Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Fratura do rádio distal

(Fraturas do punho; fratura de Colles; fratura de Smith)

Por

Danielle Campagne

, MD, University of San Francisco - Fresno

Última modificação do conteúdo jul 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

As fraturas do rádio distal geralmente resultam de queda sobre a mão estendida.

(Ver também Visão geral das fraturas.)

A maioria das fraturas distais do rádio tem desvio ou angulação dorsal (algumas vezes chamada de fratura de Colles); são comuns, especialmente entre os idosos. Muitas vezes, o processo estiloide ulnar também é fraturado. Menos frequentemente, o desvio volar (chamado fratura de Smith) ocorre pela flexão do punho foi durante a lesão.

Sinais e sintomas

A fratura do punho (de Colles ou Smith) pode causar deformidade ou edema, o que pode lesar o nervo mediano; quando o nervo mediano é lesado, a ponta do segundo quirodáctilo fica insensível e o prensa entre o dedo mínimo o polegar é fraco.

Se a força do impacto é grande, o rádio poderá experimentar uma fratura impactada, encurtando o osso.

Podem ocorrer outras complicações (p. ex., rigidez, deformidade permanente, dor, osteoartrite, síndromes de dor regional complexas), em particular se a fratura se estender ou causar desvio ou angulação da articulação do punho.

Diagnóstico

  • Radiografias anteroposteriores e laterais

As manifestações clínicas podem incluir angulação ou desvio dorsal do segmento distal do rádio (deformidade em garfo de prata ou garfo de jantar), além de dor, edema e sensibilidade.

Em geral, as fraturas distais do rádio são visíveis nas incidências anteroposteriores e laterais. Ocasionalmente, a TC é necessária para identificar fraturas intra-articulares.

Tratamento

  • Redução fechada

  • Se a fratura estiver aberta ou se a redução não for bem sucedida, redução aberta

  • Tala volar

  • Acompanhamento ortopédico em 1 semana

A articulação é reduzida e imobilizada em 15 a 30° da extensão do punho com tala volar ou tala em forma de U (sugar tong) [ver figuras Tala volar e Tala em forma de U (sugar tong)]. A redução fechada costuma ser possível. Durante a redução fechada, pode-se tratar a dor no departamento de emergência com analgesia e opioides ou bloqueio de hematoma.

Tala volar

Tala volar

Tala em forma de U (sugar tong)

Tala em forma de U (sugar tong)

Redução aberta com fixação interna (RAFI) pode ser necessária nos casos a seguir:

  • A articulação está rompida.

  • A fratura resultou em impactação excessiva (encurtamento).

  • A redução fechada não foi bem-sucedida.

Pode-se usar talas ou cobertura protetora dos quirodáctilos para ajudar na redução fechada do raio distal. São usadas para manter os quirodáctilos em tração enquanto o raio (se angulado) é reduzido. A tração ajuda a estirar o fragmento distal para alongar o raio.

Deve-se aconselhar os pacientes a mover os dedos, cotovelo (se não estão imobilizados) e ombro todos os dias para evitar rigidez e elevar a mão para ajudar a controlar o edema.

Pontos-chave

  • A maioria das fraturas distais do rádio tem desvio ou angulação dorsal (algumas vezes chamada de fratura de Colles); são comuns, especialmente entre os idosos.

  • Fraturas do punho podem causar deformidade ou edema, que pode lesar o nervo mediano.

  • Fazer radiografias anteroposterior e lateral, que geralmente mostram fraturas distais do rádio, se presentes; no entanto, às vezes TC é necessária para identificar fraturas intra-articulares.

  • Tentar redução fechada seguida de imobilização com tala, mas se a redução fechada não for bem sucedida ou se a articulação estiver rompida ou excessivamente encurtada, considerar RAFI.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS