Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link
Fatos rápidos

Transtornos fóbicos (fobias)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa abr 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos

O que é um transtorno fóbico?

Fobia é um termo médico que significa medo. É normal sentir medo de coisas perigosas. A maioria das pessoas tem medo de coisas, como ficar próxima à beirada de um precipício ou chegar perto de um cachorro bravo.

Contudo, o transtorno fóbico é quando o medo (fobia):

  • Não condiz com a realidade

  • É desproporcional ao perigo verdadeiro

  • É tão intenso que impede que a pessoa realize as atividades normais

Por exemplo, a pessoa pode ter um transtorno fóbico se ela tiver tanto medo de altura que ela não trabalha em um edifício alto ou tem tanto medo de animais que não leva os filhos ao zoológico.

  • Estar perto da coisa que causa medo à pessoa pode dar origem a um ataque de pânico

  • O tratamento é feito com terapia de exposição, pela qual a pessoa gradativamente se acostuma à coisa que lhe causa medo

Há vários tipos de fobias, mas algumas das mais comuns envolvem o medo de:

  • Animais (zoofobia)

  • Altura (acrofobia)

  • Lugares fechados (claustrofobia)

  • Relâmpagos e trovões (astrofobia ou brontofobia)

Como o médico sabe que a pessoa tem um transtorno fóbico?

Não existe um limite bem definido entre o que representa o medo e a cautela normais e o transtorno fóbico. Contudo, o médico suspeita que a pessoa tem um transtorno fóbico se ela tiver um tipo de medo que:

  • Faz com que ela altere seu comportamento para evitar a situação ou a coisa

  • É mais intenso que o esperado em relação ao verdadeiro nível de perigo

  • Causa um medo muito intenso ou faz com que a pessoa tenha dificuldade em funcionar normalmente

De que maneira o médico trata os transtornos fóbicos?

A pessoa provavelmente não precisa de tratamento se ela não costuma entrar em contato com a coisa que lhe causa medo. Por exemplo, se a pessoa tem medo de cobras, mas vive em uma cidade grande, é muito provável que ela nunca se depare com uma cobra; assim, o medo não é um problema. Porém, se a fobia for de algo que a pessoa tem dificuldade em evitar, como dirigir sobre uma ponte, o tratamento pode facilitar a vida dessa pessoa. O tratamento inclui:

  • Terapia de exposição (ela ajuda nove em cada dez pessoas)

  • Às vezes, medicamentos ansiolíticos para o tratamento em curto prazo dos sintomas

Na terapia de exposição, o terapeuta ajuda a pessoa a gradativamente se acostumar com a coisa que lhe causa medo. Por exemplo, se a pessoa tem medo de cachorro:

  • Ela pode começar simplesmente olhando para imagens de cachorros

  • O terapeuta ajuda a pessoa a manter a calma e continuar respirando até que ela se sinta confortável em olhar para as imagens

  • Depois disso, a pessoa pode olhar para um cachorro de verdade em outra sala

  • Depois disso, a pessoa gradativamente avança para estar na mesma sala que um cachorro

  • Então, a pessoa é orientada a tocar o cachorro

Geralmente, são necessárias apenas algumas sessões para que a terapia de exposição funcione.

A medicação não faz com que a fobia desapareça. Porém, medicamentos ansiolíticos podem ajudar quando a pessoa não consegue evitar algo que lhe causa medo. Por exemplo, é possível que o médico receite medicação para que a pessoa tome antes de viajar de avião.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS