Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

honeypot link

Artrite por pirofosfato de cálcio

(Pseudogout; Calcium Pyrophosphate Crystal Deposition Disease; Calcium Pyrophosphate Dihydrate Crystal Deposition Disease)

Clique aqui para a versão para profissionais

A artrite por pirofosfato de cálcio (previamente chamada pseudogota) é um distúrbio causado pelo depósito de cristais di-hidratados de pirofosfato de cálcio na cartilagem articular, levando a crises intermitentes de inflamação articular dolorosa ou artrite crônica semelhante à artrite reumatoide.

  • Os cristais se acumulam no líquido e na cartilagem das articulações e causam diversos graus de inflamação e lesão nos tecidos.

  • O diagnóstico é confirmado se forem identificados cristais de pirofosfato de cálcio no líquido articular.

  • O tratamento é feito com medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), colchicina e, às vezes, injeção de corticosteroides nas articulações.

A artrite por pirofosfato de cálcio geralmente ocorre em pessoas idosas e afeta tanto homens quanto mulheres igualmente.

Causas

O motivo pelo qual os cristais di-hidratados de pirofosfato de cálcio se formam em algumas pessoas é desconhecido. Os cristais geralmente ocorrem em pessoas que apresentam as seguintes características:

  • Uma lesão articular (incluindo cirurgia)

  • Acúmulo de uma proteína anormal em diversos órgãos e tecidos (amiloidose)

  • Um nível anormalmente alto de cálcio no sangue causado por um nível alto de hormônio da paratireoide (hiperparatireoidismo)

  • Um nível anormalmente alto de ferro nos tecidos (hemocromatose)

  • Um nível anormalmente baixo de magnésio no sangue (hipomagnesemia)

  • Um distúrbio raro que causa um nível anormalmente baixo de fosfatase alcalina no sangue (hipofosfatasia)

  • Envelhecimento

Contudo, a maioria das pessoas com artrite por pirofosfato de cálcio não apresenta nenhuma destes quadros clínicos. Em casos raros, a doença pode ser hereditária.

Os cristais de cálcio ocorrem frequentemente nas articulações afetadas por osteoartrite por motivos incertos.

Sintomas

Os sintomas da artrite por pirofosfato de cálcio variam amplamente. Algumas pessoas têm crises de inflamação articular dolorosa (artrite) semelhante a crises de gota, geralmente nos joelhos, pulsos ou outras articulações relativamente grandes. Outras pessoas têm dor crônica e prolongada e rigidez nas articulações dos braços e pernas, que podem ser semelhantes às observadas na atrite reumatoide ou osteoartrite.

Crises dolorosas repentinas (agudas) geralmente são menos graves do que as de gota; porém, como as crises de gota, as crises da artrite por pirofosfato de cálcio podem causar febre. Algumas pessoas não sentem dor entre as crises e algumas não sentem dor nunca, apesar dos grandes depósitos de cristais.

Diferente da gota, onde o acúmulo de cristais frequentemente ocorre em tecidos próximos às articulações, pessoas com artrite por pirofosfato de cálcio raramente desenvolvem nódulos duros de cristais (tofos).

Diagnóstico

  • Análise do líquido articular ao microscópio

  • Algumas vezes, radiografias e ultrassonografia

Os médicos suspeitam do diagnóstico de artrite por pirofosfato de cálcio em pessoas idosas com artrite, particularmente quando as articulações estão inchadas, quentes e doloridas. Os médicos confirmam o diagnóstico coletando uma amostra do líquido de uma articulação inflamada por meio de uma agulha (aspiração articular). Cristais di-hidratados de pirofosfato de cálcio são encontrados no líquido articular. Eles podem ser distinguidos dos cristais de ácido úrico (que causam gota) utilizando-se um microscópio especial com luz polarizada.

Radiografias são feitas quando os médicos não podem obter o líquido da articulação. A visualização de massas de cristais na cartilagem de uma articulação sugere o diagnóstico. Uma ultrassonografia da articulação pode mostrar cristais na cartilagem da articulação e fortemente sugere o diagnóstico de artrite por pirofosfato de cálcio.

Prognóstico

Frequentemente, as articulações inflamadas se curam sem problemas remanescentes. Porém, em algumas pessoas, pode ocorrer artrite crônica e lesão permanente na articulação e algumas articulações são destruídas tão gravemente que podem ser confundidas com artropatia neurogênica (articulações de Charcot).

Tratamento

  • Drenagem do líquido articular e injeção de um corticosteroide

  • Medicamentos anti-inflamatórios não esteroides

  • Colchicina para ajudar a prevenir crises

  • Fisioterapia

Geralmente, o tratamento pode parar as crises agudas e prevenir novas crises, mas não pode reverter alterações em articulações já lesionadas. O excesso de líquido articular é drenado e uma suspensão de corticosteroides pode ser injetada na articulação para diminuir rapidamente a inflamação e a dor.

Medicamentos tomados por via oral ajudam a tratar a artrite por pirofosfato de cálcio. Frequentemente, medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) são utilizados para interromper rapidamente a dor e a inflamação de crises agudas.

Pode ser administrada colchicina ( Medicamentos utilizados para tratar gota) por via oral diariamente em doses baixas (geralmente 1 ou 2 comprimidos) para limitar o número de crises.

Diferente da gota, não existe nenhum tratamento específico e eficaz de longo prazo disponível para a artrite por pirofosfato de cálcio. Porém, fisioterapia (como exercícios de fortalecimento muscular e de amplitude de movimento) pode ser útil para manter a função da articulação.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
PRINCIPAIS