Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Retinopatia hipertensiva

Por

Sonia Mehta

, MD, Vitreoretinal Diseases and Surgery Service, Wills Eye Hospital, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A retinopatia hipertensiva é uma lesão da retina (estrutura transparente e sensível à luz localizada na parte posterior do olho) que tem como causa a pressão alta.

Quando a pressão arterial está alta (um quadro clínico chamado hipertensão), a retina pode ficar lesionada. A hipertensão danifica os pequenos vasos sanguíneos na retina, fazendo com que as paredes fiquem espessas, o que reduz a quantidade de sangue que corre por esses vasos. Como resultado, o fornecimento de sangue para a retina é reduzido. Áreas da retina podem ficar lesionadas devido a esse inadequado fornecimento de sangue.

À medida que a retinopatia hipertensiva progride, o sangue pode vazar para a retina. Essas alterações provocam perda gradual da visão, em particular quando a mácula é afetada (parte central da retina). Mesmo a hipertensão leve que não foi tratada durante anos pode provocar lesão nos vasos sanguíneos da retina.

Se a pressão arterial se tornar perigosamente alta (chamado emergência hipertensiva), as veias da retina podem ficar dilatadas e retorcidas e o disco óptico (onde o nervo óptico encontra a retina) pode inchar (chamado papiledema).

Diagnóstico

  • Um exame médico dos olhos

Com o uso de um oftalmoscópio, o médico observa o aspecto típico da retina numa pessoa com hipertensão arterial. A extensão do dano aos vasos sanguíneos da retina tende a estar relacionada com a extensão do dano aos vasos sanguíneos em outros órgãos afetados pela hipertensão, como cérebro, coração e os rins. Quando a pressão arterial estiver extremamente elevada, os médicos podem ser capazes de visualizar um edema do disco óptico (chamado papiledema), indicando a necessidade de tratamento imediato (consulte a tabela Classificação da pressão arterial em adultos).

Você sabia que...

  • O olho é o único órgão do corpo onde o médico pode sempre e diretamente observar as artérias e veias profundas (com o uso de um oftalmoscópio). O aspecto desses vasos sanguíneos diz ao médico de que modo a hipertensão e a aterosclerose afetou outros vasos sanguíneos no organismo.

Tratamento

  • Medidas para tratar hipertensão arterial

O objetivo do tratamento para retinopatia hipertensiva é baixar a pressão arterial a longo prazo. Raramente, quando a pressão alta é grave e representa risco à vida, é necessário começar o tratamento imediatamente para salvar a visão e evitar outras complicações, como acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca, insuficiência renal ou ataque cardíaco.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Considerações gerais sobre os olhos
Vídeo
Considerações gerais sobre os olhos
Modelos 3D
Visualizar tudo
Neurite óptica
Modelo 3D
Neurite óptica

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS