Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança saudável

Por

Deborah M. Consolini

, MD, Thomas Jefferson University Hospital

Última modificação do conteúdo jun 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

As consultas de puericultura têm por objetivo:

  • Promover a saúde

  • Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação

  • Detectar e tratar doenças precocemente

  • Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento intelectual e emocional da criança

A American Academy of Pediatric (AAP) recomenda esquemas de cuidados de saúde preventivos ( Recomendações para cuidados preventivos durante a adolescência[a] Recomendações para cuidados preventivos durante a adolescência[a] As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais , Recomendações para cuidados preventivos durante o início e meio da infância[a] Recomendações para cuidados preventivos durante o início e meio da infância[a] As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais e Recomendações para cuidados preventivos durante a adolescência[a] Recomendações para cuidados preventivos durante a adolescência[a] As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais ) para crianças sem problemas de saúde significativos e que estão crescendo e se desenvolvendo de maneira satisfatória. As crianças que não atendem a esses critérios devem ser submetidas a consultas mais frequentes e intensivas. Se uma criança chega tardiamente aos cuidados planejados, pela primeira vez, ou se qualquer item não foi realizado na idade sugerida, ela deve ser levada à consulta tão cedo quanto possível.

Crianças portadoras de desenvolvimento tardio, problemas psicossociais ou doenças crônicas necessitam de aconselhamento, consultas e tratamento frequentes, separados das consultas dos cuidados preventivos.

Além do exame físico, deve-se avaliar o desenvolvimento motor, cognitivo e social da criança e a interação entre os pais e a criança. Pode-se fazer essas avaliações

  • Obtendo dos pais e da criança anamnese completa

  • Fazendo observações diretas

  • Às vezes, buscando informações de fontes externas como professores e outros cuidadores da criança.

O exame físico e os procedimentos de triagem são partes importantes dos cuidados de saúde preventiva para os lactentes e as crianças. A maioria dos parâmetros, como o peso, é incluída para todas as crianças; outros são aplicáveis para pacientes selecionados, como triagens conduzidas nas idades de 1 e 2 anos.

Orientação prévia também é importante para cuidados preventivos da saúde. Inclui

  • Obter informações sobre a criança e os pais (por intermédio de questionário, entrevista ou avaliação)

  • Trabalhar com os pais na promoção da saúde (formando uma aliança terapêutica)

  • Orientar os pais sobre o que esperar do desenvolvimento da criança, como eles podem ajudar para estimular o desenvolvimento (p. ex., promoção de um estilo de vida saudável) e quais são os benefícios de uma vida saudável

Tabela
icon
Tabela
icon
Tabela
icon

Referência geral

  • 1. Frankenburg WK, Dodds JB: The Denver Developmental Screening Test. J Pediatr 71(2):181–191, 1967. doi: 10.1016/S0022-3476(67)80070-2.

Exame físico

Crescimento

Pressão arterial

A partir dos 3 anos de idade, a pressão arterial deve ser avaliada rotineiramente utilizando-se manguitos apropriados. O balonete deve abranger, pelo menos, dois terços da parte superior do membro superior, e a braçadeira deve envolver 80 a 100% da circunferência do membro superior. Se o manguito disponível não preencher esses critérios, é preferível utilizar o maior.

Pressão arterial sistólica e diastólica é considerada normal se estiver < percentil 90; os valores reais para cada percentil variam conforme gênero, idade e tamanho (conforme o percentil de estatura), de forma que é essencial a publicação de tabelas para referência (ver tabelas de níveis de pressão arterial para os percentis 50 a 99 para meninos Níveis de pressão arterial para os percentis 50 a 99 de pressão arterial para meninos de 1 a 17 anos por percentis de estatura As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais e meninas Níveis de pressão arterial para os percentis 50 a 99 de pressão arterial para meninas de 1 a 17 anos por percentis de estatura As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais a seguir). Medidas das pressões sistólica e diastólica entre os percentis 90 e 95 devem ficar em observação e avaliação de fatores de risco de hipertensão. Se as medidas forem consistentemente percentil 95, a criança deve ser considerada hipertensa e a causa, determinada.

Tabela
icon
Tabela
icon

Cabeça

Os olhos devem ser avaliados a cada consulta. Os médicos devem observar tudo a seguir:

Ptose e hemangioma da pálpebra obscurecem a visão e requerem atenção. O oftalmologista deve avaliar em neonatos nascidos com < 32 semanas de gestação a presença da retinopatia da prematuridade Retinopatia da prematuridade A retinopatia da prematuridade é uma disfunção bilateral da vascularização anormal da retina dos prematuros, especialmente daqueles com muito baixo peso. As consequências variam desde visão... leia mais e erros de refração Visão geral de erros de refração Em olhos emetrópicos (normais), os raios de luz os atravessam, são focados na retina por córnea e cristalino, formando uma imagem nítida a ser transmitida ao cérebro. O cristalino é levemente... leia mais , que são mais comuns. Por volta dos 3 ou 4 anos, devem ser realizados testes de visão com os gráficos de Snellen ou com os mais recentes aparelhos para testes. Gráficos são melhores do que figuras; acuidade visual < 20/30 deve ser avaliada pelo oftalmologista.

É importante verificar cáries dentárias, e se houver, a criança deve ser encaminhada ao dentista, mesmo que haja apenas dentes decíduos. Se a fonte primária de água é deficiente em flúor, deve-se iniciar a suplementação oral de flúor quando a criança tem 6 meses de idade e deve ser mantida diariamente até a criança completar 16 anos ( Suplementação de flúor com base no teor de flúor na água potável Suplementação de flúor com base no teor de flúor na água potável As consultas de puericultura têm por objetivo: Promover a saúde Prevenir doenças com vacinação de rotina e educação Detectar e tratar doenças precocemente Orientar os pais a aprimorar o desenvolvimento... leia mais ). Recomenda-se escovação com dentifrício fluoretado na dosagem adequada para a idade. Depois do aparecimento dos dentes, pode-se aplicar verniz fluoretado a todas as crianças a cada 3 a 6 meses na instituição de cuidados primários ou até que os cuidados odontológicos em casa sejam estabelecidos. Os odontólogos geralmente começam a examinar as crianças por volta dos 3 anos; após essa idade, os médicos podem simplesmente avaliar se os adolescentes estão recebendo atendimento odontológico adequado, incluindo tratamento com flúor se necessário.

Tabela
icon

Aftas são comuns nos lactentes e não são necessariamente sinal de imunossupressão.

Coração

A ausculta é realizada para identificar novos sopros ou alterações rítmicas; sopros benignos são comuns e devem ser diferenciados dos patológicos. A palpação da parede torácica para o impulso apical pode sugerir cardiomegalia; a palpação de pulsos femorais assimétricos sugere coarctação da aorta.

Abdome

Coluna e extremidades

Deve-se fazer a triagem de escoliose Escoliose idiopática A escoliose idiopática é a curvatura lateral da coluna. A escoliose idiopática é a forma mais comum de escoliose e pode ser vista em 2 a 4% das crianças entre as idades de 10 e 16 anos. Meninas... leia mais Escoliose idiopática nas crianças com idade suficiente para se manterem em pé, observando-se postura, extremidades dos ombros e simetria escapular, inclinação do dorso e, especialmente, assimetria paraespinhal, quando a criança se inclina para a frente.

Em cada consulta antes de a criança começar a andar, deve-se fazer avaliação para displasia desenvolvimental do quadril Sistema musculoesquelético Lavar as mãos é tarefa obrigatória para toda a equipe, a fim de prevenir a transmissão de infecções. Ao nascimento, a participação ativa dos pais facilitará a adaptação a essa nova situação... leia mais Sistema musculoesquelético . As manobras de Barlow e Ortolani são utilizadas até cerca dos 4 meses de idade. Depois dessa idade, a displasia pode ser sugerida pelo comprimento diferente das pernas, rigidez da adução ou assimetria da abdução ou das dobras das pernas.

Pé torto pode resultar da adução dos pés, torsão da tíbia Torção da tíbia A tíbia pode ser torcida ao nascimento. A torção da tíbia pode ser externa (lateral) ou interna (medial). (Ver também Introdução a anomalias craniofaciais e musculoesqueléticas congênitas.)... leia mais ou torsão femoral Torção femoral (rotação) A cabeça do fêmur pode estar torcida ao nascimento. (Ver também Introdução a anomalias craniofaciais e musculoesqueléticas congênitas.) Torção femoral é comum em recém-nascidos e pode ser Medial... leia mais . Somente os casos pronunciados necessitam de cirurgia e encaminhamento ao ortopedista. Desvio assimétrico dos artelhos (desvio dos artelhos para dentro toeing-in] em um dos lados e desvio dos artelhos para fora toeing-out] no outro — postura de windswept) normalmente requer avaliação ortopédica.

Exame da genitália

Prevenção

O aconselhamento preventivo é parte de cada consulta de uma criança saudável e cobre um espectro amplo de tópicos, como recomendações para deitar o lactente de costas para dormir, prevenção de lesões, aconselhamento nutricional e exercícios e discussões sobre violência, armas de fogo e abusos de substâncias.

Segurança

Recomendações para prevenção de lesões variam com a idade. Seguem alguns exemplos.

Para lactentes desde o nascimento até os 6 meses:

  • Uso de cadeira com espaldar

  • Redução da temperatura da água da casa < 49° C (< 120° F)

  • Prevenção de quedas

  • Precauções ao deitar: colocar o lactente para dormir de costas, não partilhar o leito, usar um colchão firme e não permitir animais de pano, travesseiro e cobertores no berço

  • Evitar alimentos e objetos que possam ser aspirados pela criança

Para lactentes entre 6 e 12 meses:

  • Continuar usando cadeira com espaldar

  • Continuar colocando o lactente para dormir de costas

  • Não usar andador

  • Trancar, usar fechos nos armários

  • Prevenir quedas de mesas e escadas

  • Vigilância na banheira e enquanto aprendem a andar

Para crianças entre 1 e 4 anos:

  • Usar cadeirinha de carro apropriada à idade e ao peso (lactentes e em idade pré-escolar devem usar uma cadeirinha de carro virada para trás até que tenham pelo menos dois anos ou até que excedam os limites de segurança de peso ou altura da cadeirinha infantil reversível; a maioria cadeirinhas reversíveis para carro tem limites que permitem que as crianças sejam posicionadas viradas para trás por ≥ 2 anos)

  • Revisão da segurança do automóvel, seja como passageiro, seja como pedestre

  • Usar cinto de segurança

  • Uso de cobertura para a cabeça e fecho de segurança

  • Prevenção de quedas

  • Remoção de revolveres da casa

Para crianças 5 anos:

  • Todas as recomendações para crianças com 1 a 4 anos

  • Uso de capacete de bicicleta e acessórios de proteção esportivos

  • Instruções de como cruzar a rua com segurança

  • Vigilância na natação e uso de jaquetas salva-vidas com atenta supervisão

Nutrição

À medida que as crianças crescem, os pais podem permitir alguma escolha do alimento, deixando a dieta dentro de parâmetros saudáveis. As crianças devem evitar lanches e alimentos, ricos em calorias, sal e açúcar. Refrigerantes e consumo excessivo de sucos de frutas são considerados os principais contribuintes para a obesidade.

Exercício

A inatividade física também estimula a obesidade na criança, e os benefícios do exercício na manutenção da boa saúde física e emocional podem induzir os pais a fazerem seus filhos adquirirem bons hábitos desde cedo. No lactente, na primeira infância, e na criança, a caminhada e a exploração de ambiente seguro devem ser permitidos sob estreita vigilância. As brincadeiras ao ar livre devem ser encorajadas desde o lactente.

À medida que as crianças crescem, as brincadeiras tornam-se mais complexas, envolvendo, frequentemente, atividades escolares de atletismo. Os pais devem dar bons exemplos e encorajar tanto as brincadeiras formais como as informais, sempre tendo em mente a segurança e as atitudes promotoras de saúde com relação à esportividade e à competição. A participação em esportes e atividades como uma família condiciona a criança aos exercícios e tem importantes benefícios psicológicos e no desenvolvimento. Recomenda-se a triagem das crianças antes da participação em esportes Triagem para participação em esportes Antes da participar em esportes, geralmente é feita a triagem dos atletas para a identificação do risco. Nos EUA, os atletas são reavaliados a cada 2 anos (se estiverem no segundo grau) ou a... leia mais .

Limites para assistir à televisão, o que está ligado diretamente à inatividade e à obesidade, devem iniciar desde o nascimento e ser mantidos durante a adolescência. À medida que a criança cresce, limites semelhantes devem ser estipulados para os video games e o tempo, não educativo, diante do computador.

Informações adicionais

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram
Teste os seus conhecimentos
Anormalidades congênitas dos membros
Amputações ou deficiências congênitas de membros são membros ausentes ou incompletos ao nascimento. Há muitas causas possíveis de amputações congênitas de membros e elas frequentemente ocorrem como um componente de várias síndromes congênitas. Qual das seguintes causas dessas amputações é a mais comum?
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS