Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Visão geral das doenças da conjuntiva e esclera

Por

Melvin I. Roat

, MD, FACS, Sidney Kimmel Medical College at Thomas Jefferson University

Última modificação do conteúdo abr 2018
Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Recursos do assunto

A conjuntiva reveste a região posterior das pálpebras (conjuntiva tarsal ou palpebral), estende-se ao espaço entre a pálpebra e o globo (conjuntiva do fórnix), e depois se espalha sobre a esclera até a córnea (conjuntiva bulbar). A conjuntiva auxilia a manter o filme lacrimal e protege o olho de objetos estranhos e infecção.

A esclera é a estrutura branca e espessa de tecido conjuntivo que envolve o olho e o mantém estruturado. A esclera se funde de maneira anterior com a córnea no limbo e, de maneira posterior, com as meninges, no ponto em que o nervo óptico penetra o globo.

A episclera é uma fina membrana vascular entre a conjuntiva e a esclera.

As alterações mais comuns são inflamatórias (conjuntivites, esclerites e episclerites). A conjuntivite pode ser aguda ou crônica e é causada por agentes alérgicos, irritantes ou de origem infecciosa. Episclerite e esclerite geralmente resultam de doença imunomediada. Episclerite normalmente não altera a visão, mas a esclerite pode prejudicar a visão e o olho. Os principais sintomas das conjuntivites (p. ex., hiperemia conjuntival) são semelhantes. Diagnóstico precoce e preciso é importante.

Seleção de alterações oculares em doenças da conjuntiva

Edema conjuntival bulbar resulta em um espessamento conjuntival translúcido e azulado difuso. Edema importante com balonismo da conjuntiva, muitas vezes levando ao prolapso da conjuntiva, é conhecido como quemose.

Edema da conjuntiva tarsal (típico de conjuntivite alérgica) resulta em finas projeções diminutas (papilas), dando à conjuntiva uma aparência aveludada.

Hiperplasia dos folículos linfoides na conjuntiva pode ocorrer na conjuntivite viral ou conjuntivite por clamídia. Ela aparece como pequenas saliências com centros pálidos, lembrando pedras arredondadas. Ela ocorre mais comumente na conjuntiva tarsal inferior.

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Vídeos

Visualizar tudo
Como fazer cantotomia lateral
Vídeo
Como fazer cantotomia lateral
Como irrigar o olho
Vídeo
Como irrigar o olho

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS