Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Gravidez ectópica

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa set 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
Recursos do assunto

O que é uma gravidez ectópica?

  • Uma gravidez ectópica é quando a gestação se desenvolve no local errado

  • Ela é perigosa para a gestante

  • Ela não dura o suficiente para que a mulher chegue a ter o bebê

Em uma gravidez saudável, o espermatozoide entra (fertiliza) em um óvulo enquanto esse óvulo se encontra em uma das trompas de Falópio (tubas uterinas). As trompas de Falópio conectam os ovários (o local onde os óvulos são armazenados) ao útero. Então, o óvulo fertilizado (ovo), que se encontra dentro de um saco, se move para dentro do útero e se implanta dentro dele para poder se desenvolver.

Gravidez ectópica: Uma gravidez fora do lugar

Normalmente, um óvulo é fertilizado na trompa de Falópio (tuba uterina) e se implanta no útero. No entanto, se a trompa estiver estreitada ou bloqueada, o óvulo pode mover‑se lentamente ou ficar preso. O óvulo fertilizado pode nunca atingir o útero, resultando em uma gravidez ectópica.

Uma gravidez ectópica pode estar localizada em diversos lugares, como na trompa de Falópio, no ovário, colo do útero e abdômen.

Gravidez ectópica: Uma gravidez fora do lugar

Em uma gravidez ectópica, o ovo não se implanta no útero. Em vez disso, ele se implanta em outro local. Ele pode se implantar em uma das trompas de Falópio, na parede do útero ou em uma área no ventre fora do útero.

  • O ovo não consegue se desenvolver corretamente fora do útero

  • O saco que aloja o ovo estoura, em geral aproximadamente seis a 16 semanas após a mulher ter engravidado

  • Quando esse saco estoura, a mulher sangra bastante

  • O bebê (feto) não sobrevive

  • A gravidez ectópica pode causar dor na parte inferior do ventre e sangramento vaginal

  • Caso não seja tratada, uma gravidez ectópica causa risco à vida

  • Às vezes, os sintomas têm início até mesmo antes de a mulher saber que está grávida

  • Para poder salvar a vida da mulher, o médico realiza uma cirurgia ou receita um medicamento que causa a diminuição da gravidez ectópica

Quais são os sintomas de uma gravidez ectópica?

Caso o saco contendo o ovo não tenha estourado, é possível que a mulher não tenha sintomas, ou ela pode apresentar:

  • Sangramento ou manchas de sangue da vagina

  • Cólica ou dor na parte inferior do ventre

Caso o saco contendo o ovo tenha estourado, a mulher pode ter:

  • Dor intensa e constante na parte inferior do ventre

  • Sangramento vaginal (canal vaginal) intenso

  • Sangramento intenso no ventre (onde ele não pode ser visto)

Sangramento intenso pode causar desmaios, sudorese ou vertigem. Pode haver uma queda na pressão arterial a ponto de ser perigosa (um quadro clínico denominado choque) e a mulher pode falecer.

De que maneira o médico sabe que a mulher tem uma gravidez ectópica?

Se a mulher estiver em idade fértil e tiver dor na parte inferior do ventre ou sangramento vaginal, desmaiar ou apresentar choque, o médico fará um exame de gravidez. Se o exame de gravidez for positivo ou se a mulher souber que está grávida:

  • O médico realiza um ultrassom transvaginal para localizar a gestação

  • A mulher realiza um exame de sangue para medir a concentração do hormônio da gravidez no sangue

O ultrassom é um exame que utiliza ondas sonoras para criar imagens em movimento dos órgãos internos. Geralmente, o médico consegue ver se a gestação está se desenvolvendo no útero ou não. Contudo, se a gestação ainda estiver em uma fase bastante inicial, é possível que o médico não consiga localizar o feto com o ultrassom. Depois disso, o médico decide o que será feito tomando por base os sintomas da mulher e a concentração de hormônio da gravidez no sangue.

Se os sintomas forem graves, o médico pode fazer uma pequena incisão um pouco abaixo do umbigo e inserir um tubo de visualização (laparoscópio) para examinar a gravidez ectópica.

De que maneira o médico trata uma gravidez ectópica?

Cirurgia

Geralmente, o médico faz uma cirurgia para remover a gravidez ectópica. A maioria deles costuma realizar a cirurgia através de um tubo fino (laparoscópio). Se for possível, o médico remove apenas a gravidez ectópica.

Se a gravidez ectópica estiver localizada na trompa de Falópio, às vezes, o médico precisa remover também a trompa de Falópio.

Medicamento

Se a gravidez ectópica não tiver estourado e ainda estiver pequena, é possível que o médico administre à mulher uma injeção de um medicamento denominado metotrexato. O medicamento provoca a diminuição e o desaparecimento da gravidez ectópica. Às vezes, o metotrexato não funciona e a mulher acaba precisando de cirurgia.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS