Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Escolha do exercício correto

Por

Brian D. Johnston

, Exercise Specialist, International Association of Resistance Training

Última revisão/alteração completa ago 2021| Última modificação do conteúdo ago 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Existem muitas formas de exercício e cada tipo tem vantagens e desvantagens. Alguns tipos de exercício gastam mais calorias do que outros (consulte a tabela Calorias gastas durante o exercício Calorias gastas durante o exercício* Calorias gastas durante o exercício* ). Diferentes formas de exercício (por exemplo, Tai chi, Pilates e spinning) também estão em desenvolvimento contínuo. Algumas pessoas preferem fazer exercício em uma academia ou em casa (talvez acompanhando um vídeo), enquanto outras preferem se exercitar ao ar livre. Algumas pessoas têm uma rotina de exercícios muito estruturada e outras simplesmente os incorporam nos seus hábitos, por exemplo, caminhar em vez de dirigir, estacionar longe do destino ou subir de escadas em vez de usar um elevador. Escolher o exercício correto é importante para encontrar uma atividade que ajude as pessoas a atingirem seus objetivos de forma física e seja seguro, contínuo e agradável (ou pelo menos tolerável). O exercício também deve oferecer algum grau de desafio, pelo menos em alguns treinos, para que ele aumente ou mantenha os níveis de forma física. As pessoas que usam afinadores de sangue, têm convulsões ou apresentam certos quadros clínicos (por exemplo, doenças do coração, fígado ou rins) devem discutir as restrições com seu médico antes de iniciarem um novo exercício.

Tabela

Caminhada

Caminhar é um exercício equilibrado para a maioria das pessoas, independentemente da idade. Muitas pessoas conseguem manter um nível modesto de forma física através de um programa de caminhadas regulares. Caminhar é relativamente leve para as articulações. Ao andar, há sempre um pé em permanente contato com o solo, assim a força com que o pé bate no chão nunca é muito superior ao peso da pessoa. Contudo, caminhar gasta menos calorias que correr e demanda menos do coração. Somente caminhar devagar não permitirá que a pessoa se mantenha muito em forma.

Para andar mais rápido, a pessoa pode dar passos maiores e mover as pernas com maior rapidez com um movimento (ou balanço) igualmente vigoroso dos braços. É possível alargar os passos, fazendo girar os quadris de um lado para o outro, de modo a que o pé possa percorrer um intervalo maior. Girar os quadris tende a fazer com que os dedos dos pés apontem para fora quando o pé toca no chão, de forma que os dedos não ficam tão afastados como ficariam se apontando para a frente. Além disso, a rotação excessiva do quadril pode lesionar as articulações do quadril, contribuindo para a osteoartrite Osteoartrite (OA) A osteoartrite é uma doença crônica que danifica a cartilagem e os tecidos circundantes e caracteriza-se por dor, rigidez e perda da função. A artrite decorrente de lesões na cartilagem das... leia mais Osteoartrite (OA) . Portanto, ao caminhar, deve-se tentar sempre apontar os dedos do pé diretamente para a frente, a menos que essa posição cause desconforto. Mexer os braços mais rapidamente ajuda os pés a moverem-se também com maior rapidez. Para conseguir um movimento de braços mais rápido, a pessoa flexiona os cotovelos para encurtar o balanço e reduzir o tempo que os braços levam para balançar em relação ao ombro. As pessoas com instabilidade (pouco equilíbrio ou fraqueza) ou lesão articular grave podem ter dificuldade em caminhar. Mesmo a caminhada vigorosa não fortalece a porção superior do corpo e tem menos efeito de fortalecimento da inferior, exceto se a pessoa for inicialmente muito descondicionada.

