Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Tigeciclina

Por

Brian J. Werth

, PharmD, University of Washington School of Pharmacy

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A tigeciclina é o único antibiótico de uma classe de antibióticos denominados glicilciclinas, que estão relacionados às tetraciclinas.

A tigeciclina age impedindo que as bactérias produzam as proteínas que necessitam para crescer e se multiplicar.

Esse medicamento é eficaz contra muitas bactérias resistentes, incluindo aquelas que apresentam resistência a tetraciclinas. No entanto, o risco de morte é mais alto com tigeciclina do que com outros antibióticos. Portanto, a tigeciclina é utilizada tão somente se não houver alternativas disponíveis. A tigeciclina é administrada por via intravenosa.

Tabela
icon

Tigecycline

Usos comuns

Alguns efeitos colaterais

Infecções abdominais e cutâneas complicadas devido a bactérias suscetíveis, tais como Escherichia coli, Staphylococcus aureus (incluindo aqueles resistentes a meticilina [como SARM]) e bactérias que requerem pouco ou nenhum oxigênio para viver (anaeróbios)

Distúrbio gastrointestinal

Sensibilidade à luz solar

Coloração permanente dos dentes no feto se usado mais tarde na gravidez ou se tomado por crianças com menos de 8 anos de idade

Risco mais alto de morte do que outros antibióticos (portanto, a tigeciclina é usada somente se não houver alternativas disponíveis)

Uso de tigeciclina durante a gravidez e a amamentação

Quando tomada durante a gravidez, a tigeciclina, da mesma forma que as tetraciclinas, pode ter efeitos prejudiciais no desenvolvimento dos dentes e dos ossos do feto, mas, às vezes, os benefícios do tratamento podem superar os riscos. (Consulte também Uso de medicamentos durante a gravidez).

Não se sabe se a tigeciclina é segura para uso durante a amamentação. (Consulte também Utilização de medicamentos durante a amamentação).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS