honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Garganta

Por

David M. Kaylie

, MS, MD, Duke University Medical Center

Última revisão/alteração completa mai 2019| Última modificação do conteúdo mai 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
Recursos do assunto

A garganta (faringe) se localiza no fundo da boca, sob a fossa nasal e acima do tubo oco que vai da garganta ao estômago (esôfago) e a traqueia (veja a figura Visualização do interior do nariz e da garganta). Consiste de uma parte superior (nasofaringe), uma parte média (orofaringe) e uma parte inferior (hipofaringe). A garganta é uma passagem muscular através da qual os alimentos passam para o esôfago e o ar para os pulmões. À semelhança do nariz e da boca, a garganta é revestida por uma membrana mucosa, composta por células que produzem muco e têm projeções filiformes (cílios). As partículas de poeira retidas pelo muco são transportadas por esses cílios até o esôfago e são engolidas.

As amígdalas são pequenos caroços de tecido localizados dos dois lados na parte posterior da boca, e as adenoides ficam na parte posterior da cavidade nasal. As amígdalas e as adenoides são formadas por tecido linfático e ajudam a combater infecções (consulte também Sistema linfático: ajudando a proteger contra infecções). Elas são maiores durante a infância e se atrofiam gradualmente com o passar dos anos. Mesmo quando as amígdalas e adenoides são removidas cirurgicamente por causa da apneia obstrutiva do sono (quando a respiração é temporariamente bloqueada durante o sono) ou devido a infecções recorrentes (adenoamigdalite), o corpo ainda pode combater infecções porque o resto do sistema imunológico ainda está disponível para combater infecções.

A úvula é uma pequena projeção de tecido, visível na parte posterior da garganta, entre as amígdalas. Ela varia de tamanho. Como parte do palato mole, a úvula ajuda a prevenir que alimentos e líquidos entrem na cavidade nasal durante a deglutição e auxilia na formação de certos sons durante a fala. Uma úvula longa pode produzir roncos e ocasionalmente contribuir para a apneia obstrutiva do sono.

Na parte superior da traqueia, encontra-se a laringe, que contém as cordas vocais e é a principal responsável pela produção dos sons da voz. Quando estão em repouso, as cordas vocais formam uma abertura semelhante a um "V", pela qual o ar pode passar livremente. Quando contraídas, vibram à medida que o ar vindo dos pulmões passa por elas, gerando sons que podem ser modificados pela língua, nariz e boca, de modo a produzir a linguagem oral.

A epiglote, uma saliência pendente e rígida de cartilagem, encontra-se localizada por cima e à frente da laringe. Ao engolir, a epiglote fecha a entrada para a laringe, de modo a evitar que os alimentos e os líquidos entrem na traqueia. Desse modo, a epiglote protege os pulmões.

A Look Inside the Nose and Throat

A Look Inside the Nose and Throat
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS