Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Hérnia de disco

(disco intervertebral herniado, rompido ou prolapsado; Núcleo pulposo herniado)

Por

Peter J. Moley

, MD, Hospital for Special Surgery

Última revisão/alteração completa dez 2019| Última modificação do conteúdo dez 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Uma hérnia de disco ocorre quando o revestimento resistente de um disco na coluna sofre laceração ou se rompe. O interior macio e gelatinoso pode, então, criar uma protuberância para fora (hérnia) através do revestimento.

  • O envelhecimento, lesões e ter sobrepeso podem causar uma hérnia de disco.

  • Quando hérnias de disco causam dor, isso pode ser um pouco incapacitante.

  • São realizados exames de imagem para estabelecer o diagnóstico.

  • As pessoas podem reduzir seu risco de hérnia de disco pela prática de exercícios, fortalecimento dos músculos e mantendo um peso saudável.

  • O tratamento inclui medidas para aliviar a dor e, às vezes, cirurgia.

A coluna vertebral consiste de ossos da coluna (vértebras). Existem discos amortecedores entre cada uma das vértebras. Os discos têm uma camada externa resistente de fibrocartilagem e um interior mole e gelatinoso chamado núcleo.

Se o disco for comprimido repentinamente pelas vértebras acima e abaixo dele (como ao levantar um objeto pesado), a camada externa pode se dilacerar (romper), provocando a dor. O interior do disco pode ser comprimido durante o rompimento do revestimento, assim parte do interior ficará protuberante (hérnia). Essa protuberância pode comprimir, irritar e, até mesmo, lesionar a raiz nervosa espinhal ou, às vezes, a medula espinhal (consulte também Compressão da medula espinhal). Um disco rompido ou herniado na coluna lombar comumente causa dor lombar e ciática. Ele pode causar dor no pescoço se a ruptura ou herniação afetar um disco localizado no pescoço (chamado hérnia de disco cervical).

Mais de 80% das hérnias de discos ocorrem na região lombar. São mais comuns entre pessoas de 30 a 50 anos. O revestimento enfraquece durante estes anos. O interior gelatinoso, que está sob forte pressão, pode ser espremido para fora durante a ruptura ou ponto enfraquecido no revestimento, e ficar protuberante. Depois dos 50 anos, o interior do disco começa a enrijecer, tornando a hérnia de disco menos propensa a ocorrer.

Pode ocorrer a hérnia de disco devido a uma lesão repentina e traumática ou lesões menores repetitivas. Ter sobrepeso ou levantar objetos pesados, em especial incorretamente, aumenta o risco.

Um disco herniado

O revestimento resistente de um disco na coluna vertebral pode se dilacerar (romper) causando dor. O interior macio e gelatinoso pode, então, se protuberar (hérnia), ao sair do revestimento, causando ainda mais dor. A dor ocorre porque a protuberância pressiona a raiz nervosa espinhal próximo a ela. Em alguns casos, a raiz nervosa fica inflamada ou lesionada.

Um disco herniado

Sintomas

Geralmente, hérnias de disco não causam sintomas, até mesmo as que evidenciam protuberâncias ou herniação em exames de imagem, como a ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC). Hérnias de disco que não causam sintomas são mais comuns conforme as pessoas envelhecem. Porém, hérnias de disco podem causar dor leve a dor debilitante. O movimento costuma aumentar a dor. A dor piora com tosse, espirros, esforço ou inclinar-se para a frente.

A localização da dor depende de qual disco está com hérnia e qual raiz nervosa espinhal está afetada. A dor pode ser sentida ao longo do caminho do nervo comprimido pela hérnia de disco. Por exemplo, uma hérnia de disco na lombar costuma causar ciática – dor ao longo do nervo ciático, descendo por trás da perna. Uma hérnia de disco no pescoço causa dor no pescoço que frequentemente se estende até o braço e, às vezes, para a mão. Dor que começa em um local, mas se desloca para outro, geralmente ao longo do trajeto do nervo, é chamada de dor irradiada.

Uma hérnia de disco também pode causar dormência e fraqueza muscular. Se a pressão na raiz nervosa for grande, a perna pode ficar paralisada. Raramente, o disco pode pressionar a medula espinhal, causando possível fraqueza ou paralisia de ambas as pernas. Se a cauda equina (o feixe de nervos que se estende a partir da região lombar) for afetada, o controle da bexiga e do intestino pode ser perdido. Caso esses sintomas sérios se desenvolvam, será necessário assistência médica imediata.

Diagnóstico

  • Exames de diagnóstico por imagem

  • Às vezes, exames eletrodiagnósticos

Ressonância magnética (RM) ou tomografia computadorizada (TC) são exames de imagem realizados para identificar a causa e determinar a localização de uma hérnia de disco. Raramente, outro exame de imagem chamado de mielografia por TC é feito quando os médicos precisam de mais detalhes da medula espinhal e do osso circundante do que a RM ou a TC individualmente podem fornecer.

Exames dos nervos e músculos (exames eletrodiagnósticos), como estudos de condução nervosa e eletromiografia, podem ajudar a identificar a raiz nervosa espinhal afetada.

Prevenção

Nem sempre é possível evitar uma hérnia de disco, mas existem maneiras de reduzir o risco de que uma se desenvolva:

  • Exercitando-se

  • Fortalecendo e alongando os músculos

  • Mantendo um peso saudável

  • Mantendo uma boa postura

  • Usando técnicas adequadas de levantamento de peso

O exercício regular é uma maneira eficaz de reduzir o risco de desenvolver uma hérnia de disco. Exercícios aeróbicos e exercícios específicos para fortalecimento e alongamento muscular podem ajudar.

Exercícios aeróbicos, como nadar ou andar, melhoram a forma física como um todo e fortalecem os músculos em geral.

Exercícios específicos para fortalecer e alongar os músculos do abdômen, nádegas e costas (músculos do tronco) podem ajudar a estabilizar a coluna vertebral e diminuir a tensão sobre os discos que amortecem a coluna vertebral e os ligamentos que a mantêm no lugar.

Exercícios de fortalecimento muscular incluem inclinações pélvicas e exercícios abdominais. Exercícios de alongamento incluem o alongamento joelho-tórax. Os exercícios de alongamento podem aumentar a dor nas costas em algumas pessoas e, portanto, devem ser feitos com cautela. Como uma regra geral, qualquer exercício que cause ou aumente a dor nas costas deve ser interrompido. Os exercícios devem ser repetidos até que se sinta os músculos levemente, mas não completamente, fatigados. A respiração durante cada exercício é importante. As pessoas que sentem dores nas costas devem consultar um médico antes de começarem a se exercitar.

Exercícios para prevenir a dor na região lombar

Inclinações pélvicas

Deite-se de costas com os joelhos dobrados, os calcanhares no chão e o peso nos calcanhares. Pressione a região lombar contra o chão, contraia as nádegas (levantando um centímetro e meio do chão) e contraia os músculos abdominais. Mantenha a posição e conte até 10. Repita 20 vezes.

Exercícios para prevenir a dor na região lombar

Exercícios abdominais

Deite-se de costas com o joelho dobrado e os pés no chão. Coloque as mãos cruzando o tórax. Contraia os músculos abdominais, levantando os ombros levemente cerca de 25 centímetros do chão, enquanto mantém a cabeça para trás (o queixo não pode tocar o tórax). Depois, solte os músculos abdominais lentamente, baixando os ombros. Fazer 3 séries de 10 repetições.

Exercícios para prevenir a dor na região lombar

Alongamento joelho-tórax

Deite-se de costas. Coloque ambas as mãos atrás de um joelho e traga-o para o tórax. Conte até 10. Abaixe lentamente a perna e repita com a outra. Faça este exercício 10 vezes.

Exercícios para prevenir a dor na região lombar

Exercícios também podem ajudar as pessoas a manter um peso desejável, pois ter sobrepeso aumenta a tensão sobre o disco.

Manter uma boa postura em pé, sentado e dormindo reduz a tensão nas costas. Deve-se evitar andar desengonçado. Os assentos de cadeira podem ser ajustados para ficar em uma altura que permita que os pés fiquem retos no chão, com os joelhos dobrados levemente e a região lombar ereta no encosto da cadeira. Se a cadeira não oferece suporte para a região lombar, pode ser utilizado um travesseiro. É aconselhado sentar com os pés no chão ao invés de cruzar as pernas. As pessoas devem evitar ficar em pé ou sentadas por longos períodos. Se ficar em pé ou sentado por longos períodos for inevitável, mudar de posição frequentemente pode reduzir o estresse das costas.

Aprender a levantar peso corretamente ajuda a prevenir lesões nas costas. Os quadris devem ficar alinhados com os ombros (não devem ficar rotacionados para nenhum dos lados). As pessoas não devem se curvar com as pernas quase completamente retas e esticar os braços para pegar um objeto. Ao invés disso, devem se curvar com os quadris e joelhos. Curvar-se assim mantém as costas eretas e ao esticar os braços em direção ao objeto, os cotovelos ficam na lateral do corpo. Por fim, mantendo o objeto próximo ao corpo, devem levantar o objeto esticando as pernas. Desta forma, as pernas, e não as costas, levantam o objeto. Elevar um objeto acima da cabeça ou se virar enquanto levanta este objeto aumenta o risco de lesões nas costas.

Tratamento

  • Medidas para aliviar a dor

  • Às vezes, cirurgia

Como o disco herniado encolhe com o tempo, os sintomas tendem a diminuir independentemente do tratamento. A maioria das pessoas se recupera sem qualquer tratamento, geralmente dentro de três meses, mas muitas vezes mais rápido do que isso.

Medidas para aliviar a dor

A aplicação de frio (como bolsas de gelo) ou calor (como uma bolsa térmica) ou a administração de analgésicos vendidos sem prescrição médica (como paracetamol e anti-inflamatórios não esteroides [AINEs]) podem ajudar a aliviar a dor. Se os sintomas não melhorarem com analgésicos, os médicos podem administrar corticosteroides orais ou injetados no espaço epidural (entre a coluna e a camada externa do tecido que recobre a medula espinhal).

É recomendado dormir em uma posição confortável, em um colchão mediano. Pessoas que dormem de costas podem colocar um travesseiro embaixo dos joelhos. Pessoas que dormem de lado devem utilizar um travesseiro para apoiar a cabeça em uma posição neutra (sem inclinar para baixo em direção à cama ou para cima em direção ao teto). Devem colocar outro travesseiro entre os joelhos com os quadris e joelhos levemente dobrados se isso aliviar a dor nas costas.

Conforme a dor diminui, fisioterapia e exercícios em casa podem melhorar a postura e fortalecer os músculos das costas reduzindo, assim, movimentos medulares que irritam ou comprimem ainda mais a raiz nervosa. (Consulte também Prevenção.)

Cirurgia

Se uma hérnia de disco estiver causando a ciática implacável ou crônica, fraqueza, perda de sensação ou perda do controle da bexiga e intestino (síndrome da cauda equina), pode ser necessária a remoção cirúrgica da parte protuberante do disco (discectomia) e, às vezes, de parte da vértebra (laminectomia lombar). Normalmente é necessária uma anestesia geral. A internação geralmente dura 1 ou 2 dias. Com frequência, técnicas microcirúrgicas, com uma pequena incisão e uma anestesia local na coluna vertebral (que adormece apenas uma parte específica do corpo), podem ser utilizadas para remover a parte com hérnia do disco. Em geral, não é necessário hospitalizar o paciente para este procedimento. Após o procedimento, a maioria das pessoas pode retomar suas atividades dentro de seis semanas a três meses. A cirurgia tende a resultar em uma recuperação mais rápida em comparação ao tratamento sem cirurgia. No entanto, após cerca de um ano ou dois, pessoas tratadas com ou sem cirurgia têm aproximadamente o mesmo grau de recuperação.

Em 10% a 20% das pessoas que fazem cirurgia da ciática, por causa de uma hérnia de disco, outro disco se rompe.

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Articulação do ombro
Vídeo
Articulação do ombro
O ombro é formado por ossos, ligamentos, tendões e músculos que fixam o braço ao dorso. Os...
Modelos 3D
Visualizar tudo
Disco com hérnia
Modelo 3D
Disco com hérnia

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS