Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

honeypot link

Toxicidade da vitamina E

Por

Larry E. Johnson

, MD, PhD, University of Arkansas for Medical Sciences

Última modificação do conteúdo ago 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

Quantidades relativamente altas de vitamina E não costumam fazer mal, mas às vezes ocorre fraqueza muscular, fadiga, náuseas e diarreia. O risco mais importante é o de sangramento, principalmente com doses > 1000 mg por dia.

A vitamina E abrange um grupo de componentes (incluindo tocoferóis e tocotrienóis) que têm atividades biológicas semelhantes. O mais biologicamente ativo é o alfa-tocoferol, mas beta, gama e delta-tocoferóis, 4 tocotrienóis e vários estereoisômeros também podem ter atividade biológica significativa. Esses componentes agem como antioxidantes, que previnem a peroxidação lipídica dos ácidos graxos poli-insaturados na membrana celular (ver tabela Fontes, funções e efeitos das vitaminas). As principais fontes de vitamina E nos alimentos são os óleos vegetais e as oleaginosas.

Os níveis de tocoferol plasmático variam de acordo com os níveis de lipídios plasmáticos. Normalmente, o nível plasmático de alfa-tocoferol é de 5 a 20 mcg/mL (11,6 a 46,4 mcmol/L).

Altas doses de suplementos de vitamina E não protegem contra doenças cardiovasculares; ainda é controverso se a vitamina E protege contra discinesia tardia. Não há evidências convincentes de que doses de até 2.000 unidades/dia retardem a progressão da doença de Alzheimer ou diminuam o risco de câncer de próstata; um estudo sugeriu aumento do risco de câncer de próstata com a suplementação de vitamina E (1).

Embora a quantidade de vitamina E em alimentos enriquecidos e suplementos seja dada em unidades, recomenda-se utilizar mg.

Muitos adultos tomam grandes quantidades diárias de vitamina E (400 a 800 mg/dia de alfa-tocoferol) por meses a anos sem danos aparentes. Ocasionalmente, ocorrem fraqueza muscular, fadiga, náuseas e diarreia. O risco mais significativo é o de sangramento. Entretanto, esta é incomum, a menos que a dose seja > 1000 mg/dia ou em pacientes que consomem cumarina ou varfarina. Assim, o limite superior para adultos com ≥ 19 anos de idade é de 1000 mg para qualquer forma de tocoferol.

Análises de estudos anteriores informam que a alta ingestão de suplementos de vitamina E pode aumentar o risco de acidente vascular encefálico hemorrágico e morte prematura.

Referência

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS
Baixe o aplicativo  do Manual MSD! ANDROID iOS ANDROID iOS
PRINCIPAIS