Nadar

A natação exercita todo o corpo, as pernas, os braços e as costas, sem forçar as articulações e os músculos. A natação é frequentemente recomendada para pessoas com problemas musculares e articulares. Uma exceção é a articulação do ombro que, às vezes, pode estar sob pressão pela natação, contribuindo para distúrbios do manguito rotador Lesão da coifa dos rotadores/bursite subacromial Os músculos que ajudam a segurar o braço na articulação do ombro (os músculos da coifa dos rotadores) podem ser pinçados (síndrome do ombro de pugilista), ficar inflamados (tendinite) ou romper-se... leia mais . Os nadadores movimentam-se no seu próprio ritmo e qualquer tipo de nado pode gradualmente aumentar a resistência até que possam nadar por 30 minutos continuamente. Para a perda de peso, o exercício na água é levemente mais eficaz que os outros exercícios de intensidade semelhante na água porque o ar infla o corpo, aumentando a temperatura corporal e o metabolismo por até 18 horas. Este processo queima o excesso de calorias depois e durante o exercício. Por outro lado, a água libera o calor do corpo, de forma que a temperatura corporal não aumenta, e o aumento do metabolismo não permanece depois de nadar. Nadar também tende a não aumentar os músculos, porque eles são suportados pela água que restringe o tipo de movimentos que se pode fazer. Como a natação não é um exercício de sustentamento de peso, ela não ajuda a evitar a osteoporose. As pessoas que nadam regularmente ou por longos períodos devem tomar medidas para prevenir a infecção do canal auditivo (chamada ouvido de nadador Infecção do canal auricular (ouvido de nadador) Bactérias e, às vezes, fungos podem causar infecção aguda da pele do canal auricular. Infecção do canal auricular é causada por bactérias ou, menos comumente, fungos. Os sintomas típicos são... leia mais ).

Andar de bicicleta

Andar de bicicleta é um bom exercício para manter a capacidade cardiovascular. Pedalar fortalece os músculos da coxa. As bicicletas são pedaladas em um movimento circular suave que não abala os músculos. Um ciclista pode aproveitar a variedade e os desafios dos cenários e terrenos diferentes. Contudo, andar de bicicleta pode ser perigoso em algumas pessoas com distúrbios no joelho, porque existe mais força de cisalhamento na articulação do joelho do que em algumas outras atividades, como a caminhada. Andar de bicicleta exige equilíbrio. Há pessoas que não conseguem manter o equilíbrio, mesmo em uma ergométrica, e outras que não utilizam a bicicleta devido ao incômodo da pressão do assento estreito sobre a pelve. Andar de bicicleta ao ar livre também pode envolver riscos de quedas, carros, tráfico e outros riscos de percurso.

Com uma ergométrica, a tensão sobre a roda deve ser ajustada para que se possa pedalar em um ritmo de 60 rotações por minuto. Conforme os ciclistas progridem, eles podem aumentar gradualmente a tensão e o ritmo para até 90 rotações por minuto. Uma bicicleta ergométrica horizontal é segura e confortável, particularmente para pessoas que têm dor ao redor do cóccix. Ela tem uma cadeira com contornos de modo que até uma pessoa com limitações funcionais, como aquelas causadas por um acidente vascular cerebral, podem conseguir se sentar. Se uma perna estiver paralisada, o dedo do pé pode manter o pé no lugar para que a pessoa possa pedalar com uma perna. Uma bicicleta ergométrica horizontal é uma escolha muito boa para os idosos, muitos dos quais têm os músculos da coxa debilitados. Por ter os músculos da coxa fracos, é difícil levantar da posição de cócoras, levantar-se de uma cadeira sem usar as mãos ou subir escadas sem segurar no corrimão.

Dança aeróbica

Esse tipo de exercício, oferecido em muitas comunidades, exercita todo o corpo. Dançar com intensidade leve a moderada pode oferecer benefícios adicionais porque aumenta o desafio e a demanda geral nos músculos. As pessoas podem fazer exercício no seu próprio ritmo, com a ajuda de instrutores experientes. Música animada e rotinas familiares podem tornar o exercício mais divertido. Cumprir uma agenda e se exercitar com os amigos pode aumentar a motivação. A dança aeróbica pode ser praticada também em casa, com recurso de meios audiovisuais. A dança aeróbica de baixo impacto elimina os saltos e ressaltos da dança aeróbica tradicional, reduzindo o esforço sobre as articulações do joelho e dos quadris. Todavia, os benefícios da dança aeróbica, em respeito essencialmente à perda de peso, são proporcionais à sua intensidade. Consequentemente, o fortalecimento muscular não aumenta muito com esse tipo de atividade.

Aeróbica de step

A aeróbica de step trabalha principalmente os músculos anteriores e posteriores das coxas (os quadríceps e os isquiotibiais) e os glúteos, enquanto a pessoa sobe e desce uma plataforma elevada (um degrau, "step"), fazendo uma sequência de movimentos de rotina, ao compasso da música e a um determinado ritmo. Assim que os músculos começam a doer, deve-se interromper o exercício, realizar outra atividade e retomar para a aeróbica de step alguns dias depois. A aeróbica de step de alta intensidade pode criar esforço às articulações especialmente joelhos e quadris.

Exercício aeróbico na água

O exercício aeróbico na água é excelente para os idosos e para as que têm os músculos fracos porque previne as quedas sobre uma superfície dura e proporciona um apoio para o corpo. É frequentemente usado por pessoas com artrite e algumas vezes para a reabilitação de lesão. O exercício aeróbico na água envolve a realização de vários tipos de movimentos musculares ou apenas na caminhada na água a uma profundidade entre a cintura e os ombros. Os exercícios aeróbicos realizados fora da água, contudo, são mais eficazes para a perda de peso e para ajudar na prevenção de osteoporose.

Esqui cross-country

O esqui cross-country exercita a parte superior do corpo e as pernas. Muitas pessoas gostam de usar aparelhos que simulam o esqui cross-country, mas outras acham os movimentos difíceis para administrar e sobrecarrega as articulações dos quadris e parte interna da coxa (embora trabalhar com passadas curtas frequentemente ajude). Uma vez que o uso destas máquinas requer mais coordenação do que a maioria dos outros exercícios, deve testar o aparelho antes de comprá-la. O esqui cross-country ao ar livre é mais agradável para algumas pessoas, mas o frio surge como um desafio adicional enquanto se equilibra.

Remo

O remo fortalece os músculos grandes das pernas, além dos braços e costas. O número de pessoas que utilizam as máquinas de remos é maior que o das pessoas que remam diretamente na água, ainda que remar ao ar livre ofereça não só o desafio de coordenar os remos, mas também o prazer de estar num barco. Contudo, se o barco não tiver um assento horizontal, os músculos da perna não serão fortalecidos. A forma apropriada é essencial para minimizar a lesão. Pessoas com problemas nas costas não devem remar sem o consentimento do seu médico.

Treinamento de força

Pilates

O pilates é uma série de exercícios projetados para aumentar a flexibilidade e fortalecimento dos músculos centrais (abdominais e das costas). Embora, com frequência, acredite-se que o Pilates é um programa para atletas experientes, os programas de Pilates podem ser elaborados para pessoas de todos os níveis de forma física. Como as técnicas de pilates devem ser realizadas corretamente para atingir o benefício, a maioria dos especialistas sugere que comecem com aulas individuais ou em dupla com um instrutor de Pilates antes de tentar em casa.

Tai chi

O Tai chi é um sistema de movimentos suaves e alongamentos que são coordenados com a técnica de respiração específica. É usado com frequência para reduzir o estresse. Algumas formas de Tai chi são mais intensas e vigorosas que outras, mas geralmente o Tai chi é considerado mais que uma técnica de redução do estresse em vez de um exercício.

Ioga

Ioga não é geralmente exercício. Ioga alonga os músculos e tem benefícios de relaxamento mental e físico. Muitas pessoas gostam da ioga. Contudo, a ioga não beneficia o coração, não aumenta a resistência nem ajuda a ganhar músculo ou melhorar a função muscular, a menos que sejam feitas posições que requeiram mais esforço regularmente.

Máquinas elípticas

Máquinas elípticas podem ser usadas para condicionamento cardiovascular. Seus benefícios, em comparação a correr e andar de bicicleta, por exemplo, consistem em menos estresse na coluna vertebral e menos tensão nas articulações, porque não há impacto conforme o corpo desliza usando uma máquina elíptica. Além disso, a tensão muscular mais elevada e mais contínua pode facilitar o melhor o desenvolvimento dos músculos da perna, bem como sua resistência e força. A maioria das máquinas elípticas possui alças para coordenar os movimentos dos braços com os impulsos das pernas fornecendo, assim, um treino do corpo todo que aumenta a capacidade cardiovascular. As diretrizes de condicionamento (por exemplo, meta de frequência cardíaca, e frequência e duração do exercício) ao se usar uma máquina elíptica não são diferentes daquelas aplicáveis a outros exercícios aeróbicos, como correr ou andar de bicicleta. As máquinas elípticas devem se ajustar ao usuário. As máquinas devem propiciar um movimento confortável das pernas para evitar que elas se estendam muito para frente ou para trás forçando os músculos do quadril.

Outras atividades

Novas formas de exercício, especialmente aulas, estão sempre em desenvolvimento. Algumas se tornam muito populares e outras menos, mas não menos eficazes. Algumas pessoas são mais estimuladas para o exercício quando variam sua rotina, e treinos populares mais recentes podem aumentar a motivação. Contudo, as formas familiares de exercício e mesmo algumas atividades que não sejam tradicionalmente descritas como exercício (como dança de salão ou outras formas de dança) podem ser igualmente eficientes. Os videogames ativos que estimulam a atividade física (alguns chamados de "exergames") podem fornecer algum benefício, mas não substituem um programa de exercício regular.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS