Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Lentes corretoras

Por

Deepinder K. Dhaliwal

, MD, L.Ac, University of Pittsburgh School of Medicine

Última revisão/alteração completa abr 2019| Última modificação do conteúdo abr 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Os erros de refração podem ser corrigidos com lentes de vidro ou de plástico montadas numa armação (óculos) ou com pequenas lentes colocadas ou apoiadas diretamente sobre a córnea (lentes de contato). A correção da boa visão é possível com óculos e com lentes de contato. Para a maioria das pessoas, a escolha é uma questão de estética, conveniência, custo, risco e comodidade.

O que são auxílios para deficiências da visão?

O auxílio para lidar com a perda da visão (conhecido como serviços de apoio a deficiências da visão) pode ser uma enorme ajuda para pessoas que têm somente visão parcial. Auxílios para atividades como ler, escrever, ver televisão e se integrar em atividades ao ar livre, incluem o seguinte:

  • Livros impressos em letras grandes

  • Telefones, relógios de parede e de pulso, termômetros com números grandes

  • Televisão de circuito fechado para aumentar objetos

  • Relógios eletrônicos com voz e outros dispositivos "que falam"

  • Programas de computador que podem escanear o texto e gerar um texto maior ou ler o texto em voz alta

  • Filtros de luz para melhorar o contraste

  • Caixas de remédios com códigos de cores

  • Lentes de aumento de mão

  • Óculos de sol antirreflexo

  • Binóculos de mão

Oftalmologistas que trabalham com outros profissionais de saúde normalmente podem avaliar como a perda de visão afeta uma pessoa. Eles podem recomendar uma combinação de auxílio à deficiência visual que acreditam ser a melhor ajuda para as tarefas diárias da pessoa.

Óculos

As lentes dos óculos podem ser feitas tanto de plástico quanto de vidro.

As lentes de plástico para os óculos são mais leves, mas riscam com maior facilidade. Essas lentes são utilizadas com mais frequência do que as de vidro porque são mais finas e também podem ser cobertas por uma substância química que as tornam mais resistentes aos arranhões.

As lentes de vidro para óculos são mais duráveis do que as de plástico, mas têm maior probabilidade de quebrar e até causar ferimento.

Ambas as lentes, de plástico ou de vidro, podem ser tratadas com um produto químico que as escurece automaticamente perante a exposição à luz solar. As lentes também podem ser revestidas por uma película que reduz a quantidade de luz ultravioleta potencialmente nociva que chega ao olho.

As lentes bifocais são óculos que contêm dois componentes: a parte superior corrige a visão de objetos distantes e a parte inferior corrige a visão de objetos próximos, como na leitura. No entanto, algumas pessoas também precisam de correção para focalizar à meia distância, como quando estão olhando para a tela de um computador. As lentes trifocais são óculos que atendem essa necessidade uma vez que contêm uma terceira lente para meia distância. As lentes de variação contínua (lentes progressivas ou lentes bifocais sem linha) também permitem focalizar à meia distância e são consideradas melhores, esteticamente, porque não têm uma linha ou divisão no meio das lentes dos óculos.

Lentes de contato

Muitas pessoas pensam que as lentes de contato as fazem ser mais ativas os as fazem sentir-se mais atraentes do que utilizando óculos. Algumas pessoas pensam que a visão é mais natural com lentes de contato. No entanto, as lentes de contato exigem mais cuidados do que os óculos e, raramente, podem prejudicar os olhos. Algumas pessoas, principalmente os idosos e as pessoas com artrite, podem ter dificuldade em manipular as lentes de contato e colocá-las nos olhos.

As lentes de contato podem fornecer uma melhor visão periférica (o quanto é visto nos cantos do campo de visão) do que os óculos.

As lentes de contato podem ser feitas para corrigir diferentes problemas visuais (tais como visão à distância e de perto) em diferentes partes das lentes. Essas são chamadas lentes de contato bifocais ou multifocais.

As lentes de contato podem corrigir

Seja macia ou rígida (dura) lentes de contato são usadas para corrigir a visão de perto e a visão de longe. As lentes tóricas macias ou lentes de contato rígidas podem corrigir o astigmatismo, mas exigem colocação experiente.

A presbiopia também pode ser corrigida com lentes de contato. Em uma abordagem, chamada monovisão, um olho é corrigido para leitura e outro é corrigido para visão a distância. No entanto, algumas pessoas têm dificuldade de se adaptar à monovisão. Outra abordagem é utilizar lentes de contato bifocais ou multifocais em cada olho.

Nem as lentes de contato rígidas nem as macias dão aos olhos a proteção contra uma lesão violenta ou contundente que os óculos proporcionam.

Lentes de contato rígidas

As lentes de contato rígidas, que em geral são permeáveis ao gás, são discos finos feitos de plástico duro. São menores que as lentes de contato macias e cobrem somente parte da córnea. O oxigênio, necessário para a córnea funcionar devidamente, não conseguia passar facilmente pelo plástico do modelo antigo das lentes de contato rígidas. As lentes de contato permeáveis ao gás (gas-permeable contact lenses, GPCLs) modernas são feitas de plásticos como os recentes compostos de acrilato de fluorosilicone que permitem que mais oxigênio chegue à córnea. As lentes de contato rígidas podem ser utilizadas para corrigir miopia, hipermetropia e as irregularidades da córnea (astigmatismo e ceratocone).

GPCLs podem ser elaboradas para se ajustar exatamente ao olho. Em geral é necessário algum tempo para o olho se adaptar à presença das lentes e também necessário usá-las por 4 a 7 dias antes de se sentir confortável por um período maior. As lentes de contato são usadas durante um número cada vez maior de horas por dia. Mesmo que as lentes de contato rígidas possam ser incômodas no princípio, não devem provocar dor. A dor indica que foram colocadas incorretamente. Pessoas que usam GPCLs em geral têm visão embaçada temporária (menos de 2 horas) ao colocar os óculos depois de retirar as lentes de contato. Normalmente a visão com lentes de contato rígidas é mais nítida do que a visão com lentes de contato macias, principalmente em pessoas com astigmatismo.

Lentes de contato macias

As lentes de contato macias hidrófilas (úmidas) são feitas de plástico flexível e têm de 30 a 79% de água. São maiores do que as lentes de contato rígidas e cobrem toda a córnea. As lentes de contato macias podem ser utilizadas para corrigir miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia. Nem todas as lentes de contato macias permitem ao oxigênio chegar à córnea com facilidade.

Por serem maiores, as lentes de contato macias têm menor probabilidade do que as lentes de contato rígidas de sair do olho ou de permitir que poeira e outras partículas fiquem debaixo delas. Além disso, as lentes de contato macias geralmente são confortáveis desde a primeira vez que são usadas. As lentes de contato macias exigem total cuidado para se evitar problemas já que o risco de infecção é maior com esse tipo de lente do que com as lentes de contato rígidas. Quando secas, as lentes de contato macias são frágeis e quebram facilmente.

Você sabia que...

  • A visão corrigida com lentes de contato rígidas em geral é mais nítida do que a visão corrigida com lentes de contato macias.

  • A melhor forma de reduzir o risco de infecção é não dormir com as lentes de contato.

Cuidados e complicações das lentes de contato

As lentes de contato devem ser retiradas e limpas todos os dias usando uma solução desinfetante própria para lentes de contato. Não deve ser usada nunca água de torneira, principalmente para limpar lentes de contato macias ou permeável ao gás. Depois de limpas, todas as lentes de contato devem ser guardadas em uma solução desinfetante dentro do estojo apropriado para as lentes de contato durante toda a noite. O uso de lentes de contato por mais tempo do que o recomendado ou por mais tempo que o olho pode tolerar pode causar vermelhidão dos olhos, lacrimejamento e sensibilidade à luz (chamada síndrome de uso excessivo de lentes de contato). Uma vez as lentes removidas, esses sintomas tendem a resolver-se ao longo do dia, mas os sintomas que continuarem por mais tempo podem ser um sinal de uma infecção mais séria.

Depois de colocar as lentes no dia seguinte, 100% da solução desinfetante deve ser retirada do estojo das lentes. O estojo das lentes deve ficar em um armário ou gaveta para permitir que seque deixando-o aberto em contato com o ar. O estojo não deve ser deixado aberto no balcão em torno da pia no banheiro uma vez que gotículas minúsculas que se dispersam após escovar os dentes ou limpar o vaso sanitário podem conter micro-organismos e podem depositar-se no mesmo e iniciar uma infecção. O estojo das lentes deve ser trocado a cada 1 ou 2 meses.

Você sabia que...

  • O estojo para as lentes de contato deve ser deixado aberto em uma gaveta ou armário quando não estiver sendo utilizado para armazenar as lentes de contato. O estojo aberto não deve ser deixado no balcão em torno da pia no banheiro uma vez que gotículas minúsculas que se dispersam enquanto estiver escovando os dentes ou limpando o vaso sanitário podem conter micro-organismos que podem depositar-se nas lentes de contato e iniciar uma infecção.

Algumas lentes de contato exigem tratamento semanal com um limpador à base de enzimas. Lentes de contato descartáveis são jogadas fora após um dia de uso. Algumas lentes de contato macias regulares ou descartáveis foram elaboradas para permanecer colocadas durante a noite por um número específico de dias (uso estendido). A maioria pode permanecer colocada por até 7 dias, mas as lentes de contato mais recentes podem permanecer colocadas por até 30 dias. No entanto, o risco de infecção é muito maior com lentes de contato usadas durante a noite. Por isso, é melhor retirar as lentes de contato antes de ir dormir.

Usar lentes de contato representa um risco de séria ameaça à visão e complicações dolorosas, inclusive a formação de úlceras na córnea. As úlceras da córnea podem ser causadas por bactérias, vírus, fungos ou amebas e podem causar a perda da visão. Os riscos podem ser grandemente reduzidos ao seguir as instruções do oftalmologista e usar o bom senso.

O risco de infecções sérias aumenta ao nadar ou tomar banho com as lentes de contato e ao lavar as lentes com solução salina caseira, saliva, água da torneira ou água destilada. Dormir usando qualquer tipo de lente de contato também aumenta consideravelmente o risco de infecções sérias. O risco de infecção aumenta a cada noite que uma pessoa dorme com as lentes de contato macias. A melhor forma de reduzir o risco de infecção é não dormir com as lentes de contato, desinfetar corretamente e não expor as lentes de contato à água de torneira. Se uma pessoa tem dor ocular intensa, lacrimejar excessivo, dor por exposição à luz, alterações na visão ou vermelhidão dos olhos, deve tirar as lentes de contato imediatamente. Se os sintomas não desaparecerem rapidamente, deve consultar o oftalmologista.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre os olhos
Vídeo
Considerações gerais sobre os olhos
Modelos 3D
Visualizar tudo
Ceratocone
Modelo 3D
Ceratocone

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS