Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Hera venenosa

Por

Thomas M. Ruenger

, MD, PhD, Georg-August University of Göttingen, Germany

Avaliado clinicamente abr 2021
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
Recursos do assunto
  • Desenvolve-se uma erupção cutânea avermelhada e pruriginosa e várias bolhas na área onde a planta entrou em contato com a pele.

  • Os médicos chegam ao diagnóstico com base na aparência da erupção cutânea e no histórico de contato com a planta.

  • As pessoas devem aprender a reconhecer as plantas e evitá-las.

  • O tratamento inclui aplicar corticosteroides e usar outras medidas para aliviar os sintomas.

Cerca de 50% a 70% das pessoas são sensíveis ao óleo vegetal urushiol contido na hera, no carvalho e no sumagre venenosos. Também se encontram óleos semelhantes dentro das cascas do caju, das folhas, seiva e pele da fruta da manga. Uma vez que uma pessoa seja sensível ao contato com esses óleos, a exposição subsequente causa uma erupção cutânea (dermatite alérgica de contato Dermatite de contato alérgica A dermatite de contato é uma inflamação da pele causada por contato direto com uma substância em particular. A erupção cutânea pode coçar muito, mantendo-se limitada a uma área específica, e... leia mais Dermatite de contato alérgica ).

Os óleos são rapidamente absorvidos pela pele e aderem à pele firmemente, à roupa, a itens como ferramentas ou equipamento ao ar livre e nos pelos de animais domésticos, durante longos períodos e ainda podem causar a erupção cutânea. O fumo das plantas queimadas também contém óleo e pode causar uma reação em algumas pessoas.

Sintomas

Os sintomas de dermatite por hera venenosa começam entre 8 e 48 horas depois do contato e consistem no aparecimento de uma coceira intensa, uma erupção cutânea avermelhada e, às vezes, com inchaço, além de várias bolhas, que podem ser diminutas ou muito grandes. Geralmente, as bolhas estão localizadas em linha reta na região em que a planta tocou a pele. A erupção cutânea costuma ocorrer em diferentes momentos, em várias localizações, por contato repetido com a roupa contaminada e outros objetos ou porque algumas partes da pele são mais sensíveis do que outras. O líquido da bolha, em si, não é contagioso. A coceira e a erupção cutânea podem levar várias semanas para desaparecer após a última exposição.

Diagnóstico

  • Avaliação médica

Os médicos baseiam o diagnóstico de dermatite por hera venenosa na erupção cutânea característica e no histórico de exposição da pessoa ao urushiol.

Prevenção

Reconhecer a planta e evitá-la é a melhor prevenção. A planta hera venenosa (Toxicodendron radicans) cresce nos Estados Unidos, exceto no Alaska, Havaí e partes da costa oeste. As folhas da planta são dispostas em grupos de três e são de um verde brilhante (ou vermelhas no outono). A folha central tem um caule mais longo do que as outras duas. A hera venenosa pode crescer como um arbusto isolado, piloso, ou como uma trepadeira. A planta pode ter flores verdes ou amarelas e bagas brancas a amarelas.

Antes de uma exposição, se as pessoas forem a áreas onde a planta cresce, elas devem usar mangas longas, calças compridas, botas e luvas de tamanho adequado e evitar a planta, se possível. Podem ser aplicados alguns cremes obstrutivos comerciais e loções antes de uma exposição, para minimizar, mas não prevenir completamente, a absorção do óleo pela pele. O óleo pode penetrar pelas luvas de látex. As pessoas não devem tentar dessensibilizar a si próprias, tomando várias injeções ou comprimidos ou ingerindo folhas de hera venenosa, porque essas medidas não funcionam.

Após a exposição, as pessoas devem lavar a pele imediatamente com água e sabão para evitar a absorção do óleo. Os solventes mais fortes, como acetona, álcool e vários produtos comerciais, provavelmente não são mais eficazes do que água e sabão. As roupas expostas devem ser lavadas separadamente em água quente com detergente.

Tratamento

  • Corticosteroides aplicados na pele ou tomados por via oral

  • Medidas para aliviar os sintomas

O tratamento mais eficaz é à base de corticosteroides. Pequenas áreas de erupção cutânea são tratadas com corticosteroides fortes aplicados à pele, como triancinolona, clobetasol ou diflorasona. No entanto, se a face e os genitais foram afetados, corticosteroides fortes não devem ser usados ou devem ser usados somente por curtos períodos, pois eles podem danificar essa pele delicada. São administradas doses de corticosteroides por via oral às pessoas com grandes extensões eruptivas ou inchaço facial significativo.

As compressas com água ou acetato de alumínio podem ser utilizadas nas zonas com bolhas de grande extensão. Os anti-histamínicos Anti-histamínicos As reações alérgicas (reações de hipersensibilidade) são respostas inadequadas do sistema imunológico a uma substância que normalmente é inofensiva. Geralmente, as alergias causam espirros,... leia mais Anti-histamínicos administrados por via oral podem aliviar a coceira. Loção de calamina ou loções com agentes de resfriamento, como mentol e cânfora, podem ajudar a controlar a coceira.

Mais informações

O seguinte é um recurso em inglês que pode ser útil. Vale ressaltar que O MANUAL não é responsável pelo conteúdo deste recurso.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
VISUALIZAR A VERSÃO PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE
quiz link

Test your knowledge

Take a Quiz! 
ANDROID iOS
ANDROID iOS
ANDROID iOS
PRINCIPAIS