (bolsas de pus) nos órgãos infectados.

A nocardiose ocorre mundialmente em pessoas de todas as idades. Porém, é mais comum entre idosos, sobretudo homens, e em pessoas com que estão com o sistema imunológico debilitado. Qualquer um dos quadros a seguir, que enfraquecem o sistema imunológico, aumenta o risco de contrair nocardiose:

A nocardiose é considerada uma infecção oportunista, pois ocorre em pessoas com o sistema imunológico debilitado. No entanto, cerca de 20% a 30% das pessoas com nocardiose não apresentam nenhum distúrbio ou doença que aumente o risco.

Nos Estados Unidos, estima-se que ocorram cerca de 500 a 1.000 casos novos de nocardiose a cada ano.

Sintomas de nocardiose

Os sintomas de nocardiose podem ser breves (agudos) ou se tornar duradouros (crônicos).

Infecção pulmonar

Se os pulmões forem infectados, os sintomas geralmente incluirão tosse, febre, calafrios, dor no peito, fraqueza, perda de apetite e perda de peso.

Infecção cutânea

Se houver infecção na pele, frequentemente formam-se abscessos na pele ou nos tecidos sob a pele. A pele afetada pode ficar firme, vermelha, quente e sensível ao toque. Pode formar-se um caroço com pus e disseminar-se sob a pele ou pelos vasos linfáticos Considerações gerais sobre o sistema linfático Considerações gerais sobre o sistema linfático . Podem formar-se canais entre o caroço e a pele e o pus pode drenar por eles até a superfície da pele.

Infecção cerebral

Em até metade das pessoas com nocardiose, a infecção se dissemina para o cérebro causando a formação de um acúmulo de pus (abscesso). Um abscesso cerebral causa dores de cabeça intensas e sintomas como fraqueza, confusão e convulsões.

Diagnóstico de nocardiose

  • Exame ao microscópio ou cultura

Os médicos podem diagnosticar nocardiose identificando a bactéria Nocardia em uma amostra de tecido infectado examinado ao microscópio. Ou eles podem enviar uma amostra de tecido infectado a um laboratório onde a bactéria Nocardia, se presente, pode ser cultivada e identificada. Os médicos localizam o tecido infectado durante um exame físico ou em uma radiografia ou outro exame de imagem.

Prognóstico de nocardiose

Sem tratamento, a nocardiose que envolve os pulmões ou que tenha se disseminado costuma ser fatal. Mesmo com tratamento antibiótico adequado, cerca de 10% das pessoas com o sistema imunológico enfraquecido cuja infecção afete apenas os pulmões morrem, e mais de 50% das pessoas com um sistema imunológico enfraquecido cuja infecção se disseminou morrem.

As infecções cutâneas saram na maioria das pessoas após tratamento com antibióticos.

Tratamento de nocardiose

  • Antibióticos

A nocardiose é tratada com um ou mais antibióticos por vários meses ou mais. Muitas vezes, é utilizada trimetoprima-sulfametoxazol. Se as pessoas tiverem o sistema imunológico debilitado ou se a infecção tiver se disseminado, elas terão que tomar um segundo antibiótico. O tratamento é iniciado antes que os médicos recebam os resultados dos exames. Posteriormente, os antibióticos podem ser ajustados dependendo dos resultados dos testes de suscetibilidade.

Abscessos localizados geralmente requerem incisão, drenagem e remoção cirúrgica do tecido morto.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS