Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando
Fatos rápidos

Doença de Parkinson (DP)

(Doença de Parkinson)

Por

The Manual's Editorial Staff

Última revisão/alteração completa ago 2018| Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha os detalhes completos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

O que é a doença de Parkinson?

A doença de Parkinson é uma doença cerebral que faz a pessoa perder lentamente o controle dos movimentos. Pode causar tremores, rigidez muscular, lentidão dos movimentos e problemas de equilíbrio. Em muitas pessoas, também causa problemas de raciocínio ou demência (a memória e a capacidade de aprender pioram com o tempo).

  • A doença de Parkinson surge devido a danos na parte do cérebro onde estão localizados os gânglios basais, os quais ajudam a controlar o movimento e o equilíbrio

  • O sintoma mais comum costuma ser tremor (tremor incontrolável de uma parte do corpo)

  • Não há cura para a doença de Parkinson, mas os tratamentos podem ajudar a controlar os sintomas

  • Uma a cada 100 pessoas com mais de 65 anos e cerca de 1 a cada 10 pessoas com mais de 80 anos têm doença de Parkinson

O que causa a doença de Parkinson?

Quando movemos um músculo, o sinal se move pelos gânglios basais no cérebro. Os gânglios basais fabricam uma substância denominada dopamina. A dopamina suaviza os movimentos. A doença de Parkinson danifica os gânglios basais; assim, eles deixam de fabricar tanta dopamina. Sem dopamina suficiente, os movimentos podem ficar lentos, descoordenados ou rígidos.

Os médicos não sabem ao certo o que causa a doença de Parkinson. Ela tende a ser uma característica familiar; por isso, é provável que exista uma causa genética.

Outras doenças cerebrais e certos medicamentos às vezes causam sintomas semelhantes aos da doença de Parkinson (parkinsonismo).

Quais são os sintomas da doença de Parkinson?

Os primeiros sintomas da doença de Parkinson são geralmente:

  • Tremores dos dedos e das mãos quando os músculos estão relaxados e em repouso — este é primeiro sintoma mais comum

  • Problemas para se mover — os movimentos ficam lentos e difíceis de iniciar

  • Diminuição do olfato

Outros sintomas da doença de Parkinson incluem:

  • Os músculos ficam rígidos, tornando o movimento difícil

  • Problemas para se equilibrar e andar, ficar de pé ou sentar

  • Problemas para piscar ou engolir

  • Fala monótona e mal articulada

  • Problemas para dormir

  • Problemas para raciocinar (demência)

Como os médicos sabem se eu tenho doença de Parkinson?

Os médicos diagnosticam a doença de Parkinson baseados em:

  • Sintomas e exame físico

  • Exames como tomografia computadorizada (TC) ou imagem por ressonância magnética (RM)

A TC ou RM pode ajudar o médico a ver se algum outro distúrbio cerebral está causando os sintomas.

Como os médicos tratam a doença de Parkinson?

Não há cura para a doença de Parkinson.

Os médicos tratam você com:

  • Medicamentos, como levodopa e carbidopa

  • Às vezes, cirurgia para inserir eletrodos diminutos no cérebro para estimular os gânglios basais (uma cirurgia denominada estimulação profunda do cérebro)

A fisioterapia e terapia ocupacional podem ajudá-lo a se mover e a ser o mais independente possível em suas atividades diárias e ao caminhar.

Os médicos consideram realizar a estimulação profunda do cérebro somente se os sintomas forem graves e os medicamentos não estiverem ajudando. Para a estimulação profunda do cérebro, os médicos inserem um fio fino através de uma pequena abertura no crânio e o introduzem na área do cérebro que apresenta problemas. A outra extremidade do fio vai por baixo da pele e se conecta a um conjunto de baterias sob a clavícula. O dispositivo envia sinais elétricos para as áreas do cérebro que apresentam problemas.

Algumas medidas simples também podem ajudar:

  • Continuar realizando tantas atividades diárias quanto possível

  • Manter-se regularmente ativo

  • Simplificar as tarefas diárias – por exemplo, substituir os botões da roupa por fechos de velcro ou comprar calçados com fechos de velcro

  • Usar dispositivos de assistência, como puxadores de zíper e ganchos para botões

  • Retirar tapetes para prevenir tropeços

  • Instalar barras de apoio em banheiros e corrimões em corredores para evitar quedas

Prestador de cuidados e problemas do fim da vida

Por fim, a pessoa precisará de ajuda com atividades diárias normais, tais como:

  • Comer

  • Tomar banho

  • Vestir-se

  • Usar o banheiro

Pode ser muito útil os cuidadores aprenderem sobre a doença de Parkinson e as formas de ajudar a pessoa. A função de cuidador é cansativa e estressante e muitos cuidadores consideram os grupos de apoio úteis.

A maioria das pessoas com doença de Parkinson se torna incapaz de realizar tarefas básicas, e muitas pessoas (cerca de 1 em 3) adquire demência. Antes que isso aconteça, pode ser útil escrever as instruções prévias. Uma instrução prévia é um plano por escrito que informa os entes queridos e médicos sobre os tipos de cuidados médicos que se deseja ao chegar ao fim da vida.

Onde é possível encontrar mais informações sobre a doença de Parkinson?

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Punção lombar
Vídeo
Punção lombar
A medula espinhal é um feixe de nervos que percorre desde a base do cérebro por todas as costas...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Coluna vertebral e medula espinhal
Modelo 3D
Coluna vertebral e medula espinhal

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS