Manual MSD

Please confirm that you are not located inside the Russian Federation

Carregando

Tomografia computadorizada (TC)

Por

Mehmet Kocak

, MD, Rush University Medical Center

Última revisão/alteração completa jun 2019| Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para a versão para profissionais
Fatos rápidos
OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Recursos do assunto

Na tomografia computadorizada (TC), que antigamente era chamada de tomografia axial computadorizada (TAC), uma fonte de raios X e um detector de raios X giram em torno da pessoa. Nos aparelhos modernos, o detector de raios X geralmente tem quatro a 64 ou mais linhas de sensores que registram os raios X que passam pelo corpo. Os dados dos sensores representam uma série de medidas radiográficas tiradas de vários ângulos ao redor de todo o corpo da pessoa. No entanto, as medidas não são visualizadas diretamente, sendo, ao contrário, enviadas para um computador. O computador as converte em imagens que se assemelham a fatias bidimensionais (cortes transversais) do corpo (Tomo significa fatia em grego.) O computador também pode construir imagens tridimensionais com as imagens registradas.

Procedimento da TC

Na TC, a pessoa fica deitada em uma mesa motorizada, que se move pela abertura de um aparelho com forma de rosca. A pessoa passa pelo aparelho conforme esses dispositivos giram em torno dela. Em algumas varreduras de TC, a mesa se move de maneira incremental e para quando cada varredura (fatia) é realizada. Em outras varreduras de TC, a mesa se move continuamente durante a varredura. Uma vez que a pessoa está se movendo em uma linha reta e os detectores estão se movendo em círculo, a série de medidas aparece como se tivesse sido tirada em espiral em torno da pessoa vindo daí, portanto, o termo TC espiral (helicoidal).

A pessoa deve usar roupas sem botões de metal, botões de pressão, zíperes ou outros tipos de metais na área que será submetida à varredura e deve remover todas as joias. Esses itens não são perigosos, mas podem bloquear os raios X e distorcer a imagem. Durante o exame, a pessoa precisa permanecer imóvel e prender a respiração periodicamente, quando as radiografias forem tiradas, para que as imagens não fiquem borradas. É possível que a pessoa ouça zumbidos durante o procedimento.

O procedimento, dependendo da área examinada e de quão moderno é o aparelho, geralmente leva de alguns segundos a alguns minutos. A TC do tórax dura menos de um minuto e a pessoa precisa prender a respiração apenas uma vez e apenas por alguns segundos.

Na TC, é possível que um meio de contraste radiopaco seja administrado à pessoa. Os meios de contraste são substâncias que podem ser vistas nas radiografias e que ajudam a distinguir um tecido do outro. O meio de contraste pode ser injetado na veia, ingerido pela boca ou inserido pelo ânus. Os meios de contraste usados dependem do tipo de exame sendo feito e de que parte do corpo está sendo avaliada.

A TC normalmente é um procedimento ambulatorial. A pessoa pode retomar suas atividades normais imediatamente depois do exame.

Exame de imagem do interior: Tomografia computadorizada

Na tomografia computadorizada, um aparelho produz e registra os raios X conforme gira em torno da pessoa, que é movida através do aparelho em uma mesa motorizada. Em um lado do aparelho está um tubo de raios X, que produz raios X e, do outro lado, está um detector de raios X.

Exame de imagem do interior: Tomografia computadorizada

Usos de TC

As imagens altamente detalhadas fornecem mais detalhes sobre a densidade e o local das anomalias que as radiografias simples, de modo que o médico consegue localizar estruturas e anomalias com exatidão. A TC permite ao examinador distinguir entre diferentes tipos de tecidos, como músculo, gordura e tecidos conjuntivos. Assim, a TC pode fornecer imagens detalhadas de órgãos específicos não visíveis em radiografias simples e é mais útil para o exame de imagem da maioria das estruturas do cérebro, da cabeça, do pescoço, do tórax e do abdômen.

A TC pode detectar e fornecer informações sobre distúrbios em quase qualquer parte do corpo. Por exemplo, o médico pode usar a TC para detectar um tumor, medir seu tamanho, localizá-lo de maneira exata e determinar até onde ele se espalhou nos tecidos próximos. A TC também pode ajudar o médico a monitorar a eficácia do tratamento (por exemplo, antibióticos para um abscesso cerebral ou terapia de radiação para um tumor).

Tabela
icon

Alguns distúrbios detectados pela tomografia computadorizada

Sistema corporal

Doenças

Cérebro e medula espinhal

Hemorragia no cérebro (hemorragia intracerebral)

Trato digestivo

dos olhos

Infecções no globo ocular e infecções em volta da cavidade ocular (órbita)

Tumores da cavidade ocular (órbita) ou do nervo óptico

Coração e vasos sanguíneos

Rins e trato urinário

Hemorragia nos rins ou em volta dos rins

Pedras nos rins ou no trato urinário

Tumores nos rins ou ao redor dos rins

Fígado

Esteatose hepática (excesso de gordura no fígado)

Pulmões

Bronquiectasia (dilatação das vias aéreas)

Músculos e ossos

Fraturas e outros problemas nos ossos e tecidos moles

Variações da TC

Angio-TC

A angio-TC utiliza um meio de contraste radiopaco para produzir imagens bidimensionais e tridimensionais dos vasos sanguíneos, incluindo das artérias que fornecem sangue ao coração (artérias coronárias). O meio de contraste é injetado em uma veia (não em uma artéria, como na angiografia convencional), normalmente no braço. As imagens são feitas rapidamente e são cronometradas, para que mostrem o meio de contraste fluindo pelos vasos sanguíneos sendo avaliados. O computador remove, digitalmente, todos os tecidos, exceto os vasos sanguíneos, das imagens. (Consulte também Angiografia coronária.)

A angio-TC é usada para detectar o seguinte:

  • Estreitamento ou bloqueios (como coágulos) nas artérias

  • Dilatações (aneurismas) e rupturas (dissecções) em artérias grandes

  • Vasos sanguíneos anormais que transportam sangue para tumores

A angio-TC costuma ser usada, em vez da angiografia convencional, pois é segura e menos invasiva (ela não requer a inserção de um cateter em uma artéria, o que tem um risco ligeiramente maior do que a inserção de um cateter em uma veia). A angio-TC mostra anomalias nos vasos sanguíneos quase tão precisamente quanto a angiografia por ressonância magnética, mas de maneira levemente menos precisa que a angiografia convencional.

A angio-TC normalmente demora entre um a dois minutos.

Outras variações

A TC pode ser utilizada para fornecer imagens do

  • Estômago ou intestino delgado (chamada enterografia por TC)

  • Cólon (chamada colonoscopia virtual ou colonografia por TC)

  • Rins, ureteres e bexiga (chamada urografia intravenosa por TC ou pielografia)

  • Artérias dos pulmões (chamada angiografia pulmonar por TC)

Desvantagens da TC

Normalmente, uma TC do abdômen usa aproximadamente 300 a 400 vezes a quantidade de radiação usada em uma radiografia torácica simples com uma única incidência. Embora as técnicas de TC mais recentes utilizem doses de radiação muito menores que as usadas antigamente, a TC é responsável pela maior parte da exposição à radiação causada pelo homem na população geral e por aproximadamente 70% da exposição à radiação na prática da medicina. Portanto, o médico e a pessoa devem ponderar cuidadosamente os benefícios de cada procedimento de TC em comparação aos riscos (consulte Riscos da radiação). Geralmente, a TC é evitada quando possível em gestantes, a menos que não haja uma alternativa boa. O uso da TC em crianças deverá ser limitado ao mínimo necessário.

Os meios de contraste radiopacos utilizados na angio-TC contêm iodo – denominados meios de contraste iodados. Algumas pessoas têm uma reação alérgica leve a grave, ou lesão renal, depois que esses contrastes são injetados. A pessoa que já tiver apresentado uma reação a esses meios de contraste deve avisar o médico antes de a angio-TC ser realizada.

Em alguns países e em algumas áreas dos Estados Unidos, a TC não está prontamente disponível.

Você sabia que

  • A maior parte da exposição à radiação na medicina vem da tomografia computadorizada (TC).

  • Antes da TC, a pessoa deve informar o médico caso tenha apresentado uma reação a um meio de contraste utilizado na TC.

Mais informações

OBS.: Esta é a versão para o consumidor. MÉDICOS: Clique aqui para a versão para profissionais
Clique aqui para a versão para profissionais
Obtenha o

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como proteger sua saúde enquanto viaja para o exterior
Vídeo
Como proteger sua saúde enquanto viaja para o exterior
Ecocardiograma transtorácico
Vídeo
Ecocardiograma transtorácico
O ecocardiograma Doppler colorido fornece uma imagem bidimensional do coração em movimento...

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS