Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Outras riquetsioses de febre macular

Por

William A. Petri, Jr

, MD, PhD, University of Virginia School of Medicine

Última modificação do conteúdo fev 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

Várias riquétsias transmitidas por carrapatos ixodídeos causam riquetsioses com febre macular semelhante, mas mais leve, do que a febre maculosa das Montanhas Rochosas. Apresentam-se inicialmente como lesões de pele, adenopatia satélite e exantema maculopapular eritematoso.

Riquetsioses com febre macular incluem riquetsiose transmitida por carrapatos do norte da Ásia, tifo por carrapato de Queensland, tifo por carrapato africano (febre por picada de carrapato africano), febre macular do Mediterrâneo (febre botonosa) e riquetsiose por Rickettsia parkeri [transmitida pelo carrapato da Costa do Golfo (Amblyomma maculatum)— Doenças causadas por riquétsia orientia, ehrlichia , anaplasma e coxiella spp]. Os agentes causais pertencem ao grupo da febre macular das Montanhas Rochosas.

A epidemiologia dessas riquetsioses transmitidas por carrapatos assemelha-se à da febre maculosa das Montanhas Rochosas (FMMR) no hemisfério ocidental. O carrapato ixodídeo e animais silvestres mantêm a riquétsia na natureza. Quando seres humanos entram acidentalmente no ciclo, são infectados. Em certas áreas, o ciclo da febre botonosa envolve ambientes domiciliares, com o carrapato-marrom-do-cachorro, Rhipicephalus sanguineus, como o vetor dominante.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas são semelhantes para todas as riquetsioses com febre macular e geralmente mais brandos do que com FMMR.

Depois de um período de incubação de 5 a 7 dias, desenvolvem-se febre, mal-estar, cefaleia e congestão conjuntival. Com o começo de febre, uma pequena úlcera semelhante a um botão de 2 a 5 mm de diâmetro, com um centro preto, aparece (uma escara ou, na febre botonosa, mancha negra). Geralmente, os linfonodos regionais ou satélites estão aumentados. Aproximadamente no 4º dia de febre, um exantema maculopapular vermelho aparece nos antebraços e se estende para quase todo o corpo, inclusive para as palmas e plantas dos pés. A febre desaparece na 2ª semana.

Complicações e morte são raras, exceto em idosos ou em pacientes debilitados. Porém, a doença não deve ser ignorada; uma forma fulminante de vasculite pode ocorrer.

Diagnóstico

  • Características clínicas

  • Biópsia do exantema com coloração de anticorpos por fluorescência direta para detectar organismos

  • Testes sorológicos na fase aguda e convalescente (sorologias não são muito úteis na fase aguda)

  • Reação em cadeia da polimerase (PCR)

Tratamento

  • Doxiciclina

O tratamento das riquetsioses com febre macular é doxiciclina 100 mg bid por 5 dias.

Prevenção

Nenhuma vacina eficaz está disponível para prevenir riquetsioses com febre macular. Pode-se tomar medidas para prevenir picadas de carrapato.

Comparação do tamanho do carrapato entre cervos e cães

Comparação do tamanho do carrapato entre cervos e cães

A prevenção do acesso do carrapato à pele é feita por meio de

  • Permanecer em estradas e trilhas

  • Colocar as barras das calças por dentro de botas ou meias

  • Usar camisas de manga longa

  • Aplicar repelentes com dietiltoluamida (DEET) na superfície da pele

A DEET deve ser usada com cautela em crianças muito jovens porque reações tóxicas têm sido relatadas. Permetrina nas roupas efetivamente mata os carrapatos. Buscas frequentes por carrapatos, em particular em partes com pelos e em crianças, são essenciais em áreas endêmicas.

Carrapatos ingurgitados devem ser removidos com cuidado e não esmagados entre os dedos porque isto pode resultar em transmissão da doença. O corpo do carrapato não deve ser segurado ou esmagado. Tração gradual na cabeça com um pequeno fórceps desprende o carrapato. O local do corpo em que o carrapato estava preso deve ser esfregado com álcool. Vaselina, fósforos acesos e outros irritantes não são maneiras eficazes de remover carrapatos e não devem ser usadas.

Não há meios práticos disponíveis para livrar áreas inteiras dos carrapatos, mas populações destes podem ser reduzidas em áreas endêmicas por meio do controle de populações de pequenos animais.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS