Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Classificação e diagnóstico das doenças mentais

Por

Michael B. First

, MD, Columbia University

Última revisão/alteração completa nov 2017| Última modificação do conteúdo nov 2017
Clique aqui para a versão para profissionais

Em 1980, a Associação Americana de Psiquiatria (American Psychiatric Association) publicou a terceira edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, DSM-III), representando a primeira tentativa de abordar o diagnóstico de doenças mentais por meio de definições e critérios padronizados. A mais recente edição, o DSM-5, publicado em 2013, fornece um sistema de classificação que faz uma tentativa de separar as doenças mentais em categorias diagnósticas com base na descrição dos sintomas (isto é, o que dizem e fazem as pessoas como reflexo do que pensam e sentem) e no curso da doença.

A Décima Revisão da Classificação Internacional de Doenças (International Classification of Disease, 10th Revision) (CID-10), um livro publicado pela primeira vez em 1992 pela Organização Mundial de Saúde, utiliza categorias diagnósticas semelhantes às do DSM-5. Essa semelhança indica que o diagnóstico das doenças mentais específicas está sendo feito de forma mais consistente e padronizada em todo o mundo.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS