honeypot link

Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Visão geral de bactérias

Por

Brian J. Werth

, PharmD, University of Washington School of Pharmacy

Última modificação do conteúdo ago 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
Recursos do assunto

As bactérias são microrganismos que têm DNA de cadeia dupla circular e (exceto micoplasmas) paredes celulares. A maioria das bactérias vive extracelularmente. Algumas bactérias (p. ex., Salmonella typhi, Neisseria gonorrhoeae, Legionella, Mycobacterium, Rickettsia, Chlamydia e Chlamydophila spp) residem e multiplicam-se preferencialmente de modo intracelular. Algumas bactérias, tais como clamídias, Chlamydophila sp e riquétsias, são patógenos intracelulares obrigatórios (capazes de crescer, reproduzir-se e causar doença somente no interior das células do hospedeiro). Outros (p. ex., Salmonella typhi, Brucella spp, Francisella tularensis, N. gonorrhoeae, N. meningitidis, Legionella e Listeria spp, Mycobacterium tuberculosis) são patógenos intracelulares facultativos.

Muitas bactérias estão presentes nos seres humanos como flora normal, muitas vezes em grande quantidade e em muitas áreas (p. ex., no trato gastrintestinal GI]). Somente um pequeno número de espécies de bactérias é patógeno humano.

As bactérias são classificadas de acordo com os seguintes critérios (ver tabela Classificação das bactérias patogênicas comuns).

Morfologia

Bactérias podem ser

  • Cilíndricas (bacilos)

  • Esféricas (cocos)

  • Espirais (espiroquetas)

Algumas cocos, muitos bacilos e a maioria das espécies espiroquetas são móveis.

Coloração

A coloração de Gram é a mais comum para identificação geral de bactérias. As bactérias Gram-positivas retêm o corante violeta (aparência azul-escura) após fixação pelo iodo e pigmentação pelo álcool e contracoloração com safranina; bactérias Gram-negativas, que não retêm a cor violeta cristal, aparecem vermelhas. Bactérias Gram-negativas possuem uma membrana externa adicional que contém lipopolissacarídio (endotoxina), aumentando a virulência dessas bactérias. (Para outros fatores que evidenciam a patogenicidade das bactérias, ver Fatores facilitadores da invasão microbiana.)

As colorações de Ziehl-Neelsen e Kinyoun são colorações álcool-ácido resistentes utilizadas para identificar principalmente as micobactérias, em particular M. tuberculosis. Elas também pode identificar Nocardia spp e Cryptosporidia spp. Carbol fucsina é aplicada, seguida de pigmentação com ácido hidroclórico e etanol e, então, contracoloração com azul de metileno.

A coloração por fluorocromo (p. ex., auramina-rodamina) também identifica organismos álcool-ácido resistentes, mas é necessário um microscópio fluorescente especial.

Encapsulamento

Algumas bactérias são revestidas por cápsulas; para algumas bactérias encapsuladas (p. ex., Streptococcus pneumoniae e Haemophilus influenzae), a cápsula é capaz de protegê-las da digestão pelos fagócitos. O encapsulamento aumenta a virulência bacteriana.

Necessidade de oxigênio

Bactérias aeróbias (aeróbias obrigatórias) necessitam de oxigênio para produzirem energia e crescerem em cultura. Produzem energia utilizando a respiração celular aeróbia.

Bactérias anaeróbias (anaeróbias obrigatórias) não necessitam de oxigênio e não crescem em cultura na presença de ar. Produzem energia por fermentação ou respiração anaeróbia. São comuns em trato GI, vagina, fissuras dentárias e feridas crônicas, quando o suprimento de sangue é prejudicado.

As bactérias facultativas podem crescer com ou sem oxigênio. Produzem energia por fermentação ou respiração anaeróbia quando há ausência de oxigênio e por respiração celular aeróbia quando há oxigênio. As bactérias microaerofílicas preferem menor tensão de oxigênio (p. ex., 2% a 10%).

As clamídias são parasitas intracelulares obrigatórios que adquirem energia da célula do hospedeiro, pois não a produzem.

Tabela
icon

Classificação das bactérias patogênicas comuns

Tipo

Bactérias

Aeróbios obrigatórios

Cocos Gram-negativos

Moraxella catarrhalis, Neisseria gonorrhoeae, N. meningitidis

Bacilos Gram-positivos

Corynebacterium jeikeium

Bacilos álcool-ácido resistentes

Complexo Mycobacterium avium, M. kansasii, M. leprae, M. tuberculosis, Nocardia sp.

Não fermentadores, não Enterobacteriaceae

Acinetobacter calcoaceticus, Elizabethkingia meningoseptica (anteriormente Flavobacterium meningosepticum), Pseudomonas aeruginosa, P. alcaligenes, outros Pseudomonas sp, Stenotrophomonas maltophilia

Cocobacilos e bacilos Gram-negativos fastidiosos

Brucella, Bordetella, Francisella e Legionella spp

Leptospiraceae (bactérias espiraladas)

Leptospira sp

Anaeróbios obrigatórios

Bacilos Gram-negativos

Bacteroides fragilis, outros Bacteroides sp, Fusobacterium sp, Prevotella sp

Cocos Gram-negativos

Veillonella sp

Cocos Gram-positivos

Peptococcus niger, Peptostreptococcus spp

Bacilos Gram-positivos não formadores de esporos

Actinomyces, Bifidobacterium, Eubacterium e Propionibacterium spp

Bacilos Gram-positivos formadores de endósporos

Clostridium botulinum, C. perfringens, C. tetani, outros Clostridium sp

Anaeróbios facultativos

Cocos Gram-positivos, catalase-positivos

Staphylococcus aureus (coagulase-positivo), S. epidermidis (coagulase-negativo), outros estafilococos coagulase-negativos

Cocos Gram-positivos, catalase-negativos

Enterococcus faecalis, E. faecium, Streptococcus agalactiae (estreptococos grupo B), S. bovis, S. pneumoniae, S. pyogenes (estreptococos grupo A), estreptococos grupo viridans (S. mutans, S. mitis, S. salivarius, S. sanguis), grupo S. anginosus (S. anginosus, S. milleri, S. constellatus), Gemella morbillorum

Bacilos Gram-positivos

Bacillus anthracis, Erysipelothrix rhusiopathiae, Gardnerella vaginalis (Gram-variável)

Bacilos Gram-negativos

Enterobacteriaceae (Citrobacter spp, Enterobacter sp, Escherichia coli, Klebsiella spp, Morganella morganii, Proteus spp, Plesiomonas shigelloides, Providencia rettgeri, Salmonella typhi, outros tipos de Salmonella spp, Serratia marcescens, Shigella spp, Yersinia enterocolitica e Y. pestis)

Fermentadores, não Enterobacteriaceae

Aeromonas hydrophila, Chromobacterium violaceum, Pasteurella multocida

Cocobacilos e bacilos Gram-negativos fastidiosos

Actinobacillus actinomycetemcomitans, Bartonella bacilliformis, B. henselae, B. quintana, Eikenella corrodens, Haemophilus influenzae, outros Haemophilus sp.

Micoplasma

Mycoplasma pneumoniae

Spirochaetaceae (bactérias espiraladas)

Borrelia burgdorferi, Treponema pallidum

Microaerofílicas

Bacilos curvos

Campylobacter jejuni, Helicobacter pylori,

Vibrio cholerae, V. vulnificus

Parasitas intracelulares obrigatórios

Chlamydiaceae

Chlamydia trachomatis, Chlamydophila pneumoniae, C. psittaci

Coxiellaceae

Coxiella burnetii

Rickettsiae

Rickettsia prowazekii, R. rickettsii, R. typhi, Orientia tsutsugamushi, Ehrlichia chaffeensis e Anaplasma phagocytophilum

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS