Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Tumores das vias aéreas

Por

Robert L. Keith

, MD, Division of Pulmonary Sciences and Critial Care Medicine, Department of Medicine, Eastern Colorado VA Healthcare System, University of Colorado

Última revisão/alteração completa jul 2020| Última modificação do conteúdo jul 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

A traqueia, garganta (faringe) e laringe podem desenvolver tumores que crescem invadindo ou comprimindo as estruturas e bloqueando a respiração. Tumores de outras partes do corpo também podem se espalhar para estas áreas (metástase).

Tumores que se desenvolvem na traqueia são raros. Eles são, frequentemente, cancerosos (malignos) e encontrados em um estágio localmente avançado (tendo se espalhado para tecidos ou linfonodos próximos).

Os tumores mais comuns na traqueia incluem carcinoma de células escamosas, carcinoma cístico da adenoide, tumores carcinoides e carcinomas mucoepidermoides.

O tumor não canceroso (benigno) mais comum das vias aéreas é o papiloma escamoso, embora outros quadros clínicos benignos também possam ocorrer.

Sintomas

Sintomas de tumores das vias aéreas incluem

  • Falta de ar (dispneia)

  • Tosse

  • Expectoração de sangue (hemoptise)

  • Sibilos ou outros ruídos respiratórios anormais

Dificuldade de engolir e rouquidão também podem estar presentes.

Diagnóstico

  • Broncoscopia

Os médicos podem considerar a possibilidade de um tumor de vias aéreas se os sintomas se desenvolverem gradualmente e se os tratamentos padronizados forem ineficazes; por exemplo, se medicamentos usados para o tratamento da asma não aliviarem os sibilos. Em caso de suspeita de tumor de vias aéreas, os médicos procedem com uma broncoscopia. A broncoscopia pode aliviar o bloqueio das vias aéreas e permitir a obtenção de amostras para o diagnóstico.

Em caso de confirmação de câncer, são realizados exames mais extensivos para o estadiamento.

Prognóstico

O prognóstico depende do tipo de câncer. Cânceres que se espalham para os linfonodos no pescoço ou tórax, ou que crescem para estruturas próximas, tendem a ter um pior prognóstico.

Tratamento

  • Cirurgia

  • Radioterapia

  • Técnicas para a redução da obstrução

Certos tipos de tumores de vias aéreas devem ser cirurgicamente removidos, se possível. Em outros casos, recomenda-se o tratamento com radioterapia com ou sem quimioterapia ou terapias direcionadas.

Se uma cirurgia não for possível, certos procedimentos menos invasivos podem ser usados para remover parte do tumor. Vaporização a laser, terapia fotodinâmica, crioterapia e braquiterapia endobrônquica são opções para remover um tumor que esteja bloqueando uma via aérea. Se um tumor fizer compressão sobre a traqueia, os médicos podem inserir um stent para manter a traqueia aberta ou aplicar radioterapia para encolher o tumor.

Mais informações

Os seguintes recursos são em inglês e oferecem informações e apoio para os pacientes e seus cuidadores. O MANUAL não é responsável pelo conteúdo destes recursos.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS