Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

PROM (Premature Rupture of the Membranes, ruptura prematura das membranas)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa ago 2021| Última modificação do conteúdo ago 2021
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O que é a ruptura prematura das membranas (Premature Rupture of the Membranes, PROM)?

Quando uma mulher está grávida, o bebê se desenvolve rodeado pelo líquido amniótico dentro do útero. O líquido e o bebê ficam dentro de um saco denominado saco amniótico. Esse saco é formado por uma membrana fina, porém resistente, que evita o vazamento do líquido. Quando a mulher entra em trabalho de parto, o saco amniótico se rompe (abre) e o líquido amniótico sai pela vagina. Isso costuma ser chamado de ruptura da bolsa d’água. Se houver vazamento do líquido amniótico antes de a mulher entrar em trabalho de parto, esse quadro é denominado ruptura prematura das membranas (PROM).

  • O trabalho de parto geralmente tem início logo após a ruptura da bolsa d’água

  • Se o trabalho de parto não tiver iniciado no prazo de 12 horas após a ruptura da bolsa d’água, a mulher e o bebê têm um risco maior de apresentar infecção

  • Os médicos costumam dar um medicamento para dar início ao trabalho de parto se a mulher tiver 34 semanas de gestação ou mais

  • É possível que o médico use medicamentos para tentar adiar o trabalho de parto, se a mulher estiver com menos de 34 semanas de gestação

A mulher deve ligar imediatamente para o médico ou a parteira se ela acredita que houve ruptura da bolsa d’água.

De que maneira a mulher sabe que houve ruptura da bolsa d’água?

Um líquido transparente jorra ou escorre lentamente pela vagina.

Depois de a ruptura da bolsa d’água ter ocorrido, as contrações do trabalho de parto geralmente começam após um prazo de 12 a 48 horas se a mulher estiver com mais de 34 semanas de gestação. Se a gestação tiver menos de 34 semanas, pode demorar quatro dias ou mais até que as contrações comecem.

Quais são os riscos de uma ruptura prematura da bolsa d’água?

Se a houver a ruptura da bolsa d’água ocorrer de maneira prematura, micróbios podem entrar no útero e causar uma infecção. É possível que:

  • A mulher tenha uma infecção no útero

  • O feto tenha uma infecção

  • O bebê esteja em uma posição anormal

Uma infecção no útero pode causar sintomas como:

  • Febre

  • Secreção vaginal abundante ou com mau odor (corrimento)

  • Dor na barriga

Outros problemas que a mulher pode ter se houver ruptura prematura da bolsa incluem:

O parto prematuro faz com que o bebê tenha uma chance maior de ter:

De que maneira o médico ou a parteira confirmam que houve ruptura da bolsa d’água?

O médico ou a parteira examinam a vagina e o colo do útero (a parte inferior do útero) para confirmar que houve ruptura da bolsa d’água. O médico ou a parteira também calculam a abertura (dilatação) do colo do útero.

Se houver sinais de infecção, é possível que o médico colete uma amostra de líquido amniótico para ser enviada para exame.

O que o médico ou a parteira fazem se houve ruptura prematura da bolsa d’água?

Se a mulher estiver com 34 semanas de gestação ou mais, o médico administra um medicamento para dar início ao trabalho de parto (indução do trabalho de parto).

Se a mulher estiver com menos de 34 semanas de gestação, o médico administra medicamentos para tentar prevenir o trabalho de parto e coloca a mulher sob observação. Os médicos costumam:

  • Internar a mulher no hospital

  • Deixar a mulher de repouso

  • Verificar a temperatura e a frequência cardíaca no mínimo três vezes por dia

  • Administrar antibióticos para prevenir infecções

  • Administrar à mulher medicamentos que ajudam no desenvolvimento dos pulmões do bebê

  • Administrar à mulher medicamentos para evitar o sangramento no cérebro do bebê (se ela estiver com menos de 32 semanas de gestação)

Se o bebê estiver em sofrimento grave ou houver uma infecção no útero, o médico ou a parteira induzem o parto, do bebê independentemente do número de semanas de gestação.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS