honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Rabdomiólise

Por

Anna Malkina

, MD, University of California, San Francisco

Última revisão/alteração completa mar 2020| Última modificação do conteúdo mar 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Rabdomiólise ocorre quando as fibras musculares danificadas por doença, lesão ou substâncias tóxicas se rompem e liberam seu conteúdo na corrente sanguínea. Essa doença grave pode causar lesão renal aguda.

  • As causas comuns incluem lesão muscular e comprometimento do fluxo sanguíneo em tecido lesionado, medicamentos, substâncias tóxicas e infecções.

  • As causas menos comuns incluem desequilíbrios de eletrólitos, distúrbios endócrinos e genéticos, exercício físico extremo e extremos da temperatura corporal.

  • Os sintomas podem incluir dor muscular, fraqueza e urina de coloração marrom avermelhada (ou cor de chá), mas a maioria das pessoas não tem todos esses sintomas.

  • As complicações sérias incluem lesão renal aguda (também chamada insuficiência renal aguda).

  • O diagnóstico é realizado com exames de sangue e urina. 

  • Os tratamentos têm como objetivo a causa e quaisquer complicações resultantes (por exemplo, lesão renal aguda é tratada com líquidos intravenosos e, às vezes, diálise).

A função normal dos músculos esqueléticos requer troca adequada de eletrólitos (minerais eletricamente carregados, como sódio e potássio) através de células musculares (miócitos). Esta plasmaférese permite que as células metabolizem, adequadamente, o trifosfato de adenosina (ATP), uma molécula necessária para o transporte de energia dentro das células e para fornecer energia para as funções do corpo. 

Na rabdomiólise, os processos que dão suporte ao funcionamento normal dos músculos esqueléticos são interrompidos, de modo que os miócitos se rompem e liberam parte do seu conteúdo na corrente sanguínea, incluindo

  • Creatina quinase (CK), uma proteína que aumenta quando o músculo é lesionado

  • Mioglobina, uma proteína contendo ferro que transporta e armazena oxigênio nos miócitos

  • Eletrólitos

Quando os rins estão funcionando normalmente, eles filtram toda a mioglobina e creatina quinase em excesso da corrente sanguínea e as eliminam através da micção. Altas concentrações de mioglobina no sangue podem sobrecarregar e danificar os rins (causando lesão renal aguda) e outros órgãos.

Qualquer forma de lesão muscular pode resultar em rabdomiólise. As causas mais comuns para esta lesão incluem

Alguns medicamentos e substâncias tóxicas (por exemplo, estatinas) podem causar lesão muscular direta. Outros medicamentos e substâncias tóxicas aumentam os níveis de medicamentos capazes de causar lesão muscular (por exemplo, interações medicamentosas envolvendo antibióticos). Ainda assim, outros medicamentos e substâncias tóxicas causam lesão muscular indireta através da restrição de fornecimento de sangue para esses músculos. Por exemplo, pessoas que são sedadas e ficam imóveis depois de tomar substâncias, como agentes ansiolíticos, antipsicóticos, cocaína, anfetaminas ou álcool podem permanecer na mesma posição por horas, o que pode levar à compressão e lesão de certos músculos e dos vasos sanguíneos desses músculos.

As causas menos comuns de rabdomiólise incluem

Sintomas

Os três sintomas clássicos de rabdomiólise são dores musculares, fraqueza, urina marrom avermelhada (decorrente dos níveis elevados de mioglobulina, uma proteína de pigmentação vermelha que é descarregada no sangue). No entanto, esse trio de sintomas está presente em menos de 10% de todas as pessoas com rabdomiólise.

Os sintomas da rabdomiólise variam, e cerca de 50% das pessoas não têm nenhuma queixa muscular. Quando presente, a dor muscular tende a afetar os ombros, coxas, região lombar e panturrilhas.

Em uma concentração elevada, a mioglobina excretada na urina (mioglobinúria) altera a cor da urina para vermelha ou marrom e pode ser confirmada com um exame de urina. No entanto, uma pessoa também pode ter rabdomiólise sem ter alteração na cor da urina.

Outros sinais e sintomas dependem da causa da lesão muscular original, bem como das complicações dessa lesão (por exemplo, febre em pessoas com infecção ou alterações no estado de alerta em pessoas intoxicadas).

A lesão renal aguda é muito comum, ocorrendo em 15% a 50% das pessoas com complicações da rabdomiólise. Ocasionalmente, a rabdomiólise é complicada por coagulação intravascular disseminada (CIVD), a presença de pequenos coágulos de sangue nos vasos sanguíneos por todo o corpo.

Diagnóstico

  • Avaliação de um médico

  • Exames de sangue e urina

Os médicos suspeitam de rabdomiólise com base nos sintomas. O diagnóstico é confirmado por exames de sangue.

Às vezes, são feitos exames laboratoriais adicionais para detectar mioglobina na urina e confirmar o diagnóstico.

Tratamento

  • Tratamento da causa subjacente

  • Tratamento das complicações

Em geral, o tratamento é direcionado à causa e quaisquer complicações da rabdomiólise.

Esse tratamento geralmente inclui líquidos intravenosos para prevenir e tratar a lesão renal aguda.

Se uma síndrome compartimental for a causa da rabdomiólise, um procedimento cirúrgico chamado fasciotomia é realizado para aliviar a pressão no interior do músculo. Aliviar essa pressão ajuda a restabelecer uma circulação saudável no tecido afetado. As infecções são tratadas com medicamentos apropriados. Todos os medicamentos suspeitos de causar a rabdomiólise (por exemplo, estatinas) são interrompidos. Distúrbios eletrolíticos são corrigidos.

A lesão renal aguda pode exigir hemodiálise. A coagulação intravascular disseminada é tratada com plasma fresco congelado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS