Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Toracocentese

Por

Rebecca Dezube

, MD, MHS, Johns Hopkins University

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais

Na toracocentese, o líquido que se acumulou de forma anormal no espaço pleural (chamado derrame pleural) é removido. As duas principais razões para realizar uma toracocentese são

  • Obter uma amostra de líquido para testes diagnósticos

  • Aliviar a falta de ar causada pela compressão do líquido sobre o tecido pulmonar

Durante o procedimento, a pessoa senta-se confortavelmente e se inclina para a frente, apoiando os braços sobre suportes. Uma pequena área da pele nas costas é limpa e anestesiada com um anestésico local. Em seguida, um médico introduz uma agulha entre duas costelas para o interior da cavidade torácica, mas sem chegar ao pulmão, e retira um pouco de líquido com uma seringa. Frequentemente, o médico usa uma ultrassonografia como guia (para determinar onde inserir a agulha). O líquido coletado é analisado para avaliar sua composição química e determinar se estão presentes bactérias ou células cancerosas.

Se um grande volume de líquido tiver se acumulado, ele pode precisar ser removido através de um cateter plástico e pode ser necessário o uso de um recipiente maior do que uma seringa para a retirada do líquido. O líquido pode precisar ser drenado ao longo de vários dias, caso em que um tubo maior (dreno torácico ou cateter de drenagem) é deixado no tórax e aspirado continuamente.

O risco de complicações durante e após a toracocentese é baixo. A pessoa pode sentir um pouco de dor quando o pulmão se enche de ar e se expande contra a parede torácica ou pode sentir a necessidade de tossir. Além disso, a pessoa pode sentir uma breve tontura e falta de ar. Outras possíveis complicações incluem

  • Punção do pulmão com vazamento de ar para o espaço pleural (pneumotórax)

  • Sangramento para dentro do espaço pleural ou parede torácica

  • Desmaio

  • Infecção

  • Punção do baço ou fígado

  • Acúmulo de líquido dentro do próprio pulmão (edema pulmonar), se uma grande quantidade de líquido que esteve presente por semanas a meses for retirada rapidamente.

Uma radiografia torácica pode ser realizada após o procedimento para determinar quanto líquido pode ter permanecido e se houve alguma complicação.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS