Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Rupturas esofágicas

Por

Kristle Lee Lynch

, MD, Perelman School of Medicine at The University of Pennsylvania

Última revisão/alteração completa out 2020| Última modificação do conteúdo out 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

Rupturas esofágicas são lacerações que penetram a parede esofágica.

  • As rupturas podem ser causadas por procedimentos cirúrgicos, vômito grave ou caso a pessoa engula um pedaço de alimento volumoso que fica preso no esôfago, mas algumas rupturas ocorrem espontaneamente.

  • Os sintomas incluem dor torácica e abdominal, febre e hipotensão.

  • A ruptura esofágica pode ser fatal.

  • O diagnóstico toma por base os resultados de uma radiografia.

  • O tratamento é feito por meio de reparo cirúrgico.

O esôfago é um tubo oco que conecta a garganta (faringe) ao estômago. (consulte também Considerações gerais sobre o esôfago e Considerações gerais sobre lesões do esôfago).

As rupturas esofágicas geralmente são causadas ​​durante uma endoscopia (exame do esôfago com um tubo de visualização flexível) ou outros procedimentos em que os instrumentos são inseridos pela boca e pela garganta. As rupturas também podem ocorrer durante episódios de vômito, ânsia de vômito ou se a pessoa engole uma massa volumosa de alimentos que fica presa no esôfago. Tal ruptura é chamada síndrome de Boerhaave. Algumas dessas rupturas ocorrem espontaneamente, particularmente no caso de pessoas com esofagite eosinofílica não tratada.

Uma ruptura esofágica permite que ar, ácido gástrico e/ou alimentos saiam do esôfago, o que causa inflamação grave no tórax (mediastinite). É possível ocorrer um acúmulo de líquido nos pulmões, um quadro clínico denominado derrame pleural.

Sintomas

Sintomas de ruptura do esôfago incluem dor torácica, dor abdominal, vômitos, vomitar sangue, hipotensão e febre.

Diagnóstico

  • Radiografia do tórax e do abdômen

  • Esofagografia

Para diagnosticar rupturas do esôfago, o médico tira radiografias do tórax e do abdômen.

O médico confirma o diagnóstico por meio de uma esofagografia. Nesse exame, o médico realiza uma radiografia ou vídeo do esôfago depois que a pessoa ingere um líquido (um meio de contraste) que torna o revestimento do esôfago visível na radiografia. Ele deve utilizar um tipo especial de agente de contraste que não cause irritação à cavidade torácica.

Tratamento

  • Reparo cirúrgico

A reparação cirúrgica do esôfago e a drenagem das áreas adjacentes são realizadas imediatamente. Antes do reparo cirúrgico, o médico administra antibióticos de amplo espectro para prevenir infecções e administra líquidos pela veia (via intravenosa) para tratar a hipotensão.

Mesmo com o tratamento, o risco de morte é alto.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Teste os seus conhecimentos

Colite induzida por Clostridium difficile
A colite induzida por Clostridium difficile é uma inflamação do intestino grosso que resulta em diarreia. A inflamação é causada pela infecção por certas bactérias. Qual das seguintes é a causa usual do crescimento dessas bactérias no intestino?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS