honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Excesso de ferro

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

O excesso de ferro ocorre quando existe um excesso do mineral ferro no organismo.

Quase todo o ferro do organismo está localizado na hemoglobina. A hemoglobina é o componente dos glóbulos vermelhos que lhes permite transportar o oxigênio e distribuí-lo aos tecidos do organismo. O ferro também é um importante componente das células musculares e é necessário para a formação de muitas enzimas no organismo. (Ver também Considerações gerais sobre minerais.)

Os alimentos contêm dois tipos de ferro:

  • Ferro heme: Produtos de origem animal contêm ferro heme. Ele é muito mais bem absorvido do que o ferro não heme.

  • Ferro não heme: A maioria dos alimentos e suplementos de ferro contêm ferro não heme. É responsável por mais de 85% do ferro da dieta habitual. No entanto, menos de 20% do ferro não heme consumido é absorvido pelo organismo. O ferro não heme é mais bem absorvido quando é consumido com as proteínas animais e com vitamina C.

O ferro em excesso pode acumular-se no organismo. As causas incluem o seguinte:

  • Repetidas transfusões de sangue

  • Terapia à base de ferro administrada em quantidades excessivas ou por muito tempo

  • Alcoolismo crônico

  • Superdosagem de ferro

  • Uma doença hereditária denominada hemocromatose

Uma quantidade excessiva de ferro tomada em uma só dose pode causar vômitos, diarreia e lesões intestinais e em outros órgãos. O consumo excessivo de ferro durante longos períodos pode causar danos ao coração e ao fígado.

Muitas vezes, a deferoxamina é administrada por via intravenosa. Esse medicamento se liga ao ferro e carrega-o para fora do corpo na urina. A hemocromatose é tratada com sangria (flebotomia).

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS