Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Celulite pré-septal

(celulite periorbital)

Por

James Garrity

, MD, Mayo Clinic College of Medicine

Última revisão/alteração completa jul 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

A celulite pré-septal é a infecção das pálpebras e da pele e tecidos em volta da frente do olho.

Ambas a celulite pré-septal e a celulite orbital são mais comuns em crianças. Celulite pré-septal é muito mais comum do que a celulite orbital. No entanto, a celulite orbital é mais perigosa.

A celulite pré-septal quase sempre tem como causa uma infecção disseminada do rosto ou da pálpebra, uma picada de inseto ou animal infectado, conjuntivite, um hordéolo (terçol) ou sinusite.

Sintomas

Em pessoas com celulite pré-septal, os tecidos em volta do olho ficam inchados, quentes, sensíveis ao toque e quase sempre vermelhos. Pode surgir febre. Algumas vezes, a pálpebra está tão inchada que fica difícil abrir o olho. No entanto, quando as pálpebras estão abertas, a visão e os movimentos do olho não ficam prejudicados e o globo ocular não fica saliente.

Diagnóstico

  • Avaliação do médico

  • Tomografia computadorizada ou ressonância magnética

O médico costuma diagnosticar a celulite pré-septal pelos sintomas da pessoa; mas, algumas vezes, uma infecção potencialmente mais séria, uma celulite orbital, também pode ser um diagnóstico possível. Nesse caso, é necessário realizar uma tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM).

Tratamento

  • Antibióticos

O tratamento da celulite pré-septal é feito com antibióticos tomados por via oral (por exemplo, amoxicilina com clavulanato). Se a pessoa apresentar uma infecção grave ou não puder ingerir comprimidos, recomenda-se a hospitalização e os antibióticos são administrados por via intravenosa. As pessoas devem ser monitoradas rigorosamente por um oftalmologista (um médico especialista em distúrbios oftalmológicos).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Miopia e hipermetropia
Vídeo
Miopia e hipermetropia
Durante a visão normal, a luz passa através da córnea, a camada clara que cobre o olho e,...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Glaucoma
Modelo 3D
Glaucoma

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS