honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Neuroma acústico

(Acoustic Neurinoma; Vestibular Schwannoma; Eighth Nerve Tumor)

Por

Lawrence R. Lustig

, MD, Columbia University Medical Center and New York Presbyterian Hospital

Última revisão/alteração completa jun 2020| Última modificação do conteúdo jun 2020
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Um neuroma acústico (mais corretamente chamado de schwannoma vestibular) é um tumor não-canceroso (benigno) que se origina nas células que recobrem o nervo vestibular (células de Schwann).

Esses tumores surgem do nervo vestibular (equilíbrio), que é um ramo do nervo vestibulococlear (8.º nervo craniano). O outro ramo, o nervo coclear (auditivo), transmite sinais sonoros ao cérebro. Os sintomas iniciais, à medida que o tumor cresce e pressiona o nervo auditivo, incluem perda auditiva lentamente progressiva em um dos ouvidos (por isso o nome histórico neuroma acústico).

Sintomas

Os sintomas iniciais do neuroma acústico incluem

  • Perda auditiva progredindo lentamente em um ouvido

  • Ruído ou zumbido nos ouvidos (acufenos)

  • Dor de cabeça

  • Sensação de pressão ou entupimento do ouvido

  • Dor de ouvido

  • Desequilíbrio ou instabilidade quando a pessoa se vira de forma rápida

Quando o tumor aumenta de volume e comprime outras partes do cérebro, como o nervo facial (7.º nervo craniano) ou o nervo trigêmeo (5.º nervo craniano), pode-se verificar flacidez (face caída) ou dor e dormência do rosto.

Diagnóstico

  • Exames de audição

  • Ressonância magnética (RM)

O diagnóstico precoce de neuroma acústico baseia-se em uma ressonância magnética (RM) e em testes de audição. Um audiograma (teste de audição) é realizado primeiro. As pessoas que apresentam perda da audição em apenas um ouvido devem, então, realizar exames de imagem, como RM.

Outros testes de audição que podem ser realizados incluem timpanometria (mede até que grau o som consegue passar através do tímpano e do ouvido médio) e exame de resposta auditiva evocada do tronco cerebral (mede os impulsos nervosos no tronco cerebral, resultantes dos sinais sonoros recebidos nos ouvidos).

Tratamento

  • Algumas vezes, cirurgia ou radioterapia

Tumores pequenos e que não estejam crescendo ou provocando sintomas não necessitam de tratamento. Tumores que começarem a crescer ou causar sintomas são removidos através de uma cirurgia ou controlados utilizando-se radioterapia. Pode ser feita cirurgia usando um microscópio (microcirurgia) para evitar danos ao nervo facial e, algumas vezes, a audição pode ser preservada. Pode ser feita radioterapia usando uma técnica muito precisa (chamada radioterapia estereotática) de modo que só o tumor seja afetado. Se a cirurgia ou radioterapia estereotática será realizada depende de um número de fatores incluindo a idade da pessoa, saúde, extensão da perda da audição e tamanho do tumor.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS