Manual MSD

Please confirm that you are a health care professional

Carregando

Tumores estromais gastrointestinais (TEGIs)

Por

Minhhuyen Nguyen

, MD,

  • Fox Chase Cancer Center, Temple University

Última modificação do conteúdo jun 2019
Clique aqui para acessar Educação para o paciente

Tumores estromais gastrointestinais (TEGIs) são tumores do trato gastrointestinal originados de células precursoras mesenquimais da parede intestinal. Eles resultam de mutações de um gene receptor do fator de crescimento, C-KIT. Alguns são causados por radiação anterior no abdome em razão de outros tumores.

Esses tumores são de crescimento lento e seu potencial maligno varia de mínimo a significativo. Muitos (60 a 70%) ocorrem no estômago, 20 a 25% no intestino delgado e um pequeno número no esôfago, no cólon e no reto. A média etária de apresentação é 50 a 60 anos.

Os sintomas dos TEGIs variam com a localização, mas incluem sangramento, dispepsia e obstrução.

O diagnóstico dos TEGIs costuma ser por endoscopia, com biópsia e ultrassonografia endoscópica para estadiamento.

O tratamento dos TEGIs é a remoção cirúrgica. Pode-se usar imatinibe, um inibidor de tirosina quinase, quando os tumores são positivos para a proteína KIT CD117; é eficaz para pacientes com TEGIs malignos irressecáveis e/ou metastáticos e também como tratamento adjuvante após a ressecção em adultos (1).

Referência sobre o tratamento

Clique aqui para acessar Educação para o paciente
OBS.: Esta é a versão para profissionais. CONSUMIDORES: Clique aqui para a versão para a família
Profissionais também leram

Também de interesse

MÍDIAS SOCIAIS

PRINCIPAIS