honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Transtornos psicóticos induzidos por substância/medicação

Por

Carol Tamminga

, MD, UT Southwestern Medical Dallas

Última revisão/alteração completa mai 2020| Última modificação do conteúdo mai 2020
Clique aqui para a versão para profissionais

O transtorno psicótico induzido por substância/medicação é caracterizado por alucinações e/ou delírios que ocorrem devido aos efeitos diretos de uma substância ou pela abstinência de uma substância na ausência de delirium.

Episódios de psicose induzida por substâncias são vistos com frequência nos setores de emergência e de pronto atendimento. Vários tipos de substâncias podem desencadear esses episódios, incluindo álcool, anfetaminas, canabis, cocaína, alucinógenos, opioides, fenciclidina (PCP) e sedativos. Para ser considerada uma psicose induzida por substância, as alucinações e os delírios devem ser mais intensos que aqueles que normalmente acompanham uma simples intoxicação ou abstinência da substância, embora seja possível que a pessoa esteja intoxicada ou sofrendo sintomas de abstinência. 

Os sintomas são, muitas vezes, breves e desaparecem assim que o medicamento que está causando os sintomas é eliminado do organismo, porém a psicose desencadeada por anfetaminas, cocaína ou PCP pode durar várias semanas.

Tratamento

  • Um ambiente tranquilo

  • Muitas vezes, um medicamento benzodiazepínico ou antipsicótico

Na maioria das psicoses induzidas por substância, interromper o uso da substância e tomar um medicamento ansiolítico ou antipsicótico é eficaz.

No caso de psicose devido a entorpecentes, como, por exemplo, o LSD (uma sigla que significa dietilamida do ácido lisérgico), manter a pessoa sob observação em um ambiente tranquilo pode ser suficiente.

É importante que a pessoa que recebe tratamento para transtorno psicótico induzido por substância ou medicação realize uma consulta de acompanhamento com o médico para receber tratamento para um eventual transtorno por uso de substâncias e para determinar se os sintomas representam um estágio inicial de esquizofrenia ou de um transtorno relacionado.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